Bichectomia,O que é? Onde vive? Como se reproduz?

Bichectomia,O que é? Onde vive? Como se reproduz?

Brincadeiras à parte, o nome assusta, mas na verdade, a Bichectomia consiste na cirurgia de retirada da gordura existente na face conhecida como “bola de bichat” (agora o nome da cirurgia faz todo sentido, não é mesmo?).

Também conhecida como cirurgia da bochecha e muito popular na Colômbia e no México, este procedimento vem ganhando espaço no Brasil para quem quer ter um rosto mais fino.

A bola de Bichat é basicamente uma estrutura de gordura também chamada de corpo adiposo bucal localizada na região das bochechas que confere formato arredondado ao rosto.

Por herança genética ou excesso de peso, muitas vezes essa estrutura é maior do que o desejado. Quando o corpo adiposo passa a incomodar esteticamente é possível resolver o problema com uma cirurgia plástica chamada Bichectomia ou Lipectomia Jugal.

Trata-se de uma cirurgia com recuperação rápida, baixo custo e resultado satisfatório, despertanto assim o interesse de tantos brasileiros.

Leia também: Bichectomia

Como pré-requisitos para o procedimento, o mais importante é que seja feita a avaliação profissional quanto à elegibilidade e quais são as expectativas da paciente quanto ao tratamento. Também é importante que o paciente faça os exames pré-cirúrgicos, que incluem hemograma completo, coagulograma e glicemia, para ver se ele está em condições de saúde para realizar a cirurgia. É também indispensável a avaliação de um cardiologista.

A cirurgia é realizada por meio de pequena incisão dentro da boca bem em cima da bola de bichat em cada lado da face com anestesia local, com ou sem sedação, ou anestesia geral. A duração do procedimento é de aproximadamente 40 a 60 minutos e é suturada com pontos absorvíveis. O paciente recebe alta no mesmo dia e pode voltar as suas atividades no dia seguinte ou no máximo na primeira semana após o procedimento.

O resultado esperado após a bichectomia é um afinamento discreto do rosto. Pessoas com bochechas mais proeminentes podem notar um contraste e afinamento maior. Além disso, pessoas com o rosto mais redondo devido a taxas altas de gordura corporal podem não notar tanta diferença.

É importante ressaltar que após os anos, o rosto começa a sofrer uma perda de gordura. Por isso mesmo, pessoas que se submetem a essa cirurgia podem precisar de preenchimentos posteriormente, para recuperarem uma aparência mais jovial.

Para finalizar, vale lembrar que a bichectomia pode ser associada a outros procedimentos (cirúrgicos ou não) como rinoplastia, lifting facial, preenchimentos com ácido hialurônico e etc.

Qual a melhor pomada para prevenir assaduras em bebes

Qual a melhor pomada para prevenir assaduras em bebes

Na hora de escolher uma pomada contra assaduras para o bebê, as opções são muitas. Todas prometem a melhor proteção para a pele delicada do bebê, mas alguns fatores devem ser levados em consideração no momento desta importante escolha.

Leia mais: Como prevenir e tratar infecções respiratórias no bebê

Antes de mais nada, é importante que a pomada possua entre seus ingredientes o óxido de zinco. Esse composto químico tem propriedades adstringentes com ação antisséptica, secativa e anti-inflamatória.

O Gestação Bebê Selecionou cinco marcas de pomadas contra assaduras, mostrando seus prós e contras. Confira!

Leia também: Hipoglós é bom?

Dermodex Prevent
Um dos melhores custo-benefício entre as pomadas contra assaduras. Essa pomada tem cheiro agradável e não muito forte. Em uma troca de fraldas, a pomada não desaparece completamente, mas também não gruda e é de fácil retirada.

A marca, entretanto, não dispõe de embalagens maiores, e o único tamanho disponível é o de 45 gramas.

Bepantol Baby
A marca antes cbepanonhecida por quem era adepto da tatuagem ganhou há alguns anos no Brasil e versão para bebês. Disponível em dois tamanhos, o produto tem vitamina B5, que, segundo o fabricante, torna a pele do bebê mais resistente a assaduras. O cheiro é agradável e não incomoda, e a retirada durante a troca de fraldas é fácil.

Desitin
Produto preferido das mamães que compram enxoval em Miami e em outros locais no exterior, a pomada da Johnson&Johnson finalmente chegou ao Brasil há poucos meses. Também disponível em mais de um tamanho, o cheiro da pomada é bastante agradável e na troca de fraldas o produto está absorvido por completo. Além disso, o creme é econômico: basta uma pequena quantidade para cobrir toda a região íntima do bebê.

Hipoglóshipoglos_hero
A mais antiga pomada contra assaduras do Brasil – 70 anos de mercado, segundo o fabricante – é certamente também a mais conhecida. Disponível em três tamanhos diferentes, o produto tem entre seus ingredientes o óleo de fígado de bacalhau. Para muitas mamães o cheiro inconfundível é também forte, e a retirada durante a troca de fraldas é difícil e algumas vezes pode demandar um pouco de paciência da mamãe.

Mustela
Com manteiga de karitê e vitamina F, a pomada da marca francesa é cara, porém cheia de benefícios. O cheiro é extremamente agradável e a absorção é completa, não sendo necessário um grande esforço para retirá-la completamente. Em dois tamanhos disponíveis, uma grande desvantagem é não conseguir encontrar o produto em qualquer farmácia ou drogaria.

Com promessa de efeitos potentes, máscaras faciais são nova febre E

Com promessa de efeitos potentes, máscaras faciais são nova febre

Entenda a onda, saiba como e quando usar e conheça os produtos mais indicados para cada efeito

A modelo russa Irina Shayk é adepta das máscaras faciais em seus rituais de beleza
A modelo russa Irina Shayk é adepta das máscaras faciais em seus rituais de beleza Foto: Instagram/ @mimiluzon

As máscaras faciais são o produto do momento no universo da beleza. Popular entre as asiáticas, só recentemente elas conquistaram de vez seu lugar na rotina de cuidados com o rosto do resto do mundo – e não à toa: há cada vez mais tipos disponíveis no mercado, pensados para diferentes tipos de pele, idades e funções. Alguns são indicados para diminuir a oleosidade, enquanto outros ajudam a iluminar e até rejuvenescer a pele.

LEIA TAMBÉM:
Descubra quais são os cuidados e produtos favoritos das tops para o verão
O grande diferencial das máscaras em relação aos cremes tradicionais é seu rápido poder de ação. Para a Dra. Mayara Bravo, dermatologista da All Clinik, o produto está na moda porque é versátil: “Elas são fáceis de aplicar e têm efeito muito rápido”. Isso porque o cosmético contém princípios ativos, como vitamina C, mel ou aloe vera, em altas quantidades. Como esses nutrientes cobrem a pele por completo, ela fica mais propícia a absorvê-los, graças à quantidade aplicada e também ao seu tempo de permanência sobre a face.

Leia também: Máscara de pepino funciona

“A alantoína, um ativo hidratante muito usado em cosméticos, costuma aparecer com uma concentração de 0,2% em cremes comuns. Já nas máscaras, podem estar em até 1%. O ácido acetilsalicílico, utilizado em produtos para tratar a acne e a oleosidade, aparece em uma concentração de até 3% nas máscaras, enquanto em outros produtos não passa de 0,5%”, afirma a Dra. Fernanda Casagrande, médica pós-graduada em Dermatologia Clínica e Estética e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Justamente por esse motivo, o produto não pode ser usado com tanta frequência. O ideal, segundo as especialistas, é que a aplicação aconteça uma vez por semana. “É importante seguir os protocolos de uso do fabricante”, alerta a Dra. Fernanda.

Outra personalidade adepta do produto é a apresentadora Chrissy Teigen
Outra personalidade adepta do produto é a apresentadora Chrissy Teigen Foto: Instagram/ @chrissyteigen

Como escolher o tipo certo?

Como a cartela de opções disponíveis no mercado é imensa, é importante focar no resultado desejado na hora de escolher o produto. “Vale prestar atenção no princípio ativo de cada máscara, que vai indicar como ela age na sua pele. Ela pode ter vitamina C, que apresenta um poder antioxidante; pode ter esfoliantes, que iluminam a pele instantaneamente; podem ter ácido hialurônico, que tem poder umectante e deixa a face mais hidratada, com viço”, explica a Dra. Mayara Bravo.

“Preste atenção nos componentes para evitar alergias, na data de validade, no tempo de permanência no rosto indicado no rótulo e na indicação para o tipo de pele”, avisa a médica.

Elas realmente funcionam?

É fato: as máscaras faciais realmente contribuem para a rotina de cuidados com o rosto. Mas não adianta contar somente com elas na busca por uma pele mais bonita e saudável. “A grande questão é que elas não substituem o cuidado diário indicado para as necessidades de cada tipo de pele”, esclarece Mayara. “As máscaras são recomendadas para o uso semanal (ou quinzenal, dependendo de seu princípio ativo), mas como um complemento da rotina de tratamentos”.

Para que o produto tenha um efeito mais potente e não agrida a pele, é importante lavar bem o rosto antes da aplicação. “Em casos de pele mais oleosa e com acne, você pode até usar um sabonete de esfoliação antes da máscara. Se quiser uma hidratação maior, pode usar um esfoliante em creme para remover as células mortas; assim, os ativos da máscara conseguem penetrar melhor na pele”, segundo a Dra. Fernanda Casagrande.

Sheet masks

Sucesso entre modelos e atrizes, as sheet masks são um tipo de máscara seca que tem funcionado como alternativa prática aos cremes mais densos. São folhas com o formato do rosto, descartáveis, embaladas em sachês individuais, feitas de materiais finos e maleáveis, como a fibra de tecido.

“Como as sheet masks têm o princípio ativo coberto por uma folha, elas contam com uma potência otimizada, já que os nutrientes penetram melhor na pele”, conta a Dra. Mayara Bravo. “É preciso ter cuidado na escolha: se você tem tendência à acne, pode ser que uma máscara com função hidratante piore essa condição. Mas elas são boas soluções para uma melhoria rápida na pele, apesar de o efeito ser passageiro”.

Para a Dra. Fernanda, outro ponto positivo das máscaras de tecido é a praticidade. “Você não precisa lavar o rosto na hora de retirar, além de poder levar para viagens e eventos com facilidade”, diz ela.

Biotina: O Que É e Para Que Serve?

Biotina: O Que É e Para Que Serve?

Também conhecida como vitamina B8, vitamina B7, ou vitamina H, a biotina é uma das vitaminas que fazem parte do Complexo B. Ela é essencial ao ser humano, e por se tratar de um composto hidrossolúvel (absorvido pelo intestino e levado aos tecidos através da circulação), precisa de reposição diária, já que o corpo não pode armazená-la, por isso faz com que o excesso seja expelido na urina.

Função da Biotina
A biotina trabalha no organismo como uma enzima, processando as gorduras, açúcares, proteínas e carboidratos, gerando energia para o corpo e produzindo ácidos que mantém a pele, as unhas e os cabelos em bom estado. Ela também atua no sistema nervoso como calmante.

Onde encontramos a Biotina

Existem muitos alimentos onde podemos encontrar essa vitamina, entre eles estão: leite e derivados (como queijo, manteiga e iogurte), carne de boi, aves e peixes, gema de ovo, nozes, soja, aveia, gérmen de trigo, espinafre, couve-flor, arroz integral e frutas (principalmente laranja, melão, abacaxi, banana, morango, melancia e abacate).

Os que possuem grandes quantidades de biotina são: gema de ovo, soja, leite e peixe. Mesmo após o cozimento, a vitamina permanece sem alterações.

Leia também: o que é Biotina

É importante saber que a clara do ovo crua inibe a absorção da biotina no corpo. Mas isso só acontece se o ovo estiver cru. A clara cozida ou frita não representa nenhum problema para a biotina. A ingestão frequente de bebidas alcoólicas também reduz significativamente a absorção dessa vitamina.

Também é possível encontrar a biotina em cápsulas vendidas em farmácias. Algumas possuem uma fórmula pronta e outras são encomendadas em farmácias de manipulação. Mas para tomar esses complementos é necessário o acompanhamento de um médico, geralmente dermatologista, pois além de ser mais seguro, para comprar esses produtos é preciso ter em mãos uma receita médica.

Leia Também:
Sucos Emagrecedores
Conheça a Dieta da USP

Nem mais, nem menos, apenas o necessário!
Benefícios da biotina: Os principais benefícios da biotina são: fortalecimento das unhas, combate à queda de cabelo, renovação da pele e redução do colesterol. Apesar de não ser esse o principal foco da biotina, ela também pode auxiliar nos tratamentos de emagrecimento, já que atua no processamento das proteínas, carboidratos e gorduras.

Efeitos da falta de biotina no corpo: Apesar de não ocorrer com muita frequência, a deficiência de biotina pode acontecer em pessoas que passaram por uma desnutrição grave de proteínas, em pessoas alcoólatras ou pelo consumo excessivo de clara de ovo crua ou de medicamentos para epilepsia.

Essa deficiência pode causar dores musculares, problemas dermatológicos, seborréia, queda de cabelo, furúnculos, flacidez, perda de apetite, colesterol alto, anemia e até depressão.

Reações ao excesso de biotina: Não há casos conhecidos de efeitos causados pelo excesso dessa vitamina, pois, como falamos anteriormente, o corpo absorve apenas a quantidade necessária para a sua função diária e depois elimina o excesso pela urina. Portanto, não adianta tomar doses altas de biotina. O ideal é que ela seja consumida diariamente em quantidade suficiente. São recomendadas doses de 100 a 200 microgramas por dia (facilmente absorvidas numa alimentação diária equilibrada).

Biotina engorda?
Não. A biotina não causa aumento de peso. Como vimos, ela é essencial para o bem estar do nosso corpo e está relacionada a alimentos saudáveis e à redução do colesterol.

Também não podemos afirmar que ela por si só emagrece, mas a verdade é que se aliada a um tratamento de emagrecimento e a uma dieta balanceada, pode gerar bons resultados para quem quer perder peso. Por isso é comum encontrar biotina na fórmula de inibidores de apetite, onde somam o seu papel de transformar as proteínas e carboidratos em energia à outras vitaminas e componentes.

Adquira hábitos alimentares saudáveis, inclua não apenas a biotina na sua dieta, mas também alimentos de todas as classes: carboidratos, fibras, proteínas, aminoácidos, lipídeos, outras vitaminas e minerais. Não faça dietas por conta própria. Procure um médico e siga suas orientações.

24 receitas de suco verde para adicionar ao seu cardápio

24 receitas de suco verde para adicionar ao seu cardápio

Esse tipo de bebida é indicado para todo mundo, especialmente para quem busca uma reeducação alimentar e melhorar a saúde em geral
Cada vez mais as pessoas têm se preocupado em seguir hábitos mais saudáveis. E quando o assunto é alimentação, vira e mexe surge uma novidade: é um alimento que faz bem para saúde de forma geral; um chá que ajuda a emagrecer; um ingrediente que deve ser incluído no preparo dos pratos etc.

Tudo isso acaba deixando algumas pessoas na dúvida. Afinal, o que funciona mesmo? O que deve ser incluído no cardápio?

Leia também: Farinha seca barriga bula

É fato que existem inúmeros alimentos poderosos, é consenso que saúde e boa alimentação caminham juntas. Porém, às vezes, alguns alimentos/ingredientes/bebidas apontados como “milagrosos” – especialmente quando o objetivo é perda de peso – ganham uma fama “exagerada”.

Mas, um tipo de bebida que já faz sucesso há um bom tempo e que, de fato, merece todo destaque é o chamado suco verde. E se você tinha dúvidas sobre isso, vai adorar saber um pouco mais sobre ele e, principalmente, conferir deliciosas receitas para fazer em casa!

Leia também: Kifina bula

Afinal, o que é o suco verde?

FOTO: GETTY IMAGES

“O suco verde não é apenas uma moda e nem parte de um tratamento milagroso, ele é uma preparação com propriedades específicas, envolvendo os conceitos da nutrigenômica – que têm como finalidade promover a renovação do funcionamento fisiológico do aparelho digestivo, aumentando a vitalidade e a energia, melhorando a circulação, reforçando as defesas do organismo e retardando o processo de envelhecimento”, destaca Karyna Pugliese, nutricionista da equipe Noiva em Forma.

Leia também: Gelo saborizado deixa as bebidas mais bonitas e gostosas

“Fontes de fibras, vitaminas, minerais, ricos em clorofila, ácidos fenólicos, glicosídeos e flavonóides, os sucos verdes agem como potentes catalisadores da eliminação de toxinas e possuem o objetivo de fornecer ao organismo muitos nutrientes, ativando o metabolismo e auxiliando os órgãos como um todo”, explica a nutricionista Karyna.

Thaianna Velasco, nutricionista funcional da Clínica Helena Costa, no Rio de Janeiro, ressalta que os sucos verdes são aqueles que misturam folhas verde-escuras com frutas e outros alimentos considerados funcionais. “Como esse tipo de suco concentra alimentos de alto valor nutricional, esses alimentos, juntos, formam uma bebida riquíssima em vitaminas, minerais e antioxidantes, capaz de trazer inúmeros benefícios à saúde”, diz.

Leia também: Phytophen bula

24 sugestões de suco verde

FOTO: GETTY IMAGES

Com certeza vale a pena incluir o suco verde na sua dieta e abaixo você confere boas receitas e dicas para isso!

1. Suco verde de couve com limão: ½ limão + 1 folha de couve + 200 ml de água. Coloque o suco do limão juntamente com a folha de couve no liquidificador e vá acrescentando água ao poucos. Quando o suco estiver numa textura e cor uniforme, estará pronto.

2. Suco verde tradicional: 2 laranjas + 3 folhas de couve + 1 pedacinho de gengibre + 1 litro de água. Descasque as laranjas, corte-as em pedaços, tirando as sementes; coloque no liquidificador junto com as folhas de couve bem lavadas e com talo. Acrescente o gengibre e a água. Bata tudo. Coe só se necessário.

Leia também: 10 sucos com poderes medicinais

3. Suco de couve com maçã: 2 maçãs + 2 folhas de couve + ½ limão + 200 ml de água. Corte as maçãs ao meio e retire suas sementes, colocando no liquidificador com os demais ingredientes. Coe só se necessário.

4. Suco verde de abacaxi e pepino: 1 fatia média de abacaxi + 1 folha grande de couve + 1 pedaço pequeno de pepino + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Coloque todos os itens no liquidificador e depois bata bem para não precisar coar.

5. Suco de maçã verde e couve: 1 maçã verde + 1 folha de couve grande + 1 pedaço pequeno de erva doce fresca + 200 ml de água de coco (ou água). Coloque todos os itens no liquidificador e depois bata bem para não precisar coar.

6. Suco verde diurético (receita da Dra. Karyna Pugliese): 1 folha grande de brócolis + 1/2 limão inteiro (polpa e casca) + 1/2 pepino japonês com casca, cortado em pedaços + 1 talo de salsão + 1 fatia grande de melão + 1 punhado de salsa + 200 ml de água de coco. Bata todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

7. Suco verde energizante (receita da Dra. Karyna Pugliese): 1 punhado de agrião + 1 cenoura pequena cortada em pedaços + 1 pedaço (2 cm) de gengibre + 1 colher (chá) de maca peruana + suco de 1 limão + 200 ml de suco de laranja. Bata todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

Leia também: O poder do suco rosa

8. Suco verde desintoxicante (receita da Dra. Karyna Pugliese): 1 folha de couve + 1 maçã média com casca e sem semente, cortada em pedaços + 1 talo de erva doce + 1 punhado de salsinha e hortelã + suco de 1/2 limão + 200 ml de água. Bata todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

9. Suco verde anti-inflamatório (receita da Dra. Karyna Pugliese): 1 xícara de chá de mix de folhas verde-escuras (exceto espinafre cru, pois é rico em oxalato) + 1 xícara (café) de Aloe Vera + 1 maçã com casca + 1 colher (sopa) de semente de linhaça dourada + 1 punhado de hortelã + 1 punhado de alecrim. Bata todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

10. Suco verde de caju: 1 polpa congelada de caju + 1 folha grande de couve + 1 pequeno punhado de salsão + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

11. Suco verde de pera com salsinha (receita da Dra. Carla Cotta): Primeiramente prepare cubos de salsinha (bata 1 molho de salsinha com 500 ml ou mais de água alcalina ou água de coco natural no liquidificador até ficar uma água bem verdinha. Leve sem coar para preencher a forma de gelo e congele por no máximo uma semana). Para o suco use 2 a 3 pedras de cubos de salsinha + 1 pera com casca e sem caroços + 6 folhas de hortelã + 1 lasca de gengibre fresco ou cúrcuma fresca sem casca + 200 ml de água filtrada e alcalina ou água de coco natural. Bata no liquidificador todos os ingredientes até que todos incorporem e tome em seguida.

12. Suco verde com pêssego: 1 polpa congelada de pêssego + 1 folha grande de couve + 1 colher (chá) de salsinha + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

Leia também: Suco de couve: por que acrescentá-lo à sua dieta?

13. Suco verde com acerola: 1 polpa congelada de acerola + 1 folha grande de couve + 1 pedaço pequeno de erva doce fresca + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

14. Suco verde com maracujá e clorofila (receita da Dr. Thaianna Velasco): ½ maracujá + 100ml de água de coco + 1 maçã + clorofila congelada. Bata no liquidificador.

15. Suco verde com melancia e morango (receita da Dr. Thaianna Velasco): 2 ramos de hortelã + 1 fatia de melancia + 4 morangos + 1 pedaço de gengibre (pequeno) + 1 pitada de canela. Bata no liquidificador ou na centrífuga.

16. Suco verde com espinafre e blueberry (receita da Dr. Thaianna Velasco): Cubos (de gelo) de couve e espinafre + 150 ml de água de coco + blueberry + 1 colher de chia. Bata no liquidificador.

17. Suco verde com limão siciliano (receita da Dr. Thaianna Velasco): 2 folhas de couve + 1 maçã + 1 limão siciliano + 1 pedaço pequeno de raiz gengibre. Centrifugar. Acrescentar ao copo depois de pronto uma colher de sopa de linhaça ou farinha de banana verde.

18. Suco verde com kiwi: 1 kiwi + 1 folha grande couve + 1 pedaço pequeno de pepino + 3 folhinhas de hortelã fresca + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

19. Suco verde com brócolis: suco de 1 limão + 2/3 xícara (chá) de brócolis + 3 folhinhas de hortelã fresca + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

20. Suco verde com maracujá: 1 maracujá + 1 folha grande de couve + 1 pedaço pequeno de pepino + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Faça primeiro um suco com a água de coco (ou água) e o maracujá, depois bata com os demais ingredientes e tente beber sem coar.

21. Suco verde com melão: 1 fatia média de melão + 2/3 xícara (chá) de agrião + 1 pedaço pequeno de erva doce fresca + 1 fatia fina de gengibre + 200 ml de água de coco (ou água). Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

22. Suco de maçã com pepino: 1 maçã + 1 folha de couve + 1/2 pepino japonês + 1 fatia fina de gengibre + 1 colher (chá) de chia + 400 ml de água de coco. Bata bem todos os ingredientes no liquidificador e tente beber sem coar.

23. Suco verde desintoxicante com melancia: 2 fatias grossas de melancia + 1 maço pequeno de salsinha + 2 maçãs + 2 talos de salsão com as folhas + 3 talos de erva doce + 1 cenoura + 2 laranjas + 2 folhas de couve +1 pepino inteiro. Bata bem todos os ingredientes no liquidificador. Coe só se necessário.

24. Suco verde com frutas vermelhas: 1 folha de couve + 1 xícara e meia de frutas vermelhas (morango, framboesa, amora) + 150 ml de suco de laranja + 1 punhado de folhas de hortelã. Bata bem todos os ingredientes no liquidificador. Beba sem coar.

Vale destacar que essas são apenas algumas das muitas receitas de suco verde que você pode fazer! Escolhendo bons ingredientes é possível criar sucos deliciosos e supersaudáveis!

Benefícios do suco verde

FOTO: GETTY IMAGES

Carla Cotta, nutricionista funcional da Clínica Essendi no Rio de Janeiro, explica que as vitaminas e minerais presentes na combinação de frutas e vegetais verde-escuros proporcionam saciedade e vitalidade. “O benefício está relacionado ao potencial alcalino dos vegetais verde-escuros e às vitaminas e minerais como magnésio e cálcio, presentes nas frutas e vegetais, com excelente ‘biodisponibilidade’ para nutrição celular”, diz.

Karyna destaca como principais benefícios do suco verde:

É destoxificante;
É antioxidante;
É anti-inflamatório;
É termogênico;
Fortalece o sistema imunológico;
Auxilia no tratamento da anemia;
Auxilia o sistema cardiovascular;
Auxilia o processo de emagrecimento;
Promove funcionamento intestinal;
É rejuvenescedor;
É hidratante;
É energético e tonificante;
Previne doenças.
O que não pode faltar na receita?

FOTO: GETTY IMAGES

Thaianna destaca que o suco verde precisa conter folhas verde-escuras como, por exemplo, couve, salsa, espinafre, clorofila, hortelã.

Karyna fala abaixo sobre “superalimentos” que fazem toda a diferença no suco verde:

Folhas Verdes: possuem magnésio, mineral, têm participação na contração e relaxamento muscular, funcionamento de certas enzimas do organismo, produção e transporte de energia e produção de proteínas e auxiliam no aumento do hormônio adiponectina responsável pela saciedade. “Possuem ferro não heme, que faz transporte de oxigênio e regulação do crescimento e diferenciação celular. Nitrato que ativam a contratabilidade gástrica e relaxamento muscular, possui ação antioxidante, auxilia na fluidificação do sangue e agregação plaqueta ria, auxilia na purificação e função do fígado”, acrescenta a nutricionista Karyna.

Gengibre: Raiz usada na culinária e na medicina, é reconhecida por ser um alimento termogênico, capaz de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura corporal. “Possui ação bactericida, desintoxicante, melhorando o desempenho do sistema digestivo, respiratório e circulatório. O gengibre também ameniza náuseas. Age diretamente no fígado auxiliando na limpeza e metabolização dos nutrientes”, acrescenta Karyna.

Leia também: Suco verde

Maçã: Fruta rica em pectina que auxilia na saciedade, gelificação intragástrica e equilibra colesterol. “Possui ainda inulina, um potente parabiótico (alimento para as boas bactérias do intestino)”, diz a nutricionista Karyna.

Limão: Excelente fonte de vitamina C, auxilia a manter o pH gástrico evitando a acidez metabólica, “além de ter uma ação antioxidante potente, que fortalece o sistema imunológico, retarda o envelhecimento precoce, bloqueia radicais livres, oferecendo assim proteção contra o câncer e demais doenças”, explica Karyna.

Suco verde: coar ou não coar?
A nutricionista Thaianna explica que, para se aproveitar todos os benefícios do suco verde e ainda diminuir o índice glicêmico, o ideal é que ele não seja coado. ”Porém, pessoas com o intestino com tendência a ser solto podem diminuir a quantidade de fibras coando o suco”, diz.

Uma dica importante é sempre bater bem os ingredientes no liquidificador para não ter a necessidade de coar o suco.

Como consumir o suco verde?

FOTO: GETTY IMAGES

Karyna explica que um copo de 300 ml de suco verde é uma quantidade satisfatória para ser consumida por dia. “O consumo deve ocorrer até 10 minutos após o preparo e, preferencialmente, em jejum. Dessa forma, possui menor chance de oxidar e estimula a decodificação do fígado, eliminando as toxinas e excessos acumulados, ajudando a acelerar o metabolismo e preparando o organismo para receber os nutrientes do dia. Depois é recomendado aguardar entre 15 a 30 minutos para a próxima refeição”, diz.

Thaianna destaca que em jejum e pela manhã é o melhor horário para se tomar o suco verde. Mas isso não quer dizer que ele não possa ser tomado em outro horário. “Em jejum, os benefícios são apenas potencializados”, diz.

A nutricionista Thaianna destaca que não se deve tomar o suco verde junto com as principais refeições. “Isso porque, durante a alimentação, precisamos de acidez para uma boa digestão e o suco verde é altamente alcalino, alterando a acidez necessária para esse momento”, explica.

Para quem é indicado o suco verde?
Thaianna explica que o suco verde é indicado para todas as pessoas, principalmente para quem busca uma reeducação alimentar e melhorar a saúde intestinal e a saúde em geral.

A nutricionista Carla ressalta que esse tipo de suco é indicado para saúde óssea, vitalidade, em alguns casos de anemia e no processo de destoxificação – já que a couve e outros vegetais verde-escuros favorecem a eliminação de toxinas no fígado principalmente.

Dicas para facilitar o preparo e consumo do suco verde

FOTO: GETTY IMAGES

Com a correria do dia a dia muita gente comenta que não tem tempo para preparar seu suco verde. Porém, algumas dicas podem ajudar neste sentido. Confira:

1. Faça o suco verde congelado

Karyna destaca que o suco verde congelado é um facilitador para quem deseja consumi-lo, mas não tem tempo de prepará-lo diariamente. “O ideal seria prepará-lo a cada três dias”, diz. Anote a receita:

1 maço de folhas de couve manteiga
3 maçãs
1 abacaxi inteiro (sem casca)
1 gengibre inteiro pequeno (sem casca)
3 talos de salsão ou erva doce
1 maço de salsas
1 maço de hortelãs
Água mineral o quanto baste.
Modo de preparo: bata tudo no liquidificador até formar uma pasta grossa, coloque em forminhas de gelo ou direto em garrafas de 200 ml e congele rapidamente para não oxidar. Retire na noite anterior mantendo em geladeira. No dia seguinte adicione 150 ml de água ou água de coco.

2. Faça gelos de couve

Quando você compra um maço de couves, geralmente não o usa por inteiro. Uma dica ótima para conservar as folhas e também para facilitar o preparo dos seus sucos é transformá-las em gelo.

Coloque as folhas no liquidificador com uma quantidade pequena de água (somente para conseguir bater). Transfira o conteúdo para a bandeja de gelo. Depois, é só usar as pedrinhas de gelo de couve para fazer seu suco verde.

3. Corte os alimentos na noite anterior

Para agilizar o preparo do suco, você pode deixar frutas e legumes já higienizados e cortados em cubinhos na geladeira na noite anterior.

Mas, o ideal, de acordo com a nutricionista Carla, para que se evite perda de vitaminas, como a vitamina C que é muito sensível, é que o preparo seja feito na hora do consumo, evitando também a oxidação de nutrientes. “Os métodos que preservam mais os nutrientes são os que usam prensagem a frio. Dica: usar água alcalina, preferencialmente, para preparar os cubinhos de couve ou vegetais verde-escuros e deixar congelado por no máximo uma semana”, finaliza.

Por fim, uma dica preciosa é sempre variar a receita! Experimente várias combinações de suco verde até mesmo para não enjoar e conseguir manter uma rotina de tomá-lo. Troque as frutas, acrescente água de coco em uma ou outra receita, experimente acrescentar especiarias… Tudo é válido!

RESENHA: GEL REDUTOR DE MEDIDAS – D’AGUA NATURAL

RESENHA: GEL REDUTOR DE MEDIDAS – D’AGUA NATURAL

Oiiii minhas tchucas, como vocês estão? Eu estava morreeeeeeendo de saudade de vocês! Com a correria da vida eu acabei deixando o blog e o canal meio de lado, mas prometo que sempre que tiver um tempo livre eu posto coisas novas! Chega de blá blá blá e vamos ao que interessa…

Leia também: Phytophen funciona

Bom meninas, quem me acompanha no Instagram já deve ter visto que estou entrando em um projeto de perder 8kg até janeiro de 2016. Por que disso? Eu acabei me descuidando em relação a alimentação e também parei de fazer academia. Nesse período, eu acabei engordando 8KG. SIM, 8KG!! E agora para emagrecer eu resolvi mudar alguns hábitos alimentares e começar a cuidar mais do corpo com cosméticos próprios para perda de peso.

Na foto eles estão com o número 1 e 2, que será a sequência que falarei sobre eles.

Leia também: Womax Gel Lipo funciona

Número 1: GEL REDUTOR PARA O CORPO – MENTOL E CÂNFORA.

Como está dizendo na foto, ele auxilia na redução de celulite, gordura localizada e flacidez. Ao ser aplicado sobre a pele, ele provoca um resfriamento brusco fazendo com que o organismo trabalhe para reaquecer o local, e assim, liberando energia e mandando embora as gorduras localizadas. Ele é um gel crioterápico e os tratamentos estéticos com crioterápico são utilizados como bandagem.

Leia também: Kifina funciona

Para fazer a bandagem você vai precisar de:
Uma vasilha
Água gelada
Gelo
Ataduras
Gel crioterápico.

Passe uma camada nem tão fina nem tão grossa do gel crioterápico na região a ser tratada, depois pegue a vasilha coloque a água gelada e o gelo, depois molhe as ataduras na água, retire o excesso. Coloque a atadura na região a ser tratada e deixe agir por 40 minutos. Depois retire o excesso de creme e espalhe o que sobrou, apenas espalhe, não massageie. O objetivo dos crioterápicos é resfriar a região, com isso seu corpo trabalha para aquecer aquele local e deixar seu corpo em equilíbrio, para que esse processo de aquecimento aconteça é preciso de energia, então ao fazer a bandagem gastamos energia e é ai que reduzimos medidas, pois as gorduras são armazenadas para essa finalidade…

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Número 2: CREME DE MASSAGEM TERMO ATIVO – NICOTINATO DE METILA.

Segundo o fabricante, ele combina vários ingredientes que potencializam os efeitos dos tratamentos estéticos: Guaraná, Hera, Centella Asiática, Cavalinha e Castanha da Índia, plantas conhecidas por possuírem propriedades descongestionantes, revitalizantes e reconstituintes da pele.

O Nicotinato de Metila (presente no gel) provoca intenso aquecimento e vermelhidão (não se desespere, o vermelho dura 40 minutos e depois do banho some completamente), ocasionando o aumento da circulação sanguínea local. Esse aumento da circulação melhora a oxigenação dos tecidos e a penetração dos ativos, desinflamando a celulite.
Esse creme é usado para massagens linfáticas pois acelera a circulação no local, melhorando o resultado da massagem.

O QUE EU ACHEI SOBRE OS CREMES?

Gente, embora eu esteja fazendo a resenha dos cremes agora, eu comprei eles final ano passado e gastei em média R$ 100,00 reais nos dois juntos. Achei que super valeu a pena pois são potes com mais de meio kg de produto e rendem muito!!

Eles cumprem o que prometem?
Então tchucas, na época que comprei, eu usava manequim 40, e depois do tratamento, eu comecei a usar 36. Diminuiu demais a circunferência das minhas coxas e cintura, e senti que ficou tudo mais firme. Eu pesava 65kg e fui para 55kg, ou seja, emagreci 10kg em três meses. Claro que combinado com uma refeição balanceada e exercícios físicos. NÃO FIZ DIETA! Apenas cortei alguns itens que costumava comer. E agora engordei por ter descuidado disso.

Comentem abaixo se vocês querem vídeo de como eu faço massagem linfática em mim mesma ou se vocês tem alguma dica para me ajudar a perder peso, comenta também!

GEL CORPS HINODE FUNCIONA? REDUTOR DE MEDIDAS, CELULITE E ESTRIAS!

GEL CORPS HINODE FUNCIONA? REDUTOR DE MEDIDAS, CELULITE E ESTRIAS!

GEL CORPS HINODE FUNCIONA? REDUTOR DE MEDIDAS, CELULITE E ESTRIAS! – OLÁ MENINAS, tenho certeza que muitas de vocês estavam curiosas sobre esse produto e os milagres que ele ta fazendo néh?! Haha afinal, como que só um gel pode reduzir medidas, melhorar as estrias e tratar celulite?

Leia também: Womax Gel Lipo funciona

GEL CORPS HINODE FUNCIONA?

GEL CORPS HINODE REDUTOR DE MEDIDAS, CELULITE E ESTRIAS!

O QUE É ?
Primeiramente, ele é um gel redutor de medidas exclusivo da empresa HINODE, desenvolvido para auxiliar na queima de gordura localizada. Sua fórmula é feita com cânfora e mentol, o que causa uma grande sensação de frescor e de calor ao mesmo tempo. Indicado também para tratar estrias e celulite! O que é marah!

Leia também: Kifina é bom

BENEFÍCIOS DO GEL CORPS HINODE:
Auxilia na firmeza da pele e na queima de gordura localizada
Faz a crioterapia, o tratamento a frio
Esquenta e esfria ao mesmo tempo causando a vasodilatação superficial, ajudando a combater a gordura localizada. Relaxa a temperatura da pele, mantendo o equilíbrio térmico.
Trata e melhora o aspecto das celulites e estrias

COMO USAR O GEL CORPS HINODE?
Dependendo da região do corpo, o gel pede massagens específicas para que o efeito seja maior. Especificando por partes do corpo:

Leia também: Phytophen é bom

Barriga: movimentos circulares em sentido horário
Pernas: movimentos amplos, circulares e ascendentes
Braços: movimentos circulares e ascendentes
Bumbum: movimento circulares e de levantamento

Leia também: Phytophen é bom

RECOMENDAÇÃO DA FABRICANTE – Deixar agir por mais ou menos 30 minutos, e não colocar por cima da aplicação do produto manta térmica, plástico ou roupa apertada.

OPCIONAL – Após os 30 minutos de ação você pode remover o gel e usar uma cinta para ajudar a modelar.

NUNCA – Nunca use o produto e exponha ao sol.

ANTES E DEPOIS GEL HINODE – 1 MÊS
Fernanda!! Vai ter antes e depois do gel? CLARO que vai meninas! O antes e depois do gel eu vou colocar aqui atualizando os resultados a cada mês como sempre faço. E também os dados da minha avaliação física, porque o que importa é reduzir medidas e percentual de gordura.

Antes e depois dos primeiros 30 dias usando o Gel da Hinode . Nesse mês melhorei a minha alimentação (em casa mesmo, não fui em uma nutri) e usei os produtos não cheguei a fazer atividades físicas. Mas agora já comecei a academia pra ter resultados ainda melhores!

COMO USEI: Aplicava na pele e deixava agir (sem usar cinta! porque não é recomendado abafar o gel)

Gel Corps Hinode (AQUI) usando o cupom “FERNANDABELEZA” fica por 44,90

MINHA AVALIAÇÃO FÍSICA – ANTES
Como eu falei pra vocês (aqui) no post sobre o meu emagrecimento eu nunca fui uma pessoa fitness, mas chega uma hora que você tem que dar uma atenção especial para o corpo, principalmente quando o seu percentual de gordura está alto. Por isso eu acho muito importante ter os dados da avaliação.

RECOMENDAÇÕES E DICAS!
É bom reduzir o consumo de sal e de alimentos gordurosos. O sal ajuda a reter água no organismo;
Das preferência às verduras, legumes e frutas, pois elas causam sensação de saciedade e eliminam toxinas e líquidos.
Evitar também refrigerantes (o grande amigo da celulite mulherada), eles contém muito sódio e açúcar que costumam se acumular em forma de gordura no nosso corpo.
Beber muita água!

DICA: Como todo e qualquer produto que auxilia em queima de gordura, emagrecimento, melhora da pele e tudo mais, tendem a ter melhores resultados quando associados a uma dieta balanceada e a atividades físicas. Afinal de nada adianta usar um gel redutor de celulite e continuar comendo batata frita dia sim dia não né meninas? Kkkk todas sabemos disso.

ONDE COMPRAR O GEL CORPS DA HINODE?
E agora, onde eu encontro esse gel poderoso? Então meninas o meu como sempre eu comprei online, no site da MaisemCasa vocês encontram o gel e todos os outros produtos da Hinode. Muito legal! Eu vou deixar aqui abaixo o link do gel pra vocês conferirem!

Curso de Algoritmo

Curso de Algoritmo

Hoje em dia, algoritmos computacionais estão presentes em quase tudo na nossa vida. Além dos tradicionais computadores e notebooks, muitos estão totalmente acostumados com o uso de aplicativos para smartphones e tablets, TVs inteligentes podem executar programas personalizados e até mesmo outros aparelhos que usamos no nosso dia-a-dia.

Leia também: Fórmula negócio online comprar

O Curso de Algoritmo é a base necessária para quem quer aprender em linguagens famosas do mercado, como C, Java, PHP e muitas outras. Inscreva-se no curso agora mesmo e aprenda as técnicas básicas para a construção de programas para dispositivos eletrônicos.

Saiba como usar o colágeno e quais são seus benefícios

Saiba como usar o colágeno e quais são seus benefícios

Os benefícios do colágeno na estética são bastante conhecidos por contribuir com a beleza da pele. Mas ele também tem grande influência na saúde do corpo como um todo, especialmente para a integridade das juntas e articulações.

Com o passar do tempo a produção de colágeno entra em queda, sendo necessária a sua reposição, especialmente para as mulheres. Elas produzem menos colágeno do que os homens, com isso, os efeitos da sua diminuição na pele e nas articulações tendem a aparecer primeiro nelas.

Neste artigo, você vai conhecer os benefícios e como usar essa proteína tão importante para o organismo. Vamos lá?

O que é o colágeno?
O colágeno é a principal proteína do corpo humano, estima-se que aproximadamente 1/3 da proteína do nosso organismo seja formada por ela. Sua principal função é dar firmeza, elasticidade e suporte à pele. Ele é responsável por produzir fibras que dão sustentação para o corpo e é encontrado nos cabelos, nas unhas, nos dentes, nos ossos, nas articulações e nas cartilagens.

Leia também: Skin renov

Apesar de ser produzido naturalmente pelo organismo, a partir dos 25 anos de idade sua produção começa a diminuir e aos 30 anos essa queda se torna drástica; em pessoas que sofrem com mudanças hormonais, rotinas estressantes ou que abusam do álcool, cigarros e açúcar, a redução de colágeno pode acontecer ainda mais cedo, por isso, uma reposição de colágeno hidrolisado deve ser providenciada tão logo se perceba essa necessidade, através da ingestão de suplementos que contenham peptídeos de colágeno em tamanho de molécula ideal para prevenir diversos males e fornecer o aporte necessário para a manutenção da saúde, principalmente, cutânea, capilar e das unhas.

Leia também: Nutren Beauty

Os sintomas da sua diminuição são percebidos em todo o corpo. Nos cabelos é possível notar a diminuição da espessura dos fios. No rosto, o aparecimento de rugas e linhas de expressão. Na pele, os efeitos aparecem na redução da elasticidade, da hidratação e no aumento da flacidez. E no corpo, o impacto acontece na redução da densidade dos ossos e no enfraquecimento dos ligamentos e articulações.

Com o passar dos anos, a comunidade científica de pesquisadores, nutricionistas, médicos e farmacêuticos reconheceram que ingerir colágeno é uma necessidade atual e comprovaram que não adianta ser qualquer colágeno. Sabe-se que a gelatina comum e até os pés de frango que muitos estão habituados a consumir possuem grande concentração de colágeno, mas esse colágeno contém aminoácidos com tamanho de partículas que nosso corpo ainda precisa quebrar para diminuir seu tamanho e deixá-lo pronto para absorção e utilização; o que é bem diferente nos suplementos de colágeno hidrolisado que temos no mercado.

Para exemplificarmos vamos explicar sobre o colágeno hidrolisado Racco, matéria-prima base de produtos de qualidade e de resultados comprovados: o colágeno hidrolisado recebe esse nome por ter passado por um processo chamado “hidrólise” ou “quebra”, onde seus aminoácidos estão com tamanho de partícula ideal para nosso organismo absorver e utilizá-lo sem a necessidade de reação interna alguma, pois essa quebra (hidrólise) foi realizada e extremamente controlada pela indústria europeia fabricante dessa matéria-prima; esses pedacinhos de colágeno, também chamados de peptídeos de colágeno, são os ideais para o nosso organismo já os utilizar de imediato e, por isso, apenas 5 gramas ao dia farão a diferença na obtenção dos benefícios propostos.

Quais são os seus benefícios?

Quando pensamos em colágeno, normalmente, lembramos do bem que ele faz para a pele. Entre os seus vários benefícios, podemos citar:

— aumenta a elasticidade e firmeza da pele;

— retarda o aparecimento de rugas e linhas de expressão;

— fortalece os cabelos e as unhas;

— previne a celulite;

— melhora o aspecto das estrias e da celulite.

Pesquisadores da USP de Ribeirão Preto comprovaram os benefícios do colágeno para a pele.

Como incluí-lo na sua rotina?
O colágeno também pode ser encontrado na cartilagem e no osso do boi. Existe no mercado várias opções para a suplementação por meio da alimentação e de cosméticos, como vamos mostrar a seguir:

Nas versões em pó e em cápsulas
O colágeno hidrolisado é uma das formas mais eficazes de suplementação, devido a sua pureza e facilidade para ser absorvido pelo organismo. Ele estimula a produção de colágeno devido a suas altas concentrações de aminoácidos que compõem as proteínas nos seres vivos, como a lisina, prolina, hidroxiprolina e alanina. Lembrando que esses aminoácidos do colágeno hidrolisado devem estar em tamanho de partícula ideal para serem bem e totalmente utilizados pelo organismo; por isso, quanto mais o tamanho dessas partículas de aminoácidos se aproximarem do que nosso organismo precisa, menor quantidade diária será sugerida para consumo e os benefícios serão visíveis e comprovados em poucos dias de ingestão.

A versão em pó não tem gosto e pode ser diluída na água, no suco ou no iogurte. O recomendado é a ingestão de 5 gramas por dia, o que equivale a uma colher de sobremesa. Além de melhorar a aparência e a elasticidade da pele, ele contribui para a prevenção do aparecimento de unhas e cabelos quebradiços e também aumenta a sensação de saciedade por mais tempo, contribuindo para a ingestão de menos calorias ao longo do dia e auxilia nos processos de redução ou manutenção do peso corporal. Além disso, ele não tem gordura, não engorda e não aumenta a retenção de líquidos.

As cápsulas são ainda mais práticas para consumir no dia a dia, pois podem ser levadas para todo lugar, o Maxxi 30+ RACCO, que além de fornecer colágeno hidrolisado em tamanho de partícula ideal, possui associações de vitaminas e minerais que potencializam e estimulam a produção natural de colágeno pelo organismo.

Apesar de não haver contraindicações, não consuma além da recomendação diária indicada na embalagem e converse com o seu médico ou nutricionista antes da ingestão de qualquer suplemento alimentar.

Na composição de produtos de beleza

O colágeno também está presente em produtos de uso tópico. O colágeno, em conjunto com outros ativos, podem ser encontrados em máscaras faciais, hidratantes corporais e cremes firmadores. O uso desses produtos atuam diretamente na pele, contribuindo para a sua hidratação e elasticidade.

Na alimentação
Alguns alimentos estimulam a produção e a melhor absorção de colágeno. Eles são fontes de diversos nutrientes, como o selênio, o zinco e as vitaminas A, C e E. Por isso, inclua na sua alimentação a ingestão de carnes vermelhas, carnes magras, como o frango e peixe, ovo, verduras, legumes, frutas e oleaginosas. Além de fazer bem para a saúde, esse é mais um motivo para ter uma dieta balanceada, não é? No caso de vegetarianos ou veganos, a ingestão de alimentos ricos em proteínas vegetais e vitaminas será essencial. Lembrando que todas as formas de suplementação de colágeno tem origem animal.

O colágeno é uma proteína muito importante pois impacta na saúde do corpo por dentro e por fora. Quando os níveis de produção dele caem, não deixe de incluir na rotina a sua reposição. Ela pode ser feita por meio da alimentação, de cosméticos e da ingestão de suplementos alimentares na forma de cápsulas, bebidas ou em pó.

Linguagem do Corpo: De onde se origina o Terçol?

Linguagem do Corpo: De onde se origina o Terçol?

As pálpebras são responsáveis por proteger os olhos de bactérias e lesões e, ainda, ajudam na distribuição de umidade através das lágrimas por todo o olho.
O terçol é uma pequena infecção de uma glândula sebácea presente na pálpebra (por conta dos cílios) e é, geralmente, ocasionada pelas bactérias estreptococo e estafilococo, e atinge a região da pele que se conecta aos cílios. A parte do olho afetada pelo terçol tende a apresentar um pequeno inchaço avermelhado e o portador pode sentir leves dores.

O tratamento para o terçol é feito por meio de pomadas antibióticas, colírios e compressas quentes. Seguindo estas recomendações, o terçol tende a desaparecer sozinho com a drenagem da infecção feita pelo próprio corpo.

Leia também: Terçol causas

Em seu livro, Cristina Cairo afirma que terçol se origina a partir de um sentimento de raiva guardado pelo portador.

Terçol segundo Cristina Cairo:
Significa que você está com raiva de uma determinada situação. Pode ser que você esteja fazendo algo que o contrarie e que pensava não mais precisar fazer. Evite sentir raiva de alguém, pois as dimensões humanas são diferentes e é por isso que devemos ser mais compreensivos com as ideias opostas às nossas. Se você não gosta do que está acontecendo, mude seu modo de pensar e compreenda as razões das outras pessoas. Saiba que você tem seu livre-arbítrio e que ele é o responsável por todas as suas experiências no decorrer da sua vida. Alegre-se por possuir o direito de mudar e escolher aquilo que o faz feliz.

 

Fonte: Val Popular Emagrecimento e Estetica

8 Formas eficazes de acabar com varizes e veias varicosas

8 Formas eficazes de acabar com varizes e veias varicosas

Muitas pessoas vêm sofrendo com veias varicosas e inchaço nas pernas em decorrência do trabalho, que geralmente exige horas e horas sentado diante do computador. Além disso, algumas peças de roupa acabam afetando a circulação sanguínea. Estatísticas apontam que as veias varicosas afetam mais de 20% dos adultos nos Estados Unidos. Quando o problema está em sua etapa inicial, existem formas de reduzir a gravidade dos sintomas e prevenir o avanço das veias varicosas. E o bom é que a maioria dessas técnicas podem ser aplicadas em casa.

Assim como qualquer outro problema de saúde, as veias varicosas devem ser tratadas da maneira correta. O Incrível.club reuniu os métodos mais seguros e eficazes para combater o aparecimento desse problema.

Mas lembre-se: diante de qualquer sinal de agravamento do problema, procure a ajuda de um especialista. A seguir, as dicas:

1. Levantar as pernas

Levantar as pernas pode aliviar consideravelmente os sintomas causados pelas veias varicosas e pelo inchaço nas pernas, desde que estejam em estágio inicial. Para que o método seja eficiente, você precisa levantar as pernas acima do nível do coração. Tente mantê-las nessa posição por 20 minutos, 3 a 4 vezes por dia. Uma boa ideia é ler um livro enquanto isso. O tempo vai passar sem que você perceba!

2. Meias de compressão

O uso de meias de compressão durante o dia pode ser mais útil que qualquer outro tratamento caseiro. Se estiver sentindo incômodo ou dor nas pernas, experimente utilizar essas meias. Elas comprimem as veias e evitam que o sangue flua para trás.

Elas apertam mais as pernas do que as meias comuns, mas ajudam as veias e os músculos das pernas para que o sangue chegue ao coração com mais facilidade. Alguns testesdemonstraram que meias de compressão podem reduzir ou prevenir o inchaço que costuma aparecer no fim do dia. Pessoas que viajam muito, passam muito tempo de pé e/ou muito tempo sentado trabalhando no escritório são as que especialmente devem apostar nas meias de compressão.

3. Dieta preventiva e controle do peso

Assim como fazer exercícios físicos regularmente, ter uma boa alimentação é a solução para muitos problemas de saúde. Um corpo que está saudável por dentro parecerá saudável por fora. Inclua em sua dieta mais alimentos ricos em vitaminas C e E, já que eles são ótimas fontes de antioxidantes para seu organismo. A vitamina C é necessária para a fabricação de colágeno e elastina para manter a saúde das veias. E a vitamina E reduz o aparecimento das aranhas vasculares nas pernas.

Não esqueça dos alimentos com alto teor de fibras, pois eles ajudam a evitar a prisão de ventre e reduzem a pressão sobre as veias. Consuma mais aveia, linhaça, ervilha, feijão, maçã e alimentos integrais.

O excesso de peso não provoca veias varicosas. No entanto, elas costumam ser resultado de vários fatores que, por sua vez, estão associados ao excesso de peso. Hábitos prejudiciais, falta de exercício, dieta desequilibrada e um estilo de vida sedentário podem levar ao surgimento de veias dilatadas ou varicosas. Nossa sugestão é que você controle seu peso para evitar fazer muita pressão nas pernas.

4. Remédios fitoterápicos

Um estudo demonstrou que algumas ervas medicinais podem causar um efeito positivo perante os sintomas de insuficiência venosa, como inchaço, câimbras e aquilo que é conhecido como síndrome das pernas inquietas.

Alguns suplementos, como o extrato de semente de uva, a rutina ou rutósido e uma planta chamada gotu kola são conhecidos como bons tratamentos contra veias varicosas. Eles estão disponíveis em cápsulas, pílulas e pomadas.

Consulte seu médico antes de tomar qualquer suplemento fitoterápico para se assegurar de que eles não irão interferir nos medicamentos que você esteja eventualmente tomando.

5. Atividade física

Praticar atividade física regularmente é a chave para tratar diversos problemas de saúde. No caso das veias varicosas, especialmente naqueles diagnosticados na fase inicial, os exercícios físicos são ótimas medidas de prevenção. No entanto, é preciso escolher uma atividade que não exagere na pressão exercida nas pernas. De maneira geral, não se recomenda a prática da corrida, pois pode piorar o inchaço.

Quanto mais você se movimenta, mais rápido o sangue circula das veias ao coração. E é justamente isso que elimina os sintomas desagradáveis das veias varicosas. Os exercícios físicos que aumentam a circulação sanguínea e são eficazes no combate ao problema são caminhadas diárias, alongamentos, yoga e flexão dos tornozelos.

Leia também: Varicell funciona

6. Estilo de vida diferente

As mudanças no estilo de vida podem diminuir os incômodos causados pelas veias varicosas. Por exemplo, evite passar longos períodos de pé ou sentado, especialmente caso trabalhe num escritório. Mude de posição com frequência para impedir a diminuição do fluxo sanguíneo. E se possível, levante-se e faça pequenos exercícios de alongamento.

Evite usar salto alto durante um tempo prolongado. Não é que você precise abrir mão dos seus sapatos prediletos, mas não passe o dia inteiro com eles. Os saltos mais baixos tonificam os músculos da panturrilha e favorecem o fluxo de sangue pelas veias.

7. Massagens suaves

As massagens ajudam na boa circulação do sangue no corpo, especialmente nas pernas (onde as veias varicosas costumam aparecer). A principal técnica para massagem como tratamento para o problema é fazendo movimentos suaves, evitando fazer pressão com os dedos sobre as veias inchadas, mas sim ao redor delas. Exerça uma suave pressão com a palma da mão ou use as pontas dos dedos para massagear, indo dos calcanhares aos tornozelos, de forma ascendente. Caso sinta dor ou outro tipo de incômodo, pare a massagem e coloque as pernas para cima.

Por si só, massagem suave não é capaz de reduzir por completo as veias varicosas, mas pode mudar drasticamente a sensação incômoda que elas causam, melhorando o fluxo sanguíneo nas extremidades.

8. Para veias grandes que “alimentam” as aranhas vasculares: remoção com laser

Um dos tratamentos médicos mais comuns contra veias varicosas é a ablação (remoção) com laser. Esse método costuma ser aplicado quando nenhum dos métodos mencionados anteriormente funciona, e quando o inchaço e os sintomas ficam cada vez mais desagradáveis.

Uma sonda com laser na extremidade é colocada através da veia. O lase é aquecido e cauteriza as paredes das veias, fazendo com que o sangue deixe de fluir através delas. Em seguida, a veia é eliminada com um dispositivo de extração.

O procedimento deixa alguns hematomas nas pernas, mas não deixa cicatrizes e é muito mais simples que uma cirurgia tradicional.

O que é Qualidade de Vida para você?

O que é Qualidade de Vida para você?

Entenda o que significa qualidade de vida para você.
Atualmente, muito se fala sobre qualidade de vida. Seja no quesito pessoal ou dentro da empresa em que se trabalha, é comum encontrarmos a busca por mais saúde e menos doenças.

Antes um termo usado apenas pelos profissionais de saúde, hoje a qualidade de vida tem sido um objetivo da sociedade. Com o aumento dos casos de estresse em várias faixas etárias, sedentarismo e depressão, as pessoas procuram se informar sobre como evitar e reverter essas mazelas.

Mas o que realmente significa “qualidade de vida”? Como ela se aplica nos diversos momentos da nossa rotina e, mais do que isso, o que ela representa para cada pessoa? O que fazer para alcançá-la?

Para esclarecer essas e outras dúvidas, confira o post que preparamos para você!

O que é qualidade de vida?
A definição de qualidade de vida é muito ampla, e cada indivíduo ou entidade tem um conceito para tal. Em resumo, tem a ver com encontrar equilíbrio (seja no âmbito financeiro, amoroso ou pessoal) e diminuir o estresse das situações cotidianas, a fim de alcançar autoestima e bem-estar.

Esse sentimento vai muito além da saúde física. Ele também abrange o estado psicológico do indivíduo, seu grau de independência, como são suas relações sociais em casa ou em outras situações cotidianas, o significado do trabalho em sua vida, tempo para sono e lazer, rotina profissional, espiritualidade, aprendizagem e muito mais.

Mesmo que não haja uma definição estabelecida, alguns órgãos tentam especificá-la para calcular como anda o bem-estar social. O Índice de Desenvolvimento Humano, por exemplo, é uma maneira oficial e padronizada de medir a qualidade de vida da população de determinada região. Ele leva em consideração três dimensões:

vida longa e saudável: expectativa de vida ao nascer;
acesso ao conhecimento: média de estudo e anos esperados de educação formal;
padrão de vida decente: PIB/PPC per capita.
Em 1995, a Organização Mundial da Saúde (OMS), definiu a qualidade de vida como “a percepção do indivíduo de sua inserção na vida, no contexto da cultura e sistemas de valores nos quais ele vive e em relação aos seus objetivos, expectativas, padrões e preocupações”.

Onde existe qualidade de vida?
Conforme vimos, a qualidade de vida pode se referir a vários aspectos, por isso é tão variável de pessoa para pessoa. Porém, alguns pilares são essenciais para que você possa ter o mínimo de bem-estar no seu dia a dia. Confira:

Saúde financeira e sucesso profissional
A saúde do bolso pode significar muito para algumas pessoas. Há aquelas que priorizam uma vida financeira estável, que permita um padrão confortável e com alguns luxos e, para elas, alcançar esse objetivo é conquistar qualidade de vida. Junto a isso caminha a realização profissional. Alcançar um objetivo na carreira, como uma posição de chefia, por exemplo, também pode ser considerado qualidade de vida para alguns.

No entanto, a realização no trabalho não se limita apenas a status ou salário. Ela se encaixa, principalmente, em enxergar significado no seu cargo. Quando o indivíduo percebe que sua profissão tem razão de existir e é importante numa estrutura social (tanto dentro quanto fora da empresa), sua produtividade aumenta.

Saúde mental e do corpo
A saúde psíquica e corporal é um dos parâmetros que devem ser priorizados para uma vida com qualidade. Ambas andam juntas e se equilibram.

Com a imensa quantidade de informações e o fácil acesso que a Internet traz para a nossa rotina, o número de doenças psicossomáticas tem aumentado. Depressão, ansiedade e obsessões são algumas delas, mas esse mundo conectado também trouxe novos problemas, como o efeito Google, o FoMO (fear of missing out) e o transtorno de dependência da Internet.

Uma rotina profissional intensa também pode acabar com a saúde mental. Segundo o Anuário do Sistema Público de Emprego e Renda do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), doenças de natureza psicológica estão entre as principais causas de afastamento por doenças do trabalho.

Portanto, ter um tempo para se desligar da rotina profissional, do celular e de outras situações estressantes é essencial. Separe um período do seu dia para simplesmente “não fazer nada”: dê uma volta no parque, passeie tranquilamente com os cães ou sente-se na grama para tomar um pouco de sol.

Já a saúde física, embora muito mais valorizada nos dias de hoje, acaba sendo lembrada apenas por motivos estéticos. No entanto, é comprovado que dietas restritivas geram efeito rebote em longo prazo. Além disso, a busca incessante por um corpo magro ou musculoso costuma gerar doenças como anorexia, vigorexia, ansiedade e depressão.

Um indivíduo saudável pode ser muito diferente de uma pessoa esteticamente aceitável. Uma rotina com alimentação de qualidade, exercícios físicos e exames médicos periódicos traz muito mais qualidade de vida que a busca pela imagem perfeita.

Lembre-se de que a saúde física interfere diretamente na mental: a prática constante de atividades libera endorfina, o hormônio do bem-estar, da alegria. Além disso, terapia, meditações e outros tratamentos que promovam saúde de forma integral são fundamentais.

Família e vida amorosa
Para algumas pessoas, qualidade de vida significa ter uma família e uma vida amorosa bem resolvida. Elas possuem um foco maior no relacionamento interpessoal, e gostam de trabalhar a segurança emocional e o convívio com outros grupos.

Com isso, sabem separar o lado pessoal do profissional, valorizando o tempo com a família e amigos. As relações amorosas também se tornam mais equilibradas.

Qualidade de vida pode ser diferente de pessoa para pessoa?
Como dito anteriormente, cada indivíduo tem a sua prioridade. Alguns acreditam que sua qualidade de vida está em ter uma vida financeira tranquila e confortável; outros pensam em constituir família, ter um relacionamento estável, conquistar a carreira dos sonhos, poder viajar tranquilamente no fim do ano ou ter mais tempo para o lazer ou para cuidar de si.

Cabe analisar quais aspectos da vida são mais importantes para você e, assim, entender quais pontos devem ser priorizados para obter mais qualidade de vida. Porém, pilares da saúde física e mental são essenciais para que você possa correr atrás de outros fatores importantes, como a realização pessoal e profissional.

Por que ter mais qualidade de vida?
Veja agora os benefícios que a busca por uma vida com bem-estar pode proporcionar:

Crescimento constante
Quem se preocupa com qualidade de vida sabe que, apesar da importância dos momentos de ócio, é bom não se acomodar. O aprendizado constante aumenta a plasticidade do cérebro, ou seja, a capacidade do órgão de se modificar e reter informações.

É um ciclo: quanto mais você aprende, mais aumenta a vontade de aprender. Além disso, o interesse em experimentar atividades diferentes aumenta seu ciclo social, amplia a gama de assuntos e melhora a saúde física e mental.

Saúde em dia
Buscar o bem-estar é procurar por saúde. Portanto, boa alimentação, exercícios físicos e check-up anual vão estar na sua rotina. Além disso, corpo e mente saudáveis são peças-chave para você alcançar outros objetivos de vida.

Valorização da família e amigos
As relações interpessoais são de extrema importância para a qualidade de vida. Criar laços estreitos com a família e os amigos aumenta a sensação de amparo, traz base emocional e auxilia na tolerância.

Além disso, quando você mantém relações saudáveis com quem está por perto, é muito mais fácil fazer amigos e manter contatos profissionais.

Velhice sem depressão
A qualidade de vida beneficia não só o momento presente, mas também o futuro. Uma rotina saudável proporciona uma velhice independente, cérebro saudável e vida social, além de evitar ou retardar o avanço de doenças degenerativas.

Leia também: bem estar

Como ter mais qualidade de vida?
Adote os seguintes hábitos para ter mais qualidade no seu dia a dia:

Inclua exercícios físicos na rotina
Como você notou, exercícios beneficiam tanto a saúde física quanto mental. Uma vida saudável inclui a prática de atividades por, pelo menos, três horas em cada semana.

Para não perder o foco, escolha uma atividade física que faça sentido para você. Não precisa ficar preso a uma academia. Corrida, natação e balé, por exemplo, são exercícios que fortalecem os músculos, melhoram a frequência cardíaca e aumentam a expectativa de vida. No entanto, consulte um médico antes de praticá-los.

Tenha uma boa alimentação
Os alimentos influenciam no seu desempenho nos esportes, na produtividade, foco e até mesmo no humor. Ter uma dieta equilibrada (baseada na reeducação alimentar) faz com que você consuma diariamente todos os nutrientes necessários para uma vida saudável.

Converse com um nutricionista e peça uma dieta que atenda a sua prioridade atual (ganhar massa muscular, aumentar a resistência física ou melhorar sua imunidade, por exemplo).

Faça terapia
Nem todos os problemas da vida podem ser superados por conta própria, então por que não começar uma terapia? Além de auxiliar no tratamento de doenças psicológicas, vícios e traumas, as sessões também proporcionam autoconhecimento, diminuem a tensão rotineira, aumentam a qualidade dos relacionamentos e a produtividade no trabalho.

Ao contrário do que se pensa, o paciente não fica “preso” na terapia. A quantidade ou frequência de sessões é decidida entre ele e o terapeuta.

Procure um coach
O coaching é uma metodologia de aperfeiçoamento pessoal e profissional. O coach, profissional capacitado para exercer a função, utiliza recursos variados para extrair o melhor de cada cliente (coachee).

Seu objetivo é ampliar as diversas inteligências de cada coachee. Ele adapta suas técnicas a fim desenvolver aquilo que é necessário para o cliente no momento, sempre estimulando sua evolução contínua.

Durma com qualidade
Uma boa noite de sono é essencial para um dia produtivo. Mas cuidado: compensar no fim de semana as noites mal dormidas nos dias úteis não traz efeito e pode até fazer mal. Portanto, procure dormir entre sete a oito horas por noite.

Continue estudando
O estudo traz vantagens de curto, médio e longo prazo. E não estamos falando apenas da educação formal: cursos de culinária, artesanato, novos idiomas e até uma prática esportiva estão dentro desse ciclo. O importante é não se acomodar e sair da zona de conforto. Você logo perceberá os efeitos benéficos na sua qualidade de vida.

Leia mais
Seguindo a prática dos estudos, que tal incluir mais leituras na sua rotina? Aproveite para fazê-las nos momentos que estiver preso no trânsito ou dedique um tempinho livre com autores que possam acrescentar algo em sua vida.

Em “Revolucione sua qualidade de vida ― navegando nas águas da emoção”, o psiquiatra, psicoterapeuta e escritor Augusto Cury ensina como desenvolver sua inteligência emocional e a superar dificuldades. Já em “Treinando a emoção para ser feliz”, Cury aborda doenças que estão afetando a saúde mental e explica como trabalhar a emoção para ter uma autoestima fortalecida.

Como você pôde perceber, embora tenha algumas definições e padrões, a qualidade de vida é algo relativo, que depende de fatores pessoais e prioridades. No entanto, há pilares que, quando bem trabalhados, ajudam você a ter bem-estar e dias melhores. Portanto, não deixe de correr atrás de sua saúde física, mental, espiritual e profissional!

Como a massagem modeladora pode reduzir suas medidas

Como a massagem modeladora pode reduzir suas medidas

Está cansada de se matar na academia ou fazer dietas que não diminuem consideravelmente a sua gordura localizada? Talvez isso seja um problema para ser resolvido com a ajuda dos procedimentos estéticos, como a massagem modeladora.

Isso porque, na maioria das vezes, a utilização dessa massagem modeladora pode ser uma poderosa aliada para combater a gordura localizada.

Perder peso já é difícil, mas algumas gordurinhas parecem insistir em não sair, não é mesmo? Nós te mostramos um pouco mais do procedimento de massagem para acabar com elas!

Você pode tanto procurar um profissional para sessões de massagem como também fazer em casa com a ajuda do Gel Redux. O procedimento é simples e traz grandes resultados com poucos minutos de prática.

Quais os benefícios de uma boa massagem modeladora?
Além de resolver o seu principal problema, que é a gordura localizada, a massagem ajuda na melhora da circulação, evitando que novas gorduras se acumulem.

Com a alta oxigenação do local, também é possível ver uma diminuição nas celulites e o aumento do metabolismo.

Uma boa massagem modeladora, de apenas cinco minutos por dia, pode trazer uma nova forma ao seu corpo. Você só precisa saber a maneira certa de fazer, pesando um pouco a mão para que o resultado realmente apareça.

Potencializando os resultados da sua massagem modeladora
Vale a pena lembrar que a massagem não vai te ajudar a emagrecer totalmente, mas vai te auxiliar na redução de medidas.

Sendo assim, para potencializar os resultados é recomendada a prática de exercícios (mesmo que básicos) e uma dieta equilibrada.

Depois, você pode entrar na nossa seção fitness e ter dicas de exercícios e alimentação para ter o corpo dos sonhos.

Como é feita a massagem modeladora para gordura localizada

Leia também: Kifina reclame aqui
O passo a passo da massagem modeladora é bem simples. Primeiramente você deverá escolher um gel redutor de medidas para utilizar como aliado.

Leia também: massagem modeladora

O Gel Redux é uma ótima opção, e até mesmo sem massagem já ajuda a reduzir medidas se utilizado com frequência.

Leia também: Farinha seca barriga reclame aqui

Massagem modeladora na barriga
Para trabalhar a região do abdômen você deve fazer os movimentos com as mãos bem abertas. Utilizando o creme redutor, faça movimentos circulares no sentido horário.

Leia também: Phytophen reclame aqui

É importante lembrar que os movimentos devem ser feitos com certa pressão para que a região seja realmente modelada.

É possível que surja alguns hematomas ou que a área massageada fique vermelha, mas isso passa com o tempo, além de ser totalmente normal.

O movimento do papel rasgado
Utilize as duas mãos fazendo movimentos contrários. Você vai segurar a pele da região como se estivesse rasgando um papel. Aperte bastante e também não deixe de utilizar o gel para auxiliar na massagem.

Este movimento pode ser feito em todas as regiões de gordura localizada. No entanto, é preciso que você tome cuidado para não machucar, então procure entender a sensibilidade da região ao apertar o local.

Como tocar a pele para uma massagem modeladora
Nós já mostramos que é preciso de força para eliminar a gordura localizada através de massagens. Para reforçar, entenda um pouco mais sobre os movimentos a serem feitos para cada situação.

Na gordura localizada os movimentos devem ser mais firmes e lentos, pois assim a circulação no local aumenta e a gordura encontra o seu lugar, sendo eliminada após entrar em quebra.

As pressões mais leves e rápidas são mais indicadas para flacidez e celulite, pois também ajudam a circulação de sua maneira específica agindo de outra forma e com outros resultados.

Pratique a massagem modeladora todos os dias para resultados mais rápidos
Para fazer sessões com um profissional, é recomendado que sejam pelo menos duas vezes na semana por pelo menos uma hora. Em casa a prática é um pouco diferente e mais fácil.

Com a ajuda de um bom gel redutor você pode fazer os movimentos todos os dias por cerca de cinco a dez minutos. Deixe o gel agir durante um período maior, dessa vez sem massagear seu corpo.

20 alimentos e remédios naturais que ajudam a emagrecer

20 alimentos e remédios naturais que ajudam a emagrecer

Confira alguns alimentos e remédios naturais que podem ser grandes aliados no processo de emagrecimento

Leia também: Phytophen funciona

Os alimentos que ajudam a emagrecer são aqueles que melhoram o trânsito intestinal, combatem a retenção de líquidos, aceleram o metabolismo, enganam a fome e auxiliam na queima de gordura.

Se o objetivo é emagrecer e reduzir medidas, os alimentos a seguir devem ser consumidos… Mas de nada vai adiantar se não houver prática de atividade física regular. Também não se deve exagerar: uma alimentação saudável pobre em açúcar, doces, gordura, frituras e alimentos processados deve ser seguida se o objetivo é o emagrecimento.

Chá verde
Vários estudos confirmam os benefícios do chá verde para o emagrecimento. Rico em catequinas, antioxidantes que estimulam o metabolismo, o chá pode ajudar a queimar mais calorias.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

O chá verde é capaz de atuar no corpo evitando a degradação de noradrenalina, um neurotransmissor essencial que, entre outras coisas, promove a lipólise, a decomposição e eliminação de gorduras.

Gengibre

Raiz com ação antioxidante, baixo valor calórico e rico em vitaminas B3, B6 e C, o gengibre é um termogênico natural que acelera nosso metabolismo e aumenta a queima de gordura do corpo.

Ele ainda facilita a digestão de alimentos gordurosos e melhora o funcionamento do intestino, sendo um bom remédio natural contra desconfortos estomacais, enjoos e indigestão. Você pode usar o gengibre em chás, sucos ou comê-lo em pedaços.

É importante lembrar que, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o uso do gengibre é contraindicado para pessoas com hipertensão.

Aveia
Cereal rico em fibras solúveis e insolúveis, a aveia auxilia na perda de peso pois suas fibras aumentam a sensação de saciedade, auxiliando no controle glicêmico e ajudando a regular o intestino.

Assim, descongestionam nosso corpo de toxinas e gorduras que nos fazem engordar e, inclusive, adoecer. Se quisermos obter uma maior quantidade de nutrientes, devemos consumir a aveia crua.

Pepino
Devido ao seu alto teor de água e baixo teor calórico, o pepino é a fonte ideal para as pessoas que estão querendo perder peso.

Refrescante e diurético, elimina toxinas e ajuda na hidratação. Pode ser consumido em saladas, sanduíches ou como petisco.

Quinoa
Apesar de não conter poucas calorias, a quinoa é riquíssima em proteínas, nutrientes e fibras, promovendo saciedade e ajudando a controlar a fome.

É uma ótima alternativa para substituir o arroz com feijão. Em formato de farinha, ela pode ser misturada no suco ou na comida. Já em forma de grãos, pode ser cozida junto com legumes ou salada.

Ameixa seca
A ameixa seca ajuda a melhorar o trânsito intestinal, combatendo a prisão de ventre e mantendo o corpo saciado por mais tempo. De novo, o mérito é de suas fibras, que, além de estimularem o funcionamento do intestino, saciam a fome com facilidade, auxiliando na perda de peso.

Pouco calórica e prática para carregar, a ameixa seca substitui o doce e pode ser consumida em lanches intermediários ou como sobremesa.

Leia também: Kifina funciona

Mamão
Diurético e rico em fibras, o mamão combate o inchaço na barriga e é indicado para todas as pessoas que sofrem de problemas digestivos, como diarreias, gases, prisão de ventre, gastrite, etc.

Trata-se de uma fruta muito nutritiva, que também é responsável pelo funcionamento correto do metabolismo e por eliminar o excesso de gordura do nosso corpo.

Folhas verdes
Elas são sempre são muito indicadas para quem quer perder peso pois, além de possuírem pouquíssimas calorias e um alto valor nutritivo, elas contêm um alto índice de fibras, as quais promovem saciedade e auxiliam no bom funcionamento de nosso intestino, consequentemente eliminando todas as toxinas desagradáveis e maléficas do nosso corpo.

Goji berry
O goji berry se destaca por ser rico em vitamina C, nutriente que melhora o sistema imunológico, o humor, evita problemas oftalmológicos, derrames e ajuda a emagrecer.

Uma pesquisa publicada em 2011 mostrou que a ingestão diária de suco de goji berry durante 14 dias foi capaz de reduzir a circunferência da cintura e aumentar as taxas metabólicas em seres humanos em relação ao grupo controle que tomou um suco placebo.

Parecidos com uvas passas vermelhinhas, os gojis têm um gosto doce com um toque azedinho, e podem ser acrescentados a sucos, iogurtes, cereais, etc. Compre-os sempre orgânicos.

Nuts
Os nuts (amêndoas, nozes, avelãs, castanhas, macadâmias, pistaches, etc.) são importantíssimos para aumentar os níveis de HDL, o colesterol bom, prevenindo doenças cardíacas. A gordura boa encontrada nos nuts também é ótima para quem está tentando emagrecer porque dá um efeito de saciedade.

Leia também: Remédio caseiro para emagrecer funciona

Os ácidos graxos ajudam a deixar a silhueta mais fina, ativando o metabolismo da queima de gorduras e eliminando o tecido gorduroso que se acumula na região abdominal.

Uma boa dica é ingerir as oleaginosas antes das refeições, pois como as gorduras demoram mais para ser digeridas pelo organismo, a tendência é consumir porções menores.

Grão-de-bico
Grão-de-bico, como a maioria dos legumes, é valioso devido à sua quantidade de fibras – duas xícaras oferecem a quantidade diária completa. Por conta disso e por possuir baixo valor calórico, ele ajuda a emagrecer de forma mais eficiente, diminuindo o apetite.

Chia
Por ser super rica em fibras solúveis, que ajudam na sensação de saciedade, a semente diminui a absorção de colesterol e ajuda a regular a glicemia do sangue. Tem um gosto neutro e é super fácil de ser adicionada a praticamente qualquer alimento, como frutas, saladas ou iogurtes.

Abacaxi
O abacaxi ajuda a emagrecer pois é rico em água e em vitamina C. Com poucas calorias, combate a retenção de líquidos e, por ser ácido e diurético, ajuda na digestão. Não se esqueça de beber muita água e outros líquidos para não sofrer desidratação.

Limão
O limão é diurético, rico em vitamina C e um potente antioxidante, que elimina as toxinas e ajuda na digestão, colaborando para o emagrecimento.

A parte branca do limão e a casca contém pectina, que quando é dissolvida em água, produz uma massa viscosa que auxilia no trânsito intestinal e na saciedade, retardando a absorção dos açúcares.

Linhaça
Contém substâncias bioativas que têm ação na modulação do processo inflamatório devido ao ômega 3, presente no alimento. As sementes de linhaça são antioxidantes e ricas em fibras.

Ajuda na digestão e pode contribuir com a manutenção da boa forma. Elas ajudam a diminuir os níveis de colesterol e açúcar no sangue. Polvilhe uma colher de sopa de linhaça triturada diariamente nos cereais no café da manhã ou nas saladas.

Maçã
A maçã ajuda a emagrecer, pois é rica em antioxidantes, regula os níveis de colesterol e de triglicerídeos e ajuda na digestão, sendo altamente recomendada para casos de obesidade e intestino preso.

Também conta com a presença de pectina e boa quantidade de potássio, nutriente que elimina o sódio extra do corpo, reduzindo a retenção de líquidos e, com ele, parte do inchaço. Contém fibras insolúveis na casca, que ficam no estômago por mais tempo e retardam a fome.

Chocolate amargo
Comer chocolate emagrece porque pequenas doses de chocolate no organismo favorecem o metabolismo, mantendo-o mais acelerado e ajudando a diminuir a quantidade de gordura no corpo. Além disso, alguns antioxidantes presentes no chocolate amargo interferem na produção de um hormônio chamado de leptina, que regula a saciedade ajudando a emagrecer.

As propriedades que estão no chocolate e ajudam a emagrecer estão presentes no cacau do chocolate, por isso, o ideal é comer chocolate amargo ou meio amargo.

Alimentos integrais
O alimento integral é aquele que não teve a sua estrutura alterada durante o processo de industrialização, mantendo a integridade das vitaminas, minerais e fibras. Por sua vez, todos estes nutrientes prolongam a saciedade, diminuindo a fome e, consequentemente, a quantidade de comida ingerida.

Comer pelo menos 20 gramas de fibras diariamente, provenientes de grãos integrais, frutas e verduras, ajuda a aumentar a sensação de saciedade. Um estudo publicado no ano passado mostrou que mulheres que comem mais fibras engordam menos à medida em que envelhecem.

Proteínas magras
Em um estudo feito em 2009 nos Estados Unidos, as pessoas que comiam mais proteínas no café da manhã (como ovos, por exemplo), sentiam menos fome e comiam menos calorias ao longo do dia do que aquelas que comiam pouca proteína na primeira refeição.

Além disso, comer três porções diárias de alimentos ricos em cálcio e vitamina D, como os laticínios magros (leite desnatado e queijos brancos), ajuda a diminuir a perda de massa muscular e facilita a manutenção do peso, indica um estudo.

Água
A água pode te ajudar a perder alguns quilos evitando que você coma mais. Além de ser vital para o bom funcionamento dos sistemas do corpo, tomar um copo de água antes das principais refeições e antes dos lanches é uma forma de comer menos – como o estômago já está parcialmente cheio de água, a sensação de saciedade não demorará a chegar e a tendência é comer menos do que o habitual.

Em vez de nos preocuparmos apenas com o emagrecimento, precisamos também sempre optar por dietas que mantenham e melhorem nosso estado de saúde. Diante de qualquer dúvida, procure a ajuda de um nutricionista, que indicará o melhor tipo de dieta para você.

5 mitos da musculação que você precisa parar de acreditar o quanto antes

5 mitos da musculação que você precisa parar de acreditar o quanto antes

As academias estão cheias de gente que gosta de falar com propriedade sobre um monte de assuntos. Mas a verdade é que muitas coisas que eles falam são mitos. Confira!

Numa academia, quase todo mundo se acha especialista no assunto. E, assim, boatos e mitos ganham o mundo.

Obviamente, a grande maioria dessas lendas de academia, criadas por falsos especialistas, não passam de conversa mole, porque não há embasamento e a maioria é fundamentada em experiências pessoais e instinto.

Só que isso não funciona, e ainda pode fazer mal, porque muita gente acaba levando a sério e prejudicando seu treino e seus resultados – e isso quando não termina em lesão ou acidente.

Por isso, separamos alguns mitos de academia que até podem funcionar para uma ou outra pessoa, mas que não são verdades absolutas e você deveria parar de acreditar e seguir o mais rapidamente possível.

Se liga:

5 mitos da musculação que você precisa parar de acreditar o quanto antes
1 – “Quanto mais você treina, mais você cresce”

Esse é um dos mitos e erros mais cometidos pelas pessoas que gostam de musculação. Acham que pra crescer tem que treinar todo o dia. E não é assim.

Quando você treina de maneira correta, com a intensidade adequada e o peso também, você tem que dar um descanso para seu músculo.

Porque do contrário o que acontecerá se você sobrecarregá-lo será o famoso overtraining.

Até bodybuilders consagrados descansam e você não vai descansar? Não pode ser teimoso.

O ideal de um treino é fazer os exercícios até a falha, não importa o grupo muscular. Agora pense…

Você treinou desta maneira e no dia seguinte está lá na academia exigindo mais de seu corpo.

Você precisa descansar o corpo, pois se não ao invés de obter resultados, você irá perder o que havia ganhando.

2 – “Se você parar de treinar seu músculo virará gordura”

Não, não tem como um músculo virar gordura, pois são coisas distintas. Os músculos é feito de células vivas, que passam por diversos processos metabólicos.

Leia também: Phytophen funciona

As células da gordura apenas armazenam lipídeos. Não tem como uma coisa virar outra.

O que acontece com o músculo quando você deixa de treinar é que ele atrofia, acaba encolhendo.

Imagine só se todos os bodybuilders deixassem de treinar. Com aquele tanto de músculo.

Leia também: melhor Exercício para queimar calorias

Eles iam ficar obesos!

3 – “Treino instintivo é o melhor para se obter bons resultados”

Bom, não é bem assim. Este princípio foi criado por Joe Weider, criador do Mr. Olympia.

O Treino Instintivo é baseado em como a pessoa se sente durante a sessão de treino. Ou seja, a intensidade do treinamento vai de acordo com seu “feeling”.

Leia também: Kifina funciona

Se você se sente bem, vai pra cima, do contrário, dê uma segurada.

Mas muitos bodybuilders consagrados não seguiram isso, partindo para um princípio mais científico, onde o treino deveria seguir uma periodização.

Ou seja, o cara vai pegando pesado conforme o seu organismo vai respondendo aos estímulos de cada treino. Isso se chama evolução, não dá pra ir pelo “feeling”.

4 – O treino feminino deve ser diferente do masculino

Não há motivo algum para o treino de uma mulher ser diferente de um homem a não ser o objetivo.

Por exemplo, uma mulher pode querer treinar os glúteos para aumentá-los, enquanto um homem quer um treino insano de costas para ficar monstrão.

Se uma mulher quer pegar pesado num treino de hipertrofia ela pode. Claro que, às vezes na questão do peso a quantidade pode ser diferente.

Mas olha que tem muita mulher que pega pesado no Leg Press mais que muito marmanjo por aí, viu…

A verdade é que não pode haver distinção por sexos. O que tem que ser feito é o que cada um quer para o seu corpo, seja homem ou mulher.

5 – “Treinos de Bodybuilders valem para todo mundo”

Tente fazer o Heavy Duty com apenas 3 meses de academia. Você não irá aguentar e, provavelmente, irá lesionar-se.

Não é assim que as coisas funcionam. Você não pode chegar na academia e fazer o treino de algum fisiculturista ou daquele seu amigo gigante que treina há um tempão.

Você tem que seguir o seu ritmo, a sua adaptação e evolução. Sem querer passar por cima das fases.

Você pode sim ter os bodybuilders como inspiração, mas não ainda fazer o treino deles. Para isso, você precisará elevar seus níveis de treino ao deles para assim fazer seus treinos.

Se seu objetivo na academia é apenas por estética e não competição, muita calma, vá na boa e sem querer apressar as coisas.

10 dietas para emagrecer com saúde: veja o cardápio

10 dietas para emagrecer com saúde: veja o cardápio

Mudanças simples na alimentação podem fazer você perder barriga

Para conseguir uma perda de peso saudável e duradoura é importante investir em bons hábitos alimentares. Para isso, existem diferentes tipos de dietas para emagrecer e cada uma utiliza seu próprio método, de acordo com a finalidade desejada.

Fazer uma dieta para emagrecer é adquirir hábitos alimentares com o intuito de perder, manter ou ganhar peso. Para perder peso com saúde, é necessário que o corpo gaste mais calorias do que consome. Por isso, normalmente, dietas são usadas em conjunto com a prática de exercícios físicos para emagrecer.

Leia também: Phytophen funciona

Dicas simples para uma dieta de sucesso
Não fique mais do que 4 horas sem se alimentar
Durma bem. Durante o sono, nosso organismo produz a leptina, hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade durante todo o dia
Beba pelo menos 2 litros por dia
Invista na salada. Ela ajuda a enganar o estômago e comer menos nas refeições. Procure verduras e legumes que você goste e não sejam muito calóricos
Prefira os alimentos integrais. Eles contêm mais nutrientes e fibras, que fazem um bem danado para o seu organismo
Evite a ingestão de sal e alimentos com muito sódio, que favorecem a retenção de líquidos
Prefira preparações menos calóricas, como assados, cozidos ou a vapor. Alimentos gratinados, fritos, à parmegiana ou à milanesa devem ser evitados
Procure ajuda de nutricionistas ou nutrólogos
Se exagerar em algum dia, não desista. Recomece novamente no dia seguinte.
Saiba mais: Está pensando em desistir? Temos 20 dicas para você persistir na dieta
Sugestões de cardápio para emagrecimento saudável
Abaixo vemos a distribuição calórica por refeição baseada em uma dieta de 2000 kcal, composta por 6 refeições diárias.

Refeição Sugestão
Café da manhã Invista em frutas, cereais, pães integrais e oleaginosas. Para beber: sucos naturais, água de coco, chás, leite ou café. Um café da manhã ideal pode ter 20% do consumo diário, cerca de 400 kcal.
Lanche da manhã Esta refeição deve ser leve e rápida, com alimentos de baixo índice glicêmico (devagar absorção). Invista em frutas, oleaginosas, alimentos naturais e integrais. Para beber: sucos naturais, chás ou água de coco. O lanche da manhã ideal pode ter 5% do consumo diário, cerca de 100 kcal.
Almoço O prato recomendado para o almoço é dividido em quatro partes: duas partes preenchidas com saladas e legumes, uma parte com fontes de carboidrato e uma parte com fontes de proteína. Para beber: sucos naturais ou chás. O almoço ideal pode ter 30% do consumo diário, cerca de 600 kcal.
Lanche da tarde Faça lanches que contenham carboidrato, proteína e gordura boa. Dê preferência aos alimentos naturais e integrais. Outras boas sugestões são as frutas secas, cereais ou castanhas. Para beber: café, chás ou iogurtes. O lanche da tarde pode ter 15% do consumo diário, cerca de 300 kcal
Jantar Carboidratos, proteínas (de digestão simples), gorduras, vitaminas e minerais devem ser fornecidos adequadamente. Frutas e legumes são bons alimentos para essa refeição. Para beber: sucos naturais e chás. A janta pode ter 25% do consumo diário, 500 kcal
Ceia Escolha um lanche rico em proteína. se quiser, pode adicionar uma fruta, que é um carboidrato leve ou, no máximo, 1 torrada integral. A ceia pode ter 5% do consumo diário, 100 kcal
Este exemplo pode variar de acordo com os hábitos alimentares e necessidades de cada indivíduo, mas a partir dele podemos observar que não se deve restringir a alimentação comendo muito pouco em alguns períodos e exagerando em outros.

Leia também: Dietas de emergência

Receitas para emagrecer

Receita de suco de limão, com chá verde e couve

14 receitas fit (deliciosas) da nutricionista da Bruna Marquezine
4 receitas deliciosas de frango com batata doce
20 receitas de doces para você comer sem culpa
Banana: 14 receitas saudáveis, deliciosas e com poucas calorias
15 melhores receitas para emagrecer que você PRECISA conhecer
Dietas para emagrecer

Leia também: Kifina funciona
Confira as dietas mais populares que podem ajudar no emagrecimento. Ao clicar no conteúdo, você também pode ver seus benefícios, cardápios e receitas:

Dieta low carb
Dieta dos pontos
Dieta Dukan
Dieta da proteína
Dieta da USP
Dieta paleolítica
Dieta cetogênica
Dieta Detox
Dieta do ovo cozido
Dieta mediterrânea
Saiba mais: Receita para emagrecer: Suco detox
Em nosso site, você ainda pode descobrir seu peso ideal e a dieta mais adequada para você.

Lembrando que ao pensar em aderir uma dieta, o melhor a fazer é procurar ajuda de um profissional, como nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista.

Saiba mais: Jejum intermitente: como funciona e benefícios da dieta
Lanche fácil e com poucas calorias para emagrecer

Pipoca sem óleo no micro-ondas: aprenda esta receita fácil e saudável

Uso de medicamentos aliado a dieta para emagrecer
O uso da medicação apenas pode facilitar a perda de peso, mas, se não houver mudanças do estilo de vida há chances de retomada do peso perdido.

Saiba mais: Remédio para emagrecer: os mais usados para perder peso
Todos os tipos de medicamentos para emagrecer só devem ser usados quando a adoção de uma alimentação mais saudável e a prática de exercícios físicos não mostraram resultado na perda de peso.

Quando o índice de massa corpórea (IMC) continua superior a 29,9 após o tratamento com reeducação alimentar, é indicado o uso de remédios para ajudar no processo de emagrecimento. Todo processo deve ser acompanhado de um profissional, como nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista.

 

Creme Hidratante Firmador

Creme Hidratante Firmador

Oi Amores!! Hoje vou falar de um creme que estou amando!! Por isso fiz a Resenha do Firmador da Nívea pra vocês.

Além de ter um preço excelente, paguei em torno de R$ 18,00 no supermercado; ele é realmente eficiente.

Este creme tava esquecido no meu guarda-roupa no inverno e assim que esquentou voltei a usá-lo, daí me lembrei do quanto ele é maravilhoso e precisava compartilhar isso com vocês!!

Vamos a Resenha
O que a Marca Fala:
NIVEA LOÇÃO FIRMADORA Q10
NIVEA Loção Firmadora Q10, hidrata intensamente a pele enquanto melhora visivelmente a firmeza da pele em apenas 2 semanas.

Sua poderosa fórmula com o exclusivo “Energy Complex”, com Coenzima Q10 e L- Carnitina, enriquecido com Creatina, que juntos estimulam a renovação celular, transformam gordura em energia, ajudando a reduzir a gordura localizada* e prevenindo a flacidez.

Leia também: Cremes firmadores bula

*Teste in vitro

COMO FUNCIONA
– Fortalece a pele e ajuda a prevenir a flacidez;

– Estimula a renovação celular e melhora visivelmente a firmeza da pele.

Pele visivelmente mais firme em apenas 2 semanas*

Leia também: comprar Skin renov

* Mulheres de 25 a 55 anos confirmam: pele visivelmente mais firme neste período (duas semanas). Resultados podem variar de acordo com as características da pele de cada uma.

Aplique o produto diariamente em todo o corpo, massageando a pele com movimentos circulares. Este produto não é indicado para uso no rosto.

Precauções:

Uso externo. Não é indicado para uso no rosto. Não é protetor solar. Em caso de irritação, suspenda o uso e procure orientação médica. Manter em local seco e arejado, ao abrigo de luz e fora do alcance de crianças. Este é um produto cosmético, não ingerir.

Resenha em Vídeo do Firmador Nívea:

Fotos do meu Firmador da Nívea:

Loção espalhada na mão.

Minhas Considerações Finais:
A embalagem é plástica e resistente. A tampa abre fácil e é fácil de retirar o produto.

O cheiro é suave e agradável. A textura lembra um creme levemente oleoso, mas absorve rápido e não fica melado nem pegajoso.

A Nívea promete melhora em duas semanas de uso, eu vejo diferença em 4 dias. A pele fica mais hidratada e macia e a celulite começa a melhorar. Quanto a firmeza da pele, realmente demora um pouco mais para ver os resultados.

O preço é excelente.

Estou apaixonada por essa Loção Firmadora da Nívea! Vale cada centavo. Funciona mesmo!!

Ótimo custo benefício.

A Nívea está de Parabéns!!

Emagrecer Saudável e Rápido: Emagrecer 8kg em 30 Dias

É POSSÍVEL EMAGRECER COM SAÚDE?
Emagrecer rápido é um plano completo para perder peso e inteligente com alimentos, receitas e ainda um programa com ciclos e pausas para que você conseguir emagrecer, manter e ter mais saúde.
# Logo Abaixo você Tira Suas Dúvidas tais como:
– Dieta pode comer pipoca?
– Dieta pode comer cuscuz?
– Dieta pode comer batata doce?
– Dieta pode comer feijão?
– Dieta pode comer gelatina?
→ PARE Agora e Escolha!
Qual Alternativa Você Precisa?
→ Abaixo Você Encontra as Informações Simples e Fáceis de Colocar em Prática O Momento é Esse Escolha uma

Veja Também: Kifina

Blogueira EMAGRECE 43KG em 6 Meses com metodo de emagrecimento a Prova de Falhas

Leia também: Phytophen é bom

Cardápio Passo a Passo SECA até 10KG em 14 Dias, Testado e Aprovado por mais de 10.197 Pessoas
Você, provavelmente, já conversou com alguém qual é a melhor dieta para emagrecer, já pesquisou na internet e vasculhou milhares de sites para descobrir o tão cobiçado segredo para emagrecer.

Confira abaixo algumas dicas para emagrecer saudavelmente:
Você não, necessariamente, precisa comer somente os alimentos, de vez em quando pode comer alguns doces, pizzas, massas, entre outros.

Mas sempre que for possível, substitui ingredientes pouco saudáveis por mais saudáveis em uma dieta para perder peso.

Também sempre se pergunte “O que quero para mim?”, desse jeito você consegue manter um equilíbrio maior nas suas escolhas.

E sempre pratique exercícios.

Sempre seja organizada e planejada, se você sempre comer fora, as escolhas saudáveis vão ser poucas, então sempre organize suas refeições. Sempre lembre se de suas metas e objetivos.

E tenha perseverança, pois a mudança nunca acontece de um dia para noite, sempre insista e nunca desista.

→ CARDÁPIO COMPLETO FINAL DO ARTIGO

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ »
→ Sintomas de Gravidez
→ Hemorroida
→ Pilula do Dia Seguinte
→ Ibuprofeno
→ Chá de Hibisco
→ Dieta do Ovo
→ Dieta Dukan

Quer ver depoimentos e dicas para Emagrecer
Deixe seu comentário no vídeo abaixo!

Trabalhamos com amor e dentro do possível seu comentário será respondido!

Este conteúdo não substitui uma consulta medica!

#dietablogbr

(VÍDEO) Como Emagrecer Rápido Perca 8kg em Uma Semana sem Passar Fome

As melhores formas de lidar com a fome em uma dieta:
Não se desespere quando sentir fome durante a dieta, se comer tudo o que ver pela frente seu esforço para emagrecer e ter uma vida saudável vai por água abaixo.

Você não deveria sentir fome no início de uma dieta para perder barriga bem elaborada e mantenha sua dieta flexível, pois um regime alimentar rígido pode levar a compulsão alimentar.

É normal sentir fome, pois a perda de gordura aumenta a fome.

Confira abaixo algumas dicas para manter a fome sob controle:
01) Consumir uma colher de whey protein antes das refeições – esse suplemente pode suprimir o apetite.

02) Criar refeições com bastante proteínas, mas não com muitas calorias, faça uma salada com peito de frango ou um parfait de proteína, caso estiver com vontade de comer doce.

03) Coma metade de sua comida, faça um intervalo de 20 minutos, e depois coma o resto.

04) Pratique meditação, caso a dieta para emagrecer rápido esteja proporcionando compulsão alimentar, ela ajudará a lutar contra a vontade de sair da dieta e fome.

>> CARDÁPIO PARA EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL
Café da Manhã

Opção 1: 1 copo de leite de soja batido com 1 fruta (mamão, maçã ou goiaba), 2 fatias de pão integral,1 colher de sopa de requeijão light
Opção 2: 1 xícara de cereal em flocos sem açúcar integral,1 iogurte natural com adoçante, 1 goiaba
Opção 3: 1 ovo mexido, 1 torrada de pão de forma integral, 1 copo de polpa de morango batida com leite desnatado
Opção 4: 1 banana fatiada , 1 iogurte natural, 1 colher de sopa de mel, 1 colher de sopa de granola

Lanche da Manhã

Opção 1: 1 fatia de melão
Opção 2: 4 damascos secos
Opção 3: 1 copo de água de coco
Opção 4: 1 picolé de fruta

Almoço

Opção 1: 1 pires de salada de folhas com tomate-cereja, milho, trigo em grão e azeite, omelete de 3 claras e 1 gema com legumes e peito de peru, 2 colheres de arroz integral
Opção 2: 1 pires de alface, cenoura, cogumelos, 1 filé de peixe assado com tomate, cebola e pimentões, 2 colheres de batata sauté
Opção 3: 1 pires de salada de alface, manga, palmito, tomate seco e mostarda, 1 bifinho acebolado, 2 colheres de sopa de arroz, 1 colher de feijão preto, 2 colheres de sopa de couve refogada
Opção 4: 1 pires de salada de soja com legumes (chuchu, cenoura, abobrinha, vagem), 1 filé de peito de frango ao forno coberto com molho de tomate e manjericão, 2 colheres de purê de mandioquinha

Café da Tarde

Opção 1: 1 banana-prata, 1 iogurte
Opção 2: 1 fatia de pão integral com patê de atum e maionese, 1 copo de limonada com adoçante
Opção 3: 1 copo de iogurte,2 colheres de sopa de granola
Opção 4: 1 copo de leite desnatado com morango e banana

Jantar

Opção 1: 1 pires de folhas verdes mistas, cenoura, beterraba e molho de iogurte ,1 sobrecoxa de frango assada com ervas finas ,2 colheres de abobrinha grelhada
Opção 2: 1 pires de salada de alface-roxa, palmito em pedaços e um fio de azeite, 1 fatia de carne vermelha ou branca assada, 2 colheres de brócolis com um toque de requeijão light
Opção 3: 1 pires de alface-americana com lascas de maçã, cenoura e molho de mostarda, 2 colheres de atum em lata light refogado com cenoura, ervilha e milho, 2 unidades de torrada integral
Opção 4: 1 pires de pepino com tomatinhos, 2 xícaras de picadinho de cenoura, 2 colheres de purê de abóbora

Ceia

Opção 1: 1 fruta com casca
Opção 2: 1 xícara de chá de erva cidreira,1 fatia de abacaxi
Opção 3: 1 copo de suco light
Opção 4: 1 iogurte light

Uma Dieta Saudável e Equilibrada
Boa nutrição é comer bem é importante para sua saúde

Comer bem é importante para se manter saudável e prolongar a sua vida.

Nossa comida é como a essência de um carro, isso é o que nos dá energia para nossas atividades diárias.

Se você não consumir produtos diferentes necessárias para o bom funcionamento do seu corpo, como o seu carro, você tem que ir para a garagem.

Uma boa dieta é importante para o seu corpo ter o que precisa para funcionar bem. Por exemplo, uma deficiência de cálcio irá participar na diminuição da resistência do osso.

Uma dieta desequilibrada ou muito rigorosa você irá remover a maior parte da energia que você precisa para funcionar normalmente.

Se você consumir muita gordura e não se exercitar o suficiente, você vai ganhar um peso extra que com o tempo, pode ser difícil de eliminar.

O que é necessário é uma dieta equilibrada e saudável, a fim de obter os nutrientes de que precisamos, mas também para não engordar e ter que perder o peso extra.

Muitas vezes, pular uma refeição terá um bom efeito sobre a sua alimentação ou atuar como uma dieta.

O corpo acredita que sim a uma falta de disponibilidade de alimentos e faz mais reservas.

Você tem que ter três refeições principais, tente comer legumes, frutas, produtos lácteos por dia. Guloseimas tão pouco quanto possível entre as refeições para comer melhor para eles.

Leia também: Comprimido para emagrecer anvisa

Não há problema em comer um pouco de alguma coisa durante a pausa para apoiá-lo até a próxima refeição, mas em quantidades razoáveis.

É normal se a sua dieta não é correta, você pode fertilizar, não tem energia, estar muitas vezes cansado, ter má digestão e outros sintomas.

Comida é a essência do seu corpo e se não for, pelo menos, aceitável, as consequências podem ser desagradáveis.

Muitas vezes, basta ajustar sua dieta para resolver muitos problemas de saúde.

10 dietas para emagrecer com saúde: veja o cardápio

10 dietas para emagrecer com saúde: veja o cardápio

Mudanças simples na alimentação podem fazer você perder barriga

Leia também: Como emagrecer de verdade

Para conseguir uma perda de peso saudável e duradoura é importante investir em bons hábitos alimentares. Para isso, existem diferentes tipos de dietas para emagrecer e cada uma utiliza seu próprio método, de acordo com a finalidade desejada.

Leia também: Phytophen bula

Fazer uma dieta para emagrecer é adquirir hábitos alimentares com o intuito de perder, manter ou ganhar peso. Para perder peso com saúde, é necessário que o corpo gaste mais calorias do que consome. Por isso, normalmente, dietas são usadas em conjunto com a prática de exercícios físicos para emagrecer.

Dicas simples para uma dieta de sucesso
Não fique mais do que 4 horas sem se alimentar
Durma bem. Durante o sono, nosso organismo produz a leptina, hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade durante todo o dia
Beba pelo menos 2 litros por dia
Invista na salada. Ela ajuda a enganar o estômago e comer menos nas refeições. Procure verduras e legumes que você goste e não sejam muito calóricos
Prefira os alimentos integrais. Eles contêm mais nutrientes e fibras, que fazem um bem danado para o seu organismo
Evite a ingestão de sal e alimentos com muito sódio, que favorecem a retenção de líquidos
Prefira preparações menos calóricas, como assados, cozidos ou a vapor. Alimentos gratinados, fritos, à parmegiana ou à milanesa devem ser evitados
Procure ajuda de nutricionistas ou nutrólogos
Se exagerar em algum dia, não desista. Recomece novamente no dia seguinte.
Saiba mais: Está pensando em desistir? Temos 20 dicas para você persistir na dieta
Sugestões de cardápio para emagrecimento saudável
Abaixo vemos a distribuição calórica por refeição baseada em uma dieta de 2000 kcal, composta por 6 refeições diárias.

Leia também: Kifina

Refeição Sugestão
Café da manhã Invista em frutas, cereais, pães integrais e oleaginosas. Para beber: sucos naturais, água de coco, chás, leite ou café. Um café da manhã ideal pode ter 20% do consumo diário, cerca de 400 kcal.
Lanche da manhã Esta refeição deve ser leve e rápida, com alimentos de baixo índice glicêmico (devagar absorção). Invista em frutas, oleaginosas, alimentos naturais e integrais. Para beber: sucos naturais, chás ou água de coco. O lanche da manhã ideal pode ter 5% do consumo diário, cerca de 100 kcal.
Almoço O prato recomendado para o almoço é dividido em quatro partes: duas partes preenchidas com saladas e legumes, uma parte com fontes de carboidrato e uma parte com fontes de proteína. Para beber: sucos naturais ou chás. O almoço ideal pode ter 30% do consumo diário, cerca de 600 kcal.
Lanche da tarde Faça lanches que contenham carboidrato, proteína e gordura boa. Dê preferência aos alimentos naturais e integrais. Outras boas sugestões são as frutas secas, cereais ou castanhas. Para beber: café, chás ou iogurtes. O lanche da tarde pode ter 15% do consumo diário, cerca de 300 kcal
Jantar Carboidratos, proteínas (de digestão simples), gorduras, vitaminas e minerais devem ser fornecidos adequadamente. Frutas e legumes são bons alimentos para essa refeição. Para beber: sucos naturais e chás. A janta pode ter 25% do consumo diário, 500 kcal
Ceia Escolha um lanche rico em proteína. se quiser, pode adicionar uma fruta, que é um carboidrato leve ou, no máximo, 1 torrada integral. A ceia pode ter 5% do consumo diário, 100 kcal
Este exemplo pode variar de acordo com os hábitos alimentares e necessidades de cada indivíduo, mas a partir dele podemos observar que não se deve restringir a alimentação comendo muito pouco em alguns períodos e exagerando em outros.

Receitas para emagrecer

Receita de suco de limão, com chá verde e couve

14 receitas fit (deliciosas) da nutricionista da Bruna Marquezine
4 receitas deliciosas de frango com batata doce
20 receitas de doces para você comer sem culpa
Banana: 14 receitas saudáveis, deliciosas e com poucas calorias
15 melhores receitas para emagrecer que você PRECISA conhecer
Dietas para emagrecer
Confira as dietas mais populares que podem ajudar no emagrecimento. Ao clicar no conteúdo, você também pode ver seus benefícios, cardápios e receitas:

Dieta low carb
Dieta dos pontos
Dieta Dukan
Dieta da proteína
Dieta da USP
Dieta paleolítica
Dieta cetogênica
Dieta Detox
Dieta do ovo cozido
Dieta mediterrânea
Saiba mais: Receita para emagrecer: Suco detox
Em nosso site, você ainda pode descobrir seu peso ideal e a dieta mais adequada para você.

Lembrando que ao pensar em aderir uma dieta, o melhor a fazer é procurar ajuda de um profissional, como nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista.

Saiba mais: Jejum intermitente: como funciona e benefícios da dieta
Lanche fácil e com poucas calorias para emagrecer

Pipoca sem óleo no micro-ondas: aprenda esta receita fácil e saudável

Leia também: Como emagrecer rapido

Uso de medicamentos aliado a dieta para emagrecer
O uso da medicação apenas pode facilitar a perda de peso, mas, se não houver mudanças do estilo de vida há chances de retomada do peso perdido.

Saiba mais: Remédio para emagrecer: os mais usados para perder peso
Todos os tipos de medicamentos para emagrecer só devem ser usados quando a adoção de uma alimentação mais saudável e a prática de exercícios físicos não mostraram resultado na perda de peso.

Quando o índice de massa corpórea (IMC) continua superior a 29,9 após o tratamento com reeducação alimentar, é indicado o uso de remédios para ajudar no processo de emagrecimento. Todo processo deve ser acompanhado de um profissional, como nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista.

Impotência sexual masculina

Impotência sexual masculina

Também conhecida como disfunção erétil, a impotência sexual é a incapacidade de o homem manter uma ereção do pênis suficiente para que haja relações sexuais.

Apesar de não ser um problema de saúde que traga riscos à vida, ela pode trazer consequências indesejáveis para o indivíduo, influenciando em relacionamentos e autoestima e podendo, inclusive, levar à depressão.

Para que seja considerada disfunção erétil, o homem precisa ser incapaz de ter ereções em pelo menos 75% das tentativas. Não conseguir ter ereção satisfatória por vez ou outra é completamente normal e acontece com todos os homens, mesmo com os mais jovens.

Leia também: o que é remédio para ereção

Os homens apresentam quatro grandes grupos de problemas sexuais:

– Disfunção erétil;

– Ejaculação precoce;

– Falta de libido;

– Dificuldades para ejacular.

A causa mais comum da impotência é o dano das artérias, músculos lisos e tecidos fibrosos, muitas vezes como resultado de uma doença, especialmente diabetes, doença renal, alcoolismo crônico, esclerose múltipla, arteriosclerose e doenças dos vasos sanguíneos, que provocam cerca de 70% dos casos.

As intervenções cirúrgicas podem ferir os nervos e artérias perto do pênis, causando impotência. Além disso, muitos medicamentos comuns provocam impotência, como efeito colateral, incluindo medicamentos para tratar a hipertensão, anti-histamínicos, antidepressivos, tranquilizantes, inibidores de apetite e cimetidina (usada para tratar úlcera péptica).

Especialistas estimam que 10 a 20% dos casos de impotência são devido a fatores psicológicos, como estresse, ansiedade, culpa, depressão, baixa autoestima e medo de ser incapaz de realizar o ato sexual. O fumo que afeta o fluxo sanguíneo nas veias e artérias é outra possível causa.

Os textos publicados no site do Hospital viValle têm caráter informativo e não substituem a opinião de especialistas. Para diagnósticos corretos e esclarecer dúvidas, converse com um médico.

Ejaculação Precoce – O que é ? O que fazer? Entenda o problema e aprenda a controlar

Ejaculação Precoce – O que é ? O que fazer? Entenda o problema e aprenda a controlar

Quero começar esse texto com uma pergunta importante? Você está satisfeito com seu desempenho na cama? Que tal ter uma transa AINDA MAIS LONGA? O segredo está aqui ► Clique enquanto ainda está no ar…
A ejaculação precoce é o orgasmo prematuro do homem, ela pode acontecer logo após a penetração ou até antes que a relação sexual aconteça. O diagnóstico do problema é somente para os homens que tem o problema com frequência. Um ou outro episódio podem ser descartados, afinal, há grandes chances de estarem ligados a tensões momentâneas.

A verdade é que ansiedade e sexo não se atraem. A prova disso está na palavra dos 30% de homens do mundo que sofre da ejaculação precoce, a recorrência é tão grande que passou a ser tratada como uma questão de saúde pública. As consequências vão muito além das decepções nos lençóis, resultam em depressão, stress e perda de qualidade de vida.

Sintomas da Ejaculação precoce
Para saber se você tem ejaculação precoce é preciso estar atento a algumas sensações durante a relação sexual. Se os sintomas forem recorrentes na vida sexual o diagnóstico é positivo. Caso contrário a recomendação é usar alguns métodos naturais para aliviar a ansiedade.

Dificuldade em controlar a ereção por menos de um minuto de penetração
Incapacidade de retardar a ereção ou realizar o coito interrompido
Ansiedade e agitação além do normal no momento da relação sexual
Frustração antes ou após o coito
Incapacidade de manter algumas posições sexuais por mais de alguns segundos sem ejacular
Baixa auto-estima e autoconfiança
Depressão, stress e ansiedade
A ejaculação precoce não é um sinônimo de inexperiência, mesmo que o histórico sexual influencie na performance do homem. O problema pode aparecer em dois casos: pessoas mais jovens como adolescentes ou quem praticou pouco sexo ou então em homens que tinham um desempenho de bom no passado e passou a sofrer dos sintomas. Este é o caso da manifestação da ejaculação precoce secundária,tem as mesmas causas de quem já inicia a vida sexual com o problema.

Tratar a ejaculação precoce e a disfunção erétil é o primeiro passo para que os homens possam manter uma relação sexual melhor com sua parceira, além de que isso também pode trazer resultados melhores durante o ato sexual, diminuindo os casos de ejaculação em muitos homens.

Se você está querendo saber melhores técnicas que podem auxiliar como tratamentos da ejaculação preciso, leia abaixo muito mais sobre terapia sexual, entenda melhor sobre sensibilidade do pênis, a técnica do aperto e muito mais que é necessário aos pacientes.

Como é feito o diagnóstico?
Primeiro você precisa ir até o médico mais indicado para esse caso, que é o urologista ou o psiquiatra. É importante que você só procure ajuda médica quando os acontecimentos estão quase crônicos e sempre constante.

Uma ejaculação normal acontece dentro de cinco minutos – em média -, já é considerada precoce quando acontece logo no primeiro ou segundo minuto da penetração. Em casos mais extremos, ela pode acontecer até mesmo antes da penetração.

O médico vai fazer uma série de perguntas sobre sua vida sexual. É importante que você não tenha vergonha de ir até o local, acredite, esse médico vê pessoas com o mesmo problema o dia inteiro.

Para concluir o diagnóstico e o exame, o paciente terá que fazer um teste físico, além de alguns exames de sangue podem ser solicitados para avaliar a quantidade de testosterona na corrente sanguínea do paciente.

Porém ao começar a ver os sintomas iniciais já é possível ver se é ejaculação precoce, entender melhor sobre as causas e sintomas e o que é necessário fazer para melhorar o seu bem estar.

Tipos de ejaculação precoce
É importante que você entenda que a ejaculação precoce pode ser causada por diferentes motivos e também que há dois tipos, veja abaixo quais são elas e os sintomas:

Ejaculação precoce primária
Essa é aquela ejaculação que está relacionada com problemas que já perduram pela vida do paciente durante boa parte da vida. Esse tipo de problema é responsável por 65% dos casos da doença.

Também existe aquele tipo de ejaculação precoce que acontece antes mesmo de ocorrer a penetração de fato, nesse quesito, ela toma conta de 50% dos problemas.

O problema fica mais aparente nos homens com o avanço da idade, muitas vezes essa ejaculação acontece em menos de 1 minuto do início da penetração, tudo devido a grande sensibilidade do pênis. Os sintomas são os mesmos já citados, somente os fatores são diferentes, o que é uma coisa necessária de ser conhecida de modo que é da sua conta na hora de procurar soluções para as principais causas.

Ejaculação precoce secundária
Ela acontece quando o paciente passa por um possível trauma ou problema muito marcante. Esses problemas podem ser desde vindos do hipertireoidismo, fimose, supersensibilidade da glande, além de alguns problema neurológicos e que foram causados por medicamentos.

Também acontece após uma possível doença como prostatite, que é facilmente resolvida por meio do uso dos medicamentos corretos. Outro problema que é ejaculação secundária é quando acontece apenas com determinada pessoa. Os sintomas e tratamento são diagnosticados pelo médico, tudo isso é possível se os pacientes forem atrás de tratar o problema que consiste em ejaculação precoce.

Uma forma natural para manter sua ereção
Muitos homens reclamam sobre as ereções curtas – menos de 3 minutos… Eu jamais quero passar por uma situação dessa. Se você está sofrendo com isso, posso te dizer que há soluções naturais que podem fazer você voltar a ser uma máquina de fazer sexo. Conheça abaixo o Melhor suplemento do mercado, que ajuda a manter a ereção durante o sexo:

Xtrasize
Esse produto está há mais de 7 anos no mercado e é o substituto ideal do Viagra. Você não precisa de receita e nem indicação médica para começar a tomar o Xtrasize. E os resultados virão na velocidade da luz! Você só encontra o Xtrasize pela internet, e para fazer a sua compra, basta clicar aqui (esse é o link da loja OFICIAL do produto).

O tratamento simples e vai ter ajudar nos seguintes aspectos:

Ereção Prolongada
Fim da Ejaculação Precoce
Aumento do Libido (vontade de transar mais)
Performance de Ator Pornô
O seu Pau vai Explodir!

Principais causas
Ansiedade e stress
Quadros de depressão
Problemas emocionais ligados a relacionamentos passados
Efeitos colaterais de medicamentos (como psicotrópicos)
Desnivelamento do hormônio da tireoide
Aumento do nível de neurotransmissores
Inflamação na próstata
Fatores genéticos
Danos no sistema nervoso
Distúrbios de atenção
A principal causa da ejaculação precoce no homem é a ansiedade ou tensão. Este problema traz sintomas não somente na cama como para todos os setores da vida e pode estar relacionado a problemas psicológicos e de ordem emocional como experiências frustrantes, traumas e outros.

Em alguns homens a manifestação de ansiedade e tensão se apresenta somente quando acontece o relacionamento com a parceira. Isso indica problemas atrelados a relacionamentos e precisa ser tratado com medicação específica aliado a terapia para desenvolvimento e compreensão das emoções com ajuda de um psicólogo.

É importante também você saber diferenciar os tipos de causas, isso porque elas são divididas em fatores psicológicos e os fatores biológicos. Veja abaixo quais são eles:

Fatores biológicos
Problemas na tireoide;
Alguns fatores genéticos;
Inflamação ou uma possível infecção na próstata ou uretra;
Os níveis hormonais desequilibrados;
Os níveis dos neurotransmissores acima do aceitável;
Problemas no sistema de ejaculação;
Problemas no sistema nervoso que foram causados por experiência traumáticas ou possíveis cirurgias.
Fatores psicológicos
A ansiedade.
Disfunção erétil;
Problemas ao se relacionar com a parceira ou parceiro;
Utilizar medicamentos psicotrópicos.
Fatores de Risco
Em alguns momentos da vida ou condições biológicas aumentam as chances de ocorrência de uma ejaculação precoce. A maioria deles são de ordem emocional e psicológica:

Problemas para manter uma ereção
Medo de perder uma ereção
Inabilidade mental para lidar com relação sexuais
Incapacidade de concentração na parceira
Doenças cardíacas
A pressão social é algo que contribui em muito para a recorrência da ejaculação precoce, é um fator de risco incidente principalmente na adolescência. Quando o parceiro está pressionado a ter uma boa performance e fazer a relação sexual durar muito torna-se mais estressado e mantém os músculos contraídos: o resultado é a ejaculação prematura.

Tratamento e prevenção
Não existe remédio específico para o tratamento da ejaculação precoce. O mais próximo é o uso de anestésicos locais ou antidepressivos de efeito curto como a depoxatina. Os remédios mais receitados são antidepressivos, relaxantes musculares e ansiolíticos. O problema é que entre os efeitos colaterais está a falta de emoção, amortecimento e falta de emoção durante a relação sexual.

Os tratamentos caseiros envolvem técnicas que ajudam a controlar a ansiedade e relaxar os músculos, podem ser feitos poucos minutos antes da relação sexual ou durante. Os mais comuns são:

Adquirir mais experiência sexual
Técnica do exercícios de Kangel para relaxar o músculo pubociccígeo
Fazer uso de pomadas, cremes e sprays
Tipos de masturbação
Posições sexuais mais relaxantes
Uma boa massagem
Sexo oral com masturbação antes da penetração
Realizar paradas durante a relação
Segurar o pênis pouco antes da ejaculação
Para saber como fazer cada uma destas técnicas funcionar veja aqui dicas completas de como evitar a ejaculação precoce e ter muito mais tempo de relação sexual.

Os tratamentos mais comuns
Há vários tipos de tratamento, como você pode acompanhar anteriormente, leia abaixo quais as mais indicadas e como funcionam:

Caprichar nas preliminares
Além de deixar a sua parceira mais feliz e com muito mais vontade de ter relações sexuais com você, você pode ganhar muito mais tempo por meio do sexo oral, masturbação e tantas outras técnicas.

Você vai se sentir muito mais à vontade, além de que a relação fica mais gostosa e as chances de sua parceira chegar até o orgasmo são muito mais rápidas do que pelos meios convencionais.

Hipnose
Comprovada como um dos médicos mais efetivos, a hipnose trabalha no subconsciente da pessoa, desse modo, essas sessões ajudam ao paciente a manter a ereção durante muito mais tempo. Muitos homens que participaram desse tipo de tratamento alternativo falaram que os efeitos são reais e funcionam mesmo.

Terapia Sexual
Conhecida como a técnica de se masturbar antes da relação, desse modo a ereção permanece por mais tempo durante o sexo em si.

Você também deve procurar outras maneiras de sentir prazer, indo sempre além de somente a penetração. Converse com sua parceira e veja as possibilidades que está ao alcance dos dois.

Método “começa e para” ou os clássicos exercícios penianos
Um método rápido e fácil que pode ser feito pelo próprio paciente ou com a ajuda da parceira, a técnica do “começa e para” é simples: estimular o homem sexualmente até que ele quase atinja o orgasmo, quando chegar nesse momento, a estimulação deve ser interrompida pelo tempo de 30 segundos.

Assim, se inicia novamente. É preciso prosseguir com esse movimento até que se queira ejacular.

A técnica do aperto
Bem parecida com o método anterior: depois do momento do estímulo e quando a ejaculação está para acontecer, é preciso para e apertar levemente durante alguns segundos a parte final do pênis, bem onde a glande se encontra com o eixo.

Ao fazer isso, é necessário esperar 30 segundos e então começar novamente a penetração ou masturbação até o momento de atingir o orgasmo. Essa técnica pode ser feita várias vezes.

Uso de medicamentos
Em casos mais sérios, é necessário fazer o uso de alguns medicamentos para prolongar a ejaculação. Na maioria das vezes são usados antidepressivos, além de algumas pomadas anestésicas de modo a diminuir a sensibilidade.

Os medicamentos mais indicados podem ser a Clomipramina e o Anafranil. É necessário sempre consultar um médico, não faça a automedicação, ela é super perigosa.

Alimentos específicos
Há alguns alimentos que você pode inserir na sua alimentação que podem ajudar no tratamento da ejaculação precoce. Os leites, os ovos e derivados são super indicados, isso porque aumentam a sensação de felicidade e causam a sensação de relaxamento do corpo.

Outro alimento que também é indicado é o espinafre, ele é um aliado para quem sofre de ansiedade. O mesmo acontece com o uso de frutas cítricas que também trazem a sensação de bem estar no corpo durante horas.

Massagem tântrica
Por meio dessa massagem, o paciente fica relaxado e consegue controlar melhor a sua ejaculação. Ela é feita com movimentos destinados ao pênis, períneo, testículos e na área erógena.

Exercícios na região sexual
É possível exercitar a região do assoalho pélvico, sempre no momento que for urinar. Interrompa o fluxo do xixi pelo tempo de cinco segundos. Desse modo, ao conseguir controlar o seu fluxo de urina, é possível também ter controle sob o orgasmo.

Uso de ervas específicas
Você pode incluir o consumo de determinadas ervas na sua alimentação, como por exemplo: leite de aspargos, cebolas brancas, inhame selvagem, flor da paixão e o chá de cravo. Eles podem ajudar a diminuir a ejaculação precoce. É indicado tomar o chá de cravo duas vezes ao dia.

Diminuir ou parar com o cigarro, drogas e álcool
Os três tem influencia direta na ejaculação precoce. Experimente diminuir eles e veja o seu corpo dar sinais de melhora.

Possíveis complicações
A ejaculação precoce não traz problemas para a saúde em si, porém tem interferência direta na timidez, autoestima e traz complicações na vida a dois.

Em casos mais extremos, é possível interferir na fertilidade, sendo necessário tratamento para engravidar.

Como conviver com o problema?
É necessário fazer uso das técnicas descritas acima e procurar um profissional no assunto para iniciar o tratamento.

FAQ – Perguntas frequentes sobre ejaculação precoce
Saiba aqui todas as respostas para o seu caso de ejaculação precoce e tenha toda a instrução necessária para curar sem precisar sair de casa e ter total domínio da usa disfunção erétil.

Veja isso com Atenção!
Sua Mulher Muito Mais Satisfeita na Cama: Você quer deixar sua mulher ainda MAIS louca de tesão por você? Eu tenho um segredo para compartilhar contigo… [clique aqui que é sucesso!]
Existe remédio para ejaculação precoce?
Não existe um remédio específico para ejaculação precoce. Somente cremes, pomadas e outros que são vendidos na internet e que ajudam a controlar a ereção no momento do ato sexual. No entanto, para superar o problema ainda é preciso utilizar medicações que vão além como antidepressivos, ansiolíticos e tratamento psicológico.

Qual é o tempo mínimo para atingir um orgasmo sem ser precoce?
É difícil estabelecer um tempo mínimo para atingir o orgasmo e ejacular. Isso também varia entre os sexos, para mulher é mais demorado. De acordo com uma média apurada pelo Journal of Sexual Medicine, a média da relação sexual é de 5,4 minutos. Foram avaliados o tempo de relação de 500 casais de cinco países durante um mês. Quando a ejaculação acontece entre 1 minuto e 1,5 há caracterização da ejaculação prematura.

A caracterização da ejaculação precoce deixa de satisfazer a companheira em 50% dos atos sexuais estudados. Em outros estudos essa taxa é elevada para 80% dos episódios.

A mulher pode ajudar no tratamento?
A ideia de terapia do casal para tratar a ejaculação precoce é muito recomendada. Ela pode estimular o desenvolvimento de autoconfiança no homem e algumas práticas durante a própria relação sexual também ajudam, como uma boa massagem, relaxamento e outas técnicas que mostram somente afeto e não uma tentativa de durar o ato sexual, o que causa pressão psicológica.

Posso tomar viagra para curar ejaculação precoce?
Alguns viagras ajudam a melhorar a circulação e garantir mais tempo de relação sexual, controlando a ejaculação. No entanto é preciso estar atento a fórmula, os inibidores da enzimafosfodiesterase 5 ajudam a relaxar as células e são os mais recomendados.

Além disso, os famosos viagras também ajudam a aumentar o intervalo entre uma ereção e a segunda. A recomendação é de que aconteça a masturbação anteriormente a relação sexual até ejacular. Depois, quando a excitação acontecer novamente será possível passar bastante tempo sob atividade.

Outro ponto positivo do uso deste tipo de medicamento é que eles ajudam a dar confiança para o homem. Afinal, após uma boa experiência e satisfação da parceira passa-se a sentir mais capaz de construir uma boa vida sexual, sem frustrações.

No que devo pensar durante a relação para ajudar a controlar a ejaculação?
Existe um boato de que pensar em assuntos aleatórios durante o ato sexual ajudam a controlar a ejaculação, no entanto isso não funciona. A melhor coisa a fazer é se concentrar na companheira, prestar atenção nos gestos, sentir-se estimulado e não ficar pensando no seu desempenho – isso aumenta a pressão psicológica e tensão.

Ducha fria funciona?
Tudo depende da sensação, se relaxar pode ajudar sim.

Bebidas alcoólicas ajudam a relaxar ?
Essa situação é bem complexa. Porque cada pessoa tem um efeito diferente sobre o alcool, como ele age diretamente no sistema nervoso central pode manter um efeito anestésico, mas uma dose a mais será o suficiente para adiantar o efeito da ereção. Não deve-se tornar dependente do álcool para ter relações boas e duradouras.

Drogas psicoativas como maconha, heroina e cocaina tem efeito sobre a ejaculação?
Nas primeiras vezes o uso de drogras podem retardar a ejaculação, mas o erro de dosagem pode causar a perda da ereção e o uso abusivo também pode descarregar diferentes efeitos colaterais maléficos ao organismo.

Adolescentes e jovens ejaculam mais rápido?
De modo geral sim. A falta de experiência e pressão social característica da idade faz com que a tensão durante a relação seja maior para estes públicos. O resultado está na ejaculação precoce e perda de desempenho sexual.

Quando e qual médico procurar
A ejaculação precoce precisa ser tratada com ajuda de um especialista como urologista. O primeiro passo é aceitar o problema e tentar resolvê-lo com técnicas naturais tais como exercícios, relaxamento e outras atividades que ajudam a prevenir a ejaculação.

No entanto, como ninguém quer depender de exercícios durante a relação sexual para ter um bom desempenho na cama a melhor recomendação é a procura de um médico para indicação do tratamento adequado.

Leia também: Aumento peniano funciona

O tratamento vai depender totalmente do diagnóstico e causas da ejaculação precoce para cada um. Alguns precisarão tomar remédios antidepressivos, outros recomenda-se somente cremes e pomadas. Para outros a consulta com psicólogos poderá ser indicada para a longo prazo melhorar a sensação emocional e aliviar a ansiedade em todos os setores, incluindo na vida sexual.

Se você parar o tratamento com antidepressivos, que é atualmente o remédio mais indicado para a situação, considere que poderá haver voltas do problema. Além disso, por agir no sistema nervoso central e coma recaptação de seratonina pode resultar em efeitos colaterais severos, incluindo sinais de dependência. Só suspenda a medicação com orientação médica.

Para os homens que tem uma parceira fixa é preciso estar aberto ao tratamento psicoterápico com o casal. Assim é possível orientar toda a relação sexual, o que certamente trará melhorias do relacionamento em geral e não somente debaixo dos lençois.

Também é preciso considerar que o orgasmo é relativamente raro, muito mais incomum nas mulheres do que nos homens. A relação sexual não precisa necessariamente terminar em uma ejaculação ou climax. O único critério é que seja prazeroso tanto para você como para sua parceira. Você pode ter seu ápice antes da mulher ou vice e versa, desde que não haja constrangimentos e nem frustração.

Como aumentar o pênis: Veja as melhores dicas e métodos para um aumento peniano eficaz!

Como aumentar o pênis: Veja as melhores dicas e métodos para um aumento peniano eficaz!

Muitos homens enfrentam problemas de autoestima por causa do tamanho do órgão sexual, mas será que tem como aumentar o pênis? Quais técnicas podem ser utilizadas? E na hora do sexo, é possível deixá-lo maior? Todas essas dúvidas vão ser respondidas agora.

Veja, nos próximos tópicos, o que você precisa saber a respeito dessa dúvida que paira na cabeça de muitos homens em todo o mundo. Afinal de contas, como aumentar o pênis?

Contents [hide]

1 Exercícios para aumentar o pênis
2 Alongamento normal
3 Alongamento invertido
4 Como aumentar o pênis com aparelhos de alongamento
5 Existe cirurgia para aumentar o pênis?
6 Outras alternativas de como aumentar o pênis
7 Macho Macho
8 Onde posso comprar o Macho Macho com segurança?
9 Benefícios
10 Macho Macho Funciona mesmo? Vale a pena?
11 Bomba peniana
12 Onde posso comprar a Bomba Peniana?
13 Benefícios do Produto
14 A Bomba Peniana funciona de verdade?
Exercícios para aumentar o pênis
Dentro do meio científico, ainda existem dúvidas a respeito da eficácia do uso de exercícios penianos que possam gerar aumento do membro. Porém, algumas pessoas já declararam terem tido resultados positivos após a realização dessas atividades. Com esses exercícios você pode conseguir resultados tanto no comprimento, quanto na circunferência

A dica principal é realizar os exercícios sempre quando não estiver excitado. Isso porque mexer no pênis duro pode causar micro lesões no órgão, portanto não tente fazer isso de forma alguma.

Alongamento normal
Antes de começar os exercícios, aqueça todo o pênis com o uso de uma toalha encharcada de água morna. Faça isso três vezes para deixá-lo preparado para as atividades. Em seguida faça o principal exercício de aumento peniano que é o de alongamento.

Para isso é necessário passar um gel em toda a extensão do membro antes de começar a praticar a atividade. Depois, envolva a base do pênis com o dedão e o indicador, segure firme, mas sem gerar dor.

Aí é só fazer o movimento de empurrar esses dedos por toda a extensão do órgão, mantendo a pressão firme desde o início.

Ao chegar na glande, coloque os dedos da outra mão na base do pênis. É essencial que você não solte o membro por um segundo sequer. Repita o processo, faça isso por, pelo menos, 10 vezes a cada seção de exercício.

Alongamento invertido
Outro exercício é o alongamento invertido. Para praticá-lo você deve colocar o polegar das duas mãos a 1 cm abaixo da glande e os outros dedos por baixo do pênis.

Depois puxe suavemente a pele para trás usando o polegar, sem mover os dedos que estão em baixo, até sentir a pele se alongando. Você não deve sentir dor, caso sinta algum desconforto pare imediatamente.

Mantenha essa posição por 20 segundos e depois relaxe. Repita entre 5 a 7 vezes, dando pausas de relaxamento entre cada repetição.

Como aumentar o pênis com aparelhos de alongamento
Outra opção de como aumentar o pênis são os aparelhos de alongamento. Essa opção envolve um aparelho ou um peso que é preso na base da glande e que assim gera pressão no pênis para alongar.

Os resultados deste tratamento não são imediatos, mas caso seja feito o uso contínuo e correto, dentro de alguns meses você já percebe resultados. Um exemplo de aparelho eficaz é o extensor peniano. O da marca , por exemplo, que é o mais confiável do mercado atual, foi elaborado por um médico especialista em aperfeiçoamento masculino.

Os extensores penianos são baseados nas técnicas antigas das mulheres Padaung, que vivem em tribos em que há a crença de que um pescoço mais longo é mais bonito. Assim, o extensor atua da mesma forma que o colar dessas mulheres, alongando o membro constantemente para que ele cresça a partir das divisões celulares.

Existe cirurgia para aumentar o pênis?
Existe uma série de procedimentos cirúrgicos que são realizados por médicos especializados para aumentar o pênis ou trazer a sensação de aumento peniano. O problema é que para fazer tais cirurgias é preciso que realmente exista algum problema no desenvolvimento do seu membro.

Caso seja apenas pela sua falta de autoestima, provavelmente, nenhum médico vai indicar ou fazer as cirurgias.

Leia também: Como aumentar o Pênis

Entre as cirurgias feitas nos adultos com o chamado micro pênis existem:

Plástica de inserção de bolsa escrotal
Lipoaspiração da gordura pré-pública,
Lipoenxertia
Secção do ligamento suspensor.
Todos os nomes podem parecer estranhos, mas trabalham em regiões próximas ao pênis para dar essa sensação de aumento. Em algumas situações, as cirurgias são realizadas no próprio órgão.

A medicina ainda afirma que, quando se está na puberdade, é possível aumentar o pênis a partir de um tratamento hormonal. Mas isso acaba quando essa fase passa.

Por isso, se você tem problema com isso e ainda estiver na adolescência, busque um especialista, porque há solução para o seu problema e ela é simples, com base em medicamentos, sem dor e sem efeitos colaterais.

Outras alternativas de como aumentar o pênis
Confira agora outras dicas e alternativas que separamos para você de como aumentar o pênis:

Macho Macho
Você já ouviu falar do Macho Macho? Nesse texto você pôde ver alternativas e dicas para como aumentar o pênis, para assim você ter um melhor desempenho sexual na “hora H”. E um produto que pode ajudar nisso é o Macho Macho. Um gel incrível, que está fazendo maior sucesso entre os homens, justamente por ser confiável, completo, e poderoso.

O Macho Macho é um creme que não provoca efeitos colaterais. Sua fórmula exclusiva proporciona uma série de benefícios, como, por exemplo, o alargamento do pênis em 5 cm ao mês. Todos esses benefícios vão te proporcionar orgasmos muito mais intensos e duradouros e ereções firmes. Se você não tem mais autoestima e confiança na hora do sexo, esse produto é para você!

Onde posso comprar o Macho Macho com segurança?
Para comprar o seu produto na comodidade da sua casa, é muito fácil, basta você acessar o site oficial, e realizar sua compra com todo sigilo e segurança. Lembrando que para manter o padrão e a qualidade do produto ele não é vendido em farmácias e lojas físicas, apenas pelo site oficial.

Ao acessar a página do fabricante você se depara com 3 ofertas INCRÍVEIS, podendo levar para casa, 2, 4 ou 7 frascos do produto, por preços imperdíveis, que cabem no seu bolso.

Ao realizar seu pagamento você poderá optar pelo cartão de crédito ou boleto bancário, sendo que o mais indicado normalmente é o crédito. Assim você te mais controle do seu pagamento e o produto chega mais rápido na sua casa.

Vale lembrar que todas as ofertas são cheias de vantagens e benefícios. E o melhor você pode fazer tudo isso sem sair de casa. Incrível, não?

Lembrando que é essencial que a compra seja feita unicamente pelo site oficial, pois somente o fabricante do produto oferece tantas vantagens exclusivas, como por exemplo, garantia especial, descontos e promoções, garantia de entrega, facilidades nas formas de pagamento, e claro o produto original, com qualidade e eficácia.

 

Produtos Para Emagrecer: conheça os que funcionam mesmo!

Produtos Para Emagrecer: conheça os que funcionam mesmo!

Quer perder peso, mas está cansada de levar gato por lebre? Conheça os produtos para emagrecer que funcionam de verdade!

Olha o verão aí gente! Já estamos em contagem regressiva para a estação mais amada no ano entre os brasileiros. Logo, verão lembra praia, que lembra biquíni e pra você usar aquela peça maravilhosa é bom estar com o corpinho em cima. Pensando nisso o corpo & estética selecionou os produtos para emagrecer que realmente funcionam para você perder peso rápido e bombar nesse verão. Alguns deles nós já até abordamos em artigos anteriores de forma mais completa, caso deseje se aprofundar na leitura, basta clicar nos links abaixo.

Leia também: comprar Phytophen

Produtos naturais que emagrecem
Óleo de cártamo: Produzido a partir das sementes da planta carthamus, rica em ácidos graxos e ômega 6, o óleo de cártamo é perfeito para eliminar aquela gordura localizada e ideal para te ajudar chapar a barriga. Tudo isso é possível, pois o óleo de cártamo consegue inibir a ação de uma enzima que leva a gordura do sangue para o interior das células adiposas. Ingerir duas capsulas ao dia antes das refeições.

Óleo de coco: Esse poderoso óleo tem a ação de gerar calor e queimar gordura, consequentemente diminuindo as medidas. Além de aumentar a sensação de saciedade ele atua na redução do colesterol ruim. Os nutricionistas recomendam o uso de sua forma líquida, que pode ser adicionada à saladas, shakes e torradas. Consumir de 2 a 4 colheres por dia.

Chá verde: Preparada a partir de um mix de várias ervas ele é muitíssimo recomendando para quem precisa emagrecer rapidamente. O chá verde acelera o metabolismo e estimula a queima calórica. Seu consumo pode ser feito com o chá preparado em casa ou em capsulas. Consuma de 4 a 10 xícaras do chá e se for em capsulas seguir a recomendação da embalagem.

Shakes: Perfeito também para quem precisa perder peso urgente. A função dos shakes é de substituir até duas refeições do seu dia. Dessa forma você irá ingerir menos calorias e não passará fome. Seu uso não é recomendando por mais de um mês, pois eles não possuem os nutrientes necessários para uma dieta saudável. Bata o shake com leite desnatado e uma fruta.

Remédios para emagrecer

Quando o assunto é remédio precisamos ficar mais atentas. Além de ser perigoso se automedicar, os riscos de você engordar após o término do medicamente são imensos. A lista dos remédios para emagrecer que selecionamos foi baseada nos mais consumidos no Brasil. Antes de ingerir qualquer um consulte um médico ou nutricionista, já escrevemos artigos sobre eles, basta clicar no nome, confira:

Sibutramina: Grande inibidor de apetite. Ele age mandando mensagens para o cérebro do tipo: “Não estou com fome” o que leva o sujeito a comer menos.

Leia também: Comprar Fit Mzt

Xenical: Atua no organismo impedindo que nosso corpo absorva à gordura dos alimentos. Além disso, ele ajuda eliminar grande parte dessa gordura nas fezes.

Fluoxetina: Age controlando a ansiedade. Esse remédio leva o individuo a comer menos, pois muita gente engorda por pura ansiedade.

Leia também: Kifina

Onde comprar mais barato?
Para você fugir do efeito sanfona procure junto com o consumo desses produtos para emagrecer, praticar uma reeducação alimentar, dessa forma você além de ter uma alimentação mais saudável irá emagrecer com saúde e ficará linda todas as estações do ano.

5 MITOS E VERDADES SOBRE CLAREAMENTO DENTAL QUE VOCÊ PRECISA SABER

5 MITOS E VERDADES SOBRE CLAREAMENTO DENTAL QUE VOCÊ PRECISA SABER

Qualquer pessoa pode realizar clareamento dental… será? Não é raro surgirem dúvidas sobre a técnica. Por isto, o Sorrisologia convidou um especialista para esclarecer as principais
EXPERT

Compre aqui
Seus dentes podem não ser naturalmente bem branquinhos, mas muita gente acredita que, fazendo clareamento dental, consegue alcançar um sorriso perfeito. Devido ao passar dos anos, hábitos e alimentação, seu sorriso tende a ficar mais amarelado e manchado. O branqueamento se torna a melhor opção nestes casos. Antes de tomar qualquer atitude é importante esclarecer qualquer dúvida sobre a técnica. O Sorrisologia e o dentista Rodrigo Araújo listaram alguns mitos e verdades deste tratamento que você precisa saber.

QUALQUER PESSOA PODE FAZER CLAREAMENTO DENTAL?
Mito. Rodrigo conta que todo paciente, a princípio, pode se submeter ao clareamento. No entanto, existem algumas contraindicações que acabam comprometendo a técnica em certas pessoas. “Ele não deve ser realizado em gestantes e lactantes, pessoas com restaurações amplas, pacientes com sensibilidade dentária, irritação gengival severas, fumantes inveterados e pacientes com condições pré-cancerígenas”, esclarece. Apesar do branqueamento ser uma técnica amplamente utilizada, o dentista deve estar atento na avaliação de cada caso.

O CLAREAMENTO FEITO NO CONSULTÓRIO É MAIS EFICAZ?
Parcialmente verdade. Cada técnica tem suas vantagens e desvantagens.”O tratamento no consultório produz resultados rápidos, através do uso de um agente com alta concentração. Porém, durante a técnica, isolamos os dentes do meio bucal e do contato com a saliva”. O profissional diz que isso causa uma desidratação temporária do dente, ficando mais branco, o que disfarça o real resultado. Por isso exige a repetição do tratamento. O clareamento caseiro apresenta resultados mais estáveis, porém mais lentos. “A associação das técnicas combina o melhor dos dois procedimentos com um ganho de tempo e aumento da segurança, aliando as vantagens do tratamento no consultório com o caseiro”.

Leia também: WhiteDent Anvisa

QUEM FAZ CLAREAMENTO DEVE EVITAR CERTOS ALIMENTOS?
Verdade. “O uso de algumas substâncias deve ser evitado em excesso, especialmente durante o tratamento clareador”. O grande destaque vai para os alimentos com forte coloração como beterraba, chocolate e algumas bebidas como café, achocolatados, refrigerantes, vinhos tintos e sucos com adição de corantes. Lembre-se que também é preciso acabar com os maus hábitos nesse período. Então, nada de cigarro e bebidas alcoólicas com pigmentação.

O CLAREAMENTO DENTAL SENSIBILIZA OS DENTES?
Mito. Durante o processo de clareamento você pode até sentir aumento da sensibilidade ao frio, mas, atualmente, o gel clareador utilizado nos tratamentos possui agentes que minimizam a sensibilidade. “Quando ocorre alguma sensibilidade durante o tratamento o dentista pode utilizar fluorterapia, dessensibilizantes de consultório e pastas dentárias especificas para sensibilidade com excelentes resultados”, tranquiliza.

O CLAREAMENTO DENTAL PODE DURAR ANOS?
Parcialmente verdade. Isso vai depender do comprometimento da paciente. Rodrigo conta que tem visto, ao longo da sua experiência clínica, que a cor original do paciente não volta ao estado prévio do clareamento. “Pode ocorrer de novas manchas surgirem com o passar dos anos, alterando a cor obtida no clareamento em um tom”. Mas isso acontece se o paciente consumir, de forma frequente, alimentos, bebidas, medicações ou quaisquer substâncias que provoquem pigmentação nos dentes. Contudo, um reforço do branqueamento resolve facilmente essas alterações de cor.

DISFUNÇÃO ERÉTIL (IMPOTÊNCIA): DEFINIÇÃO, CAUSAS E TRATAMENTO

Procurando tratamento para a disfunção erétil?

Sexo é vida, afirma a campanha publicitária de uma clínica médica na mídia. Desde 1998, após o lançamento do primeiro medicamento administrado por via oral para tratamento da disfunção erétil, também conhecida como impotência, homens têm conseguido melhorar seu desempenho sexual. No entanto, muitos destes, adultos jovens entre vinte e trinta anos, passaram a viver a ansiedade de não “funcionarem” sexualmente sem suas pílulas “milagrosas”. A despeito da melhoria no relacionamento sexual com suas parceiras após o consumo do medicamento, não há a superação de seus medos/temores de desempenho, do tédio na relação conjugal, ou da superação de episódios históricos que tenham causado o primeiro episódio de impotência. Viagra, Cialis e Levitra têm seus méritos, mas não podem ser entendidos como tratamento completo para a disfunção erétil. O presente artigo tem o objetivo de apresentar uma definição de disfunção erétil, apresentar suas causas e propor um tratamento para o problema que apresenta uma incidência considerável nos dias atuais.

Disfunção Erétil, Impotência: O que é?
Perder a ereção na hora “H” é o que define a disfunção erétil? Segundo Ballone (2003), a disfunção erétil (impotência) é a incapacidade de se obter ou manter uma ereção adequada para a prática da relação sexual. O autor salienta que tal disfunção não deve ser confundida com a falta ou diminuição no “apetite sexual”, nem com dificuldade em ejacular ou em atingir o orgasmo (Ballone, 2003). É importante ressaltar que, para o diagnóstico, deve-se observar a recorrência do problema e que se deve descartar o diagnóstico quando os episódios de impotência ocorrem após a utilização de substância psicoativa, como alguns antidepressivos ou álcool, que podem dificultar a ereção.

Alguns homens queixam-se da falta de ereção desde o início da relação sexual, no momento das preliminares ou jogos sexuais; outros perdem após a penetração. Pode-se experienciá-la diante de situações específicas (por exemplo, sexo com mulheres muito atraentes) e não experienciá-la em outras (mulheres pouco atraentes ou classe sócio-econômica inferior).

O homem com disfunção erétil costuma sentir ansiedade diante da proximidade da relação sexual, medo do fracasso, preocupações acerca do seu desempenho sexual e, até redução do sentimento de excitação e prazer sexual. A disfunção pode, ainda, perturbar o relacionamento afetivo-amoroso, trazendo desconfianças e desentendimentos, e conduzir ao rompimento da relação.

Diante do problema, é comum observar-se homens com verdadeiros rituais para verificarem se têm ereção. Alguns se engajam na compulsão pela masturbação para mostrarem para si mesmos que o problema não é tão grave. Pode haver, ainda, o questionamento sobre a heterossexualidade. Neste caso, por falta de informação, há a idéia errônea de que não ter ereção na presença de mulheres sugere que sejam homossexuais. Aí, muitos passam a buscar várias parceiras sexuais para se certificarem que o “problema” foi circunstancial.

A camisinha passa a ser evitada, pois o homem com disfunção erétil teme a perda total ou parcial da ereção no momento de colocá-la. Com isso, há uma probabilidade maior de contágio de DSTs – doenças sexualmente transmissíveis como AIDS.

Quais as causas da disfunção erétil?
Dados de um estudo internacional que contou com a participação da FIOCRUZ – Fundação Oswaldo Cruz, apontam que a prevalência de disfunção erétil completa ou moderada é de 34% no Japão, 22% na Malásia, 17% na Itália e 15% no Brasil. Avaliando os quatro países, essa prevalência é de 9% na faixa etária de 40 a 44 anos e sobe para 54% entre homens de 65 a 70 anos de idade.

Como muitos outros transtornos, a disfunção erétil pode ter como causa fatores biológicos, psicológicos e/ou sociais. Os fatores biológicos são neuropatia diabética, arterosclerose, cardiopatias, hipertensão e outras.

Leia também: Viagra Natural comprar

Quanto aos fatores psicológicos e sociais, pode-se destacar a ampla aprendizagem que a pessoa tem sobre sexo. Destaca-se a aprendizagem sobre o que o sexo representa na vida, a importância da relação sexual satisfatória, o comportamento governado por regras como “Homem que é homem não nega fogo!”, ou “Homem de verdade tem que comparecer!”. Some-se a isto experiências sexuais desagradáveis como aquelas em que a parceira desqualifica o desempenho sexual do homem. Uma vida orientada para a produção de resultados no contexto profissional pode ser contexto propício para a disfunção erétil. Executivos de empresas, indivíduos com cargo de chefia no setor privado, ou profissionais de quem seja exigido desempenho elevado e constante podem estar muito preocupados com o trabalho a ponto de não conseguirem relaxar e se concentrar na relação sexual, o que dificulta ou impossibilita a ereção.Tais homens podem ter um desempenho ainda pior diante dos momentos de instabilidade nos negócios.

Qual o tratamento?
A disfunção erétil tem tratamento, podendo ser curada. Quando são descartadas as causas orgânicas, doenças e processo natural de envelhecimento, indica-se a psicoterapia comportamental como forma da pessoa buscar o entendimento do que produz a sua disfunção erétil, bem como enfrentar o problema em curto prazo e solucioná-lo. A psicoterapia pode ser individual ou de casal. O psicoterapeuta é o profissional indicado para definir a melhor estratégia de intervenção. Técnicas de terapia sexual podem ser ensinadas ao indivíduo ou casal, para que ele(s) as utilize(m) nos momentos de interação. A psicoterapia objetiva mudança em todos os níveis: comportamentos, pensamentos e emoções/ sentimentos. Isso quer dizer que não é funcional haver a recuperação da ereção, mas permanecer uma ansiedade constante e preocupação durante a relação sexual.

Diante do problema, algumas orientações podem ser úteis:
1- Busque o acompanhamento profissional psicológico ou médico para um diagnóstico preciso e para o tratamento adequado;

2- Não mantenha o “problema” sexual como foco! Diminua a cobrança para os resultados rápidos e explore outras atividades no seu relacionamento, tais como atividades culturais (cinema, teatro);

3- Embora a medicação possa ser indicada num determinado momento, ela não substitui uma relação sexual natural. Questione seu médico sobre a necessidade de manter a utilização do medicamento;

4- Aprenda a dizer “não” quando estiver cansado ou não estiver com desejo sexual. O homem tem o direito de negar sexo à sua parceira;

5- Diante da relação sexual, envolva-se ao máximo com a parceira, buscando preliminares e jogos sexuais que tragam prazer a você;

Sexo faz parte da vida, assim como o envolvimento emocional, o afeto, a cumplicidade, a desinibição no relacionamento a dois. Por isso, tão importante quanto manter a ereção numa relação sexual é mudar hábitos, pensamentos e sentimentos para buscar uma vida saudável na interação com sua parceira. Em Brasília-DF, conte com o Inpa – Instituto de Psicologia Aplicada para buscar tratamento para a disfunção erétil.

Remédios para Emagrecer: naturais, caseiros e vendidos em farmácias

Remédios para Emagrecer: naturais, caseiros e vendidos em farmácias

O que são remédios para emagrecer?
Os remédios para emagrecer são comumente indicados para tratar pacientes com obesidade ou sobrepeso relacionados a outras condições, como diabetes e problemas cardíacos. Em sua maioria, necessitam de prescrição médica e possuem diversos riscos associados ao seu uso.

Eles não devem ser usados por pessoas que não apresentam sobrepeso, pois, nesses casos, seus riscos são maiores que seus benefícios.

Não se tratam de pílulas mágicas. Os remédios para emagrecer não possuem efeitos sozinhos. Seu uso deve ser aliado à mudanças de vida, como prática de exercícios e reeducação alimentar. Caso esses fatores sejam ignorados, os pacientes sofrem um grande risco de voltar a engordar depois de usar o medicamento.

Leia também: Phytophen bula

Esses remédios normalmente possuem efeito de curta duração, promovendo o emagrecimento por um período que não costuma passar de 6 meses. Depois disso, acredita-se que o corpo crie uma espécie de tolerância e o remédio passa a não fazer mais o mesmo efeito, em alguns casos levando ao ganho de peso inclusive.

Muitos desses medicamentos também são antidepressivos, por isso o seu uso deve ser controlado, com retenção de receita e deve ser feito com acompanhamento médico — Nunca se automedique. Esses medicamentos podem trazer riscos à saúde.

Normalmente, eles são tomados em pílulas ou cápsulas que devem ser ingeridas de 1 a 2 vezes por dia.

Eles se dividem em três categorias:

Os supressores de apetite interferem diretamente nas funções cerebrais, aumentando a saciedade, facilitando o processo de reeducação alimentar;
Os bloqueadores de gordura, por outro lado, agem diretamente na gordura ingerida, impedindo que ela seja absorvida e estocada pelo organismo, sendo eliminada diretamente pelas fezes;
Os anorexígenos, por sua vez, reduzem, de maneira artificial, a vontade de comer, induzindo, como o próprio nome sugere, a anorexia.
Entenda mais sobre os remédios para emagrecer e seus riscos no texto a seguir!

PUBLICIDADE
Índice – neste artigo você vai encontrar as seguintes informações:

O que são remédios para emagrecer?
Tipos
Remédios que precisam de receita
Remédios que não precisam de receita
Quando podem ser usados?
Como usar?
Contraindicações
Efeitos colaterais
Preço e onde encontrar
Alternativas naturais
Perguntas frequentes
Tipos
Existem, de modo geral, 3 tipos de medicamentos para emagrecer: os supressores de apetite, os anorexígenos e os bloqueadores de gordura. Nem todos são comercializados no Brasil e alguns são até mesmos proibidos pela Anvisa devido aos seus efeitos colaterais. Confira:

Supressores de apetite
Esses medicamentos atuam diretamente no sistema nervoso aumentando a liberação de dopamina e noradrenalina. Isso tem como consequência a redução do sono e do apetite. Dentre seus efeitos colaterais, eles podem deixar o paciente mais agitado e podem causar dependência.

Confira alguns exemplos dessa classe de remédios:

Sibutramina;
Bupropiona;
Victoza;
Belviq;
Lorcaserina;
Qnexa;
Tesofensina;
Hoodia Gordonii;
Naltrex.
Anorexígenos
Como o nome indica, essa classe de medicamentos busca induzir a anorexia, além de aumentar o metabolismo.

Entretanto, eles são muito perigosos, pois seus efeitos colaterais sãos similares aos de algumas drogas como a cocaína e o crack.

Confira alguns exemplos:

Femproporex;
Mazindol;
Anfepramona;
Fenfluramina;
Fenilpropanolamina.
Bloqueadores de gordura
Esses medicamentos impedem a ação das enzimas lipases, que são responsáveis pela quebra de gordura. Eles impedem que a gordura seja absorvida, fazendo com que elas sejam eliminadas diretamente pelas fezes.

Confira alguns desses medicamentos:

Xenical;
Orlistat;
Lipiblock.
Remédios que precisam de receita
Fluoxetina
Na realidade, a fluoxetina é um tratamento para depressão. Entretanto, ela pode ser usada para o emagrecimento, já que ajuda a diminuir a compulsão alimentar.

O uso da fluoxetina é restrito à pacientes que possuem obesidade aliada à depressão, ou então para pacientes que possuem obesidade relacionada a uma condição médica chamada Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Por isso, o paciente deve ter IMC (Índice de Massa Corporal) maior que 30 e um diagnóstico de depressão ou TAG feito por um psiquiatra. O medicamento pode ajudar a diminuir a compulsão alimentar, mas normalmente deve ser utilizado em conjunto a tratamentos de reeducação alimentar.

Efeitos colaterais
Dentre os efeitos colaterais que a fluoxetina pode provocar se encontram diarreia, náusea, cansaço (fadiga), dor de cabeça e insônia. Além disso, estudos mostram que após 6 meses de tratamento, a perda de peso provocada pela substância pode ser revertida com facilidade, ou seja, o paciente tem grandes chances de voltar a engordar.

Sertralina
A sertralina é um medicamento antidepressivo e sua ação é semelhante à fluoxetina. Esse remédio é muito pouco utilizado com propósitos de emagrecimento, pois pode causar compulsão alimentar quando ingerido em grandes quantidades.

Por se tratar de um antidepressivo, deve ser prescrito somente para pessoas que sofrem de obesidade associada à depressão, ou então em casos de obesidade relacionados ao Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Efeitos colaterais
Os efeitos colaterais mais comuns do consumo de sertralina incluem insônia, sonolência, tontura, dor de cabeça, diarreia, boca seca, náusea (enjoo), distúrbios da ejaculação e fadiga (cansaço).

Bupropiona
A bupropiona é o antidepressivo mais utilizado para tratar da obesidade, pois ajuda a controlar a compulsão. Ela atua de forma similar com fumantes que desejam parar de fumar. Só pode ser utilizado sob expressa indicação médica.

É um medicamento de uso controlado com retenção de receita. Só pode ser indicada para pacientes que possuem algum tipo de problema psiquiátrico, como a depressão ou a compulsão alimentar.

Se o paciente não se esforça tentando adotar dieta e exercícios físicos na sua rotina, este medicamento é contraindicado.

Efeitos colaterais
A bupropiona pode causar insônia, boca seca, cefaleia e, em casos mais graves, convulsões, taquicardia, hipertensão, urticária e manchas na pele.

Sibutramina
A sibutramina atua em alguns neurotransmissores como serotonina, noradrenalina e dopamina, para reduzir o apetite.

Ela é indicada, principalmente, para pacientes com o IMC superior a 30 e atua reduzindo o apetite e aumentando o metabolismo.

Efeitos colaterais
Este medicamento é especialmente contraindicado para pessoas com diabetes, hipertensão ou risco aumentado para doenças cardiovasculares. Seus efeitos colaterais incluem boca seca, constipação, dor de cabeça e insônia.

Saxenda
A Saxenda possui como princípio ativo a liraglutide, uma substância usada também para tratar a diabetes. Acontece que pesquisas recentes constataram que esse princípio ativo atua reduzindo a sensação de fome, além de melhorar os níveis de glicose no sangue.

Foi aprovado pela Anvisa em 2016 e seu uso é um pouco mais complicado que os demais. Ao invés de ser usado pela via oral, a Saxenda deve ser injetada diretamente sobre a pele.

Este medicamento só pode ser utilizado sob a expressa indicação médica.

É indicado para ser utilizado em conjunto com dieta e exercícios em pacientes adultos que possuem um IMC acima de 30 ou IMC acima de 27 com alguma condição relacionada ao excesso de peso, como a hipertensão, diabetes tipo 2 ou alterações no colesterol.

Pessoas com distúrbios metabólicos podem aceitar melhor esse medicamento, pois ele não afeta o pâncreas. Além disso, não causa alterações no estado de humor dos pacientes, ao contrário de outros remédios para emagrecer.

Efeitos colaterais
Pode causar o desenvolvimento de pancreatite, cálculos na vesícula biliar e risco de hipoglicemia, especialmente em pacientes com diabetes tipo 2.

Cloridrato de lorcaserina
O cloridrato de lorcaserina atua no cérebro inibindo o apetite e aumentando a saciedade, além de acelerar o metabolismo e só pode ser utilizado sob orientação médica.

É indicado para adultos obesos, com IMC igual ou superior a 30. Pessoas com IMC 27 ou superior e que apresentem algum problema de saúde causado pela obesidade também podem receber a indicação do remédio.

Efeitos colaterais
Pode causar dor de cabeça, aumento na frequência cardíaca, infecções respiratórias, sinusite, nasofaringite, náuseas, depressão, ansiedade e propensão ao suicídio. Também foram observados casos de inchaço de mama, em mulheres e homens, secreção mamilar ou ereção do pênis com duração superior a 4 horas (priapismo).

Anfetaminas (Anfepramona, Femproporex e Mazindol)
As anfetaminas são drogas muito perigosas e fazem parte de uma classe de medicamentos denominados anorexígenos, pois agem diretamente na redução do apetite.

Sua comercialização foi proibida pela Anvisa em 2011, pois não existem estudos suficientes que comprovem sua segurança e eficácia e também porque possuem muitos efeitos colaterais perigosos, sendo semelhantes ao de outras drogas como a cocaína e o crack.

Efeitos colaterais
Elas não melhoram o metabolismo do paciente e nem mesmo promovem a reeducação alimentar. Além disso, elas podem causar alterações comportamentais como ansiedade, insônia, irritabilidade, tremores e depressão.

Curiosidade: as anfetaminas agem também como estimulantes e foram muito utilizados durante a Segunda Guerra Mundial pelos soldados nazistas, no intuito de que eles ficassem mais alertas no campo de batalha.

Xenical
O xenical tua inibindo as enzimas lipases, que são produzidas no pâncreas e são responsáveis pela quebra das moléculas de gordura. Dessa forma, ele faz com que aproximadamente 30% da gordura que seria absorvida pelo organismo seja eliminada diretamente nas fezes.

Hoje em dia só pode ser comprado com retenção de receita médica e só é indicado para pacientes obesos.

O produto pode ajudar a reduzir o LDL e, por não interferir com o metabolismo ou com a saciedade, não tem efeitos colaterais tão severos quanto os outros medicamentos.

Efeitos colaterais
Pode causar incontinência e fezes moles, além de flatulência e dores intestinais. Além disso, vitaminas lipossolúveis, como a A, D, E e K, podem deixar de ser absorvidas, ocasionando uma deficiência vitamínica.

Remédios que não precisam de receita
Quitosana
A quitosana é uma fibra natural de origem animal encontrada na carapaça de crustáceos como camarão, lagosta e caranguejo. Ela é muito utilizada para fins emagrecedores, pois é capaz de se agrupar a um volume de gordura até 8 vezes maior do que seu peso.

Esse conjunto de fibras e gorduras é eliminado naturalmente pelo organismo através do trato digestivo, sem que a gordura seja absorvida pelo corpo.

É indicado para pessoas que querem emagrecer de maneira mais “natural”, sem o uso de medicamentos que interfiram no apetite e em outras funções neurológicas.

Efeitos colaterais
Ainda que seja uma opção mais “natural”, seus efeitos são bastante indesejáveis, como náuseas e visão borrada, além de desconforto ocular, tontura, dermatite, enfraquecimento das unhas, queda capilar, cansaço muscular, distúrbios digestivos e, em idosos, pode causar alucinação.

Por isso, não é indicada para pessoas hemofílicas, pois pode ocasionar hemorragias devido à alta concentração de atropina. Em diabéticos, pode alterar o funcionamento do pâncreas e a produção de insulina. Em mulheres grávidas, pode afetar a formação do feto devido à grande concentração de selênio.

Orlistat
O Orlistat não atua na saciedade, na fome e nem em outros mecanismos metabólicos. Tudo que faz é interferir na absorção de gordura pelo organismo, inibindo que até 30% dela seja metabolizada.

Assim como na Quitosana, os excessos de gordura são eliminados através das fezes. Por conta disso, esse medicamento é usado majoritariamente como um coadjuvante junto a outros remédios para emagrecer.

É comumente indicado para pessoas com dieta rica em gordura e que tem dificuldade em controlar a alimentação.

Efeitos colaterais
Ele pode causar diarréias, caso a pessoa ingira muita gordura em uso concomitante ao medicamento.

Quando podem ser usados?

Os remédios para emagrecer podem ser usados somente no tratamento para obesidade e por pessoas que apresentem algum problema de saúde causado pelo sobrepeso, como pressão alta, diabetes tipo 2 ou propensão à problemas cardíacos.

É recomendado que só se faça o uso com expressa indicação médica, pois esses medicamentos possuem diversos efeitos colaterais e podem ser prejudiciais para saúde se usados sem controle e por muito tempo.

Por isso, a maioria só é vendida com a prescrição médica. Em todos os casos, seu uso deve ser aliado à exercícios físicos e reeducação alimentar, se não, seu efeito prático perde o sentido e o paciente pode voltar a ganhar peso e, muitas vezes, isso pode servir de trampolim para que a pessoa engorde ainda mais.

Como usar?
Os métodos de tomar cada medicamento vão variar de acordo com o tipo de remédio prescrito. Confira:

Fluoxetina:recomenda-se a ingestão de 1 dose de 60mg por dia;
Sertralina: os médicos normalmente vão recomendar 1 comprimido ao dia;
Bupropiona: normalmente será aconselhado o uso de 1 comprimido por dia;
Sibutramina:os médicos normalmente recomendam tomar 1 cápsula de manhã, em jejum;
Saxenda:é aconselhado 1 injeção de Saxenda por dia;
Cloridrato de lorcaserina:os médicos normalmente indicam a ingestão de 2 comprimidos por dia, um antes do almoço e outro antes do jantar;
Xenical: é aconselhado tomar 1 comprimido antes da refeição;
Quitosana: recomenda-se a ingestão de um comprimido antes do almoço e 1 comprimido antes do jantar;
Orlistat: é aconselhado tomar 1 comprimido antes da refeição.
Contraindicações
Como são muitos os remédios para emagrecer, dividimos as contraindicações para cada um deles. Confira:

Fluoxetina
A fluoxetina é contraindicada para pessoas com hipersensibilidade conhecida à substância. Também não deve ser usada em combinação com Inibidores de Monoaminoxidase (IMAOs) e tioridazina.

Não deve ser utilizado em mulheres grávidas ou amamentando sem a expressa indicação médica. Em pacientes portadores de diabetes, seu uso deve ser controlado e supervisionado de perto pelos especialistas.

Sertralina
No intuito de emagrecimento, o remédio é contraindicado para menores de 18 anos, pacientes com hipersensibilidade conhecida à substância e o uso concomitante com IMAOs e pimozida está proibido.

Mulheres que amamentam só devem fazer uso da medicação depois que a avaliação médica concluir que os benefícios superam os riscos.

Bupropiona
A bupropiona é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade conhecida à substância ou qualquer componente da fórmula, pacientes com histórico de epilepsia ou transtornos convulsivos e em processo de descontinuação de abrupta do uso de sedativos ou álcool.

Pacientes com diagnóstico atual ou prévio de bulimia ou anorexia nervosa não devem utilizar o medicamento. Também é contraindicado para pacientes que fazem uso de qualquer outro medicamento que contenha bupropiona, pois o risco de convulsões aumenta com a dosagem.

Pessoas que se submetem a tratamentos com IMAOs também não devem fazer uso da bupropiona.

Sibutramina
A sibutramina é contraindicada para:

Pacientes com histórico de diabetes tipo 2 com pelo menos 1 outro fator de risco, como hipertensão controlada por medicação, dislipidemia, prática atual do tabagismo ou nefropatia diabética com evidência de microalbuminúria;
Pacientes com histórico de doença arterial coronariana, insuficiência cardíaca congestiva, taquicardia, doença arterial obstrutiva periférica, arritmia ou doença cerebrovascular, como AVC;
Pacientes com hipertensão controlada inadequadamente;
Pacientes com histórico ou presença de transtornos alimentares, como anorexia ou bulimia;
Pacientes fazendo tratamento com IMAOs.
Xenical
É contraindicado para pessoas com hipersensibilidade à qualquer um dos componentes da fórmula e portadores de problemas crônicos de absorção intestinal ou de problemas na vesícula biliar.

Saxenda
A saxenda é contraindicada para mulheres grávidas e pessoas com hipersensibilidade à qualquer componente da fórmula.

Orlistat
É contraindicado para pessoas com síndrome de má absorção crônica, colestase e pacientes com hipersensibilidade à qualquer um dos componentes da fórmula.

Efeitos colaterais
Os remédios para emagrecer contém riscos e por isso só podem ser tomados com acompanhamento médico. Entenda os riscos relacionados ao uso desses medicamentos:

Vício
Como a maior parte dos medicamentos para emagrecer são controlados, eles podem ocasionar em vício. Por isso, os médicos devem ser muito cuidadosos na hora de prescrevê-los e no tempo de duração do tratamento.

Desenvolvimento de tolerância
De fato, os medicamentos para emagrecer podem funcionar. Entretanto, após mais ou menos 6 meses de tratamento, a maioria deles começa a perder o efeito. Algumas pesquisas ainda suportam a hipótese de que esses medicamentos podem causar ganho de peso com o uso continuado.

Complacência
Muitos pacientes acreditam que os remédios para emagrecer são pílulas mágicas que vão ter efeito por conta própria e por isso não adaptam seu estilo de vida. Não param de comer tanto e não aderem à prática de exercícios físicos.

O que deve ser sempre levado em conta é que esses medicamentos só vão ter efeito de verdade se utilizados com acompanhamento médico e com mudanças no estilo de vida, como uma reeducação alimentar.

Uso indiscriminado
Os medicamentos para emagrecer não devem ser usados por pessoas que não são obesas ou que só desejam uma boa aparência. Como dito anteriormente, eles são para pessoas com IMC acima de 30 ou que têm IMC 27 ou superior aliado à problemas relacionados ao sobrepeso, como diabetes tipo 2 e problemas no coração.

Deficiência vitamínica
Os bloqueadores de gordura percebem todas as gorduras como sendo ruins. Entretanto, se a gordura não for absorvida da maneira correta, isso pode ocasionar problemas como deficiência vitamínica, já que muitas delas são lipossolúveis.

Problemas psiquiátricos e no metabolismo
Embora muitos dos efeitos colaterais sejam brandos, muitos deles incluem aumento da pressão arterial e batimentos cardíacos, dores de cabeça, prisão de ventre, diarréia, insônia, nervosismo boca seca, irritabilidade, entre outros.

Os medicamentos que também são antidepressivos possuem riscos associados ainda maiores, pois podem trazer uma série de problemas psiquiátricos e até aumentar as chances de suicídio.

Preço e onde encontrar
Como existem diversas alternativas de remédios para emagrecer, seus preços variam bastante entre si. Confira:

Fluoxetina: Varia de R$9,00 até R$60,00;
Sertralina: De R$24,00 até R$80,00;
Bupropiona: O preço pode variar de R$50,00 até R$140,00;
Sibutramina: Entre R$50,00 e R$130,00.
Xenical:A caixa com 42 cápsulas varia de R$109,00 a R$154,00, enquanto a caixa com 84 cápsulas custa entre R$120,00 a R$265,00;
Saxenda:De R$550,00 a R$860,00;
Orlistat:De R$90,00 até R$190,00;
Cloridrato de lorcaserina: Aproximadamente R$450,00;
Quitosana: Entre R$40,00 e R$60,00.
Esses medicamentos podem ser encontrados em farmácias por todo o Brasil. No Consulta Remédios é possível comparar os preços e encontrar as principais lojas que entregam em sua região. Lá você também pode ler a bula completa!

Alternativas naturais

É importante ressaltar que essas alternativas trazem resultados efetivos e mais evidentes e duradouros quando aliados a uma alimentação saudável e à prática regular de exercícios.

Remédios naturais
Os remédios naturais normalmente são feitos à base de produtos que melhoram o funcionamento do organismo como um todo.

Entretanto, esses medicamentos são contraindicados para mulheres grávidas ou que amamentam, crianças e pessoas com pressão alta ou problemas cardíacos. O ideal é que sejam prescritos pelo médico ou nutricionista.

Chá verde
Acredita-se que o chá verde possui a propriedade de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura, podendo ser consumido em cápsulas ou então em forma de chá.

É um grande aliado dos exercícios físicos. Deve-se consumir de 3 a 4 xícaras de chá por dia ou então tomar 2 cápsulas pela manhã ou pela tarde. Entretanto, é contraindicado para pessoas com sensibilidade à cafeína ou com problemas cardíacos.

MaxBurn
Trata-se de um suplemento feito à base de chá verde e açaí. Pode aumentar o metabolismo e diminuir o apetite. Deve-se tomar uma cápsula antes do almoço e do jantar. A venda deste medicamento, entretanto, é proibida pela Anvisa.

Goji Berry em cápsulas
Este medicamento é feito a partir do fruto fresco e pode atuar no organismo como um antioxidante e anti-inflamatório, devendo-se tomar 1 cápsula antes do almoço e do jantar.

Remédios caseiros
Os remédios caseiros podem ser uma opção para pessoas que querem emagrecer sem fazer uso de medicamentos. São considerados mais seguros que os demais por conta dos menores efeitos colaterais.

Entretanto, antes de iniciar qualquer tratamento caseiro, consulte um médico ou nutricionista.

Água de berinjela
Corte 1 berinjela em cubos e deixe em molho em 1 litro de água durante a noite. Pela manhã, bata tudo no liquidificador e consuma ao longo do dia, sem adicionar açúcar.

Água de gengibre
Adicione de 4 a 5 rodelas ou 2 colheres de sopa de raspas de gengibre em 1 litro de água gelada, bebendo a mistura ao longo do dia. Para obter resultados mais efetivos, o gengibre deve ser trocado diariamente.

Chá diurético de ervas
Para prepará-lo, adicione 10g de alcachofra, cavalinha, sabugueiro, louro e anis em 1 litro de água fervente. Desligue o fogo e abafe a panela, deixando descansar por 5 minutos. Beba o chá ao longo do dia e siga o tratamento durante um período de 2 semanas.

Extrato de faseolamina
Esta opção pode neutralizar o amido, uma substância presente em alimentos como batatas, pão e arroz, que é facilmente transformado em glicose e armazenado no fígado e células de gordura.

Recomenda-se uma dose diária de 1.500mg por dia.

Hidroxicitrato
Acredita-se que este medicamento é capaz de reduzir o apetite de maneira natural. São recomendadas doses diárias de aproximadamente 4.500mg.

Leia também: Kifina funciona

EGCG
Este componente está presente no chá verde e acredita-se que ele auxilia bastante na queima calórica. Se o chá possuir pelo menos 50% de EGCG, o que equivale a aproximadamente 300mg, já será possível aproveitar seus benefícios.

Picolinato de cromo
O picolinato de cromo pode ter um grande efeito sobre a gordura corporal, além de aumentar a massa magra, o que contribui bastante para a perda de peso. Entretanto, seus efeitos ainda levantam dúvidas entre muitos pesquisadores, então pode ser que os resultados não sejam de fato reais.

Recomenda-se a ingestão de uma dose diária de 200mcg por dia.

Outras dicas sobre como emagrecer você pode encontrar em “Como perder barriga”.

Perguntas frequentes
Os remédios para emagrecer podem ser usados em quem não tem obesidade?
Não! A indicação para os remédios para emagrecer é exclusiva para pessoas que estão com obesidade ou sobrepeso relacionado à outras doenças, como diabetes e problemas no coração.

Pessoas que não apresentam nem obesidade nem sobrepeso não devem tomar os remédios, pois muitas vezes seus malefícios superam os possíveis benefícios.

Além disso, muitos dos remédios para emagrecer são também remédios para ansiedade e depressão. Nesses casos, eles só devem ser tomados por pacientes obesos e que também apresentem quadros depressivos.

Crianças podem tomar?
Depende. Para a maioria das crianças, uma simples reeducação alimentar e a prática de exercícios físicos são suficientes para garantir a perda de peso.

Entretanto, quando a obesidade se torna um fator de risco para o surgimento de outras doenças, o uso de remédios pode ser considerado. Todavia, remédios que tem efeito no sistema nervoso central não são os indicados nesses casos. O que pode ser receitado para crianças, quando for necessário, são remédios bloqueadores de gordura.

Leia também: Kifina Comprar

O uso prolongado pode causar dependência?
Mesmo que o grau de dependência desses medicamentos seja baixo, eles podem sim causar dependência física e psicológica.

Os remédios para emagrecer devem ser utilizados apenas em último caso e em conjunto da prática da reeducação alimentar e prática de exercícios físicos, para que seu uso seja descontinuado depois de os objetivos serem atingidos.

Eles causam sudorese excessiva?
Especialmente os medicamentos termogênicos, isto é, que interferem com o gasto calórico e com o metabolismo, podem ter esse efeito. Entretanto, esses medicamentos têm sido pouco utilizados por conta dos seus efeitos colaterais.

Existe perda de massa magra?
Se o uso desses medicamentos não for feito em conjunto com a prática de exercícios físicos, a perda de massa magra tende a acontecer, sim.

Os remédios para emagrecer possuem muitos riscos. Apesar de uma variedade deles serem usados em outros países, muitos são proibidos no Brasil por conta dos seus efeitos colaterais. Eles devem ser usados somente por pessoas que possuem indicação médica, já que muitas vezes os riscos superam os benefícios.

7 dicas de como emagrecer sem fazer dieta

7 dicas de como emagrecer sem fazer dieta

Dieta da proteína, do glúten, da sopa e todas as outras que viram moda podem até funcionar, mas não mais do que um ou dois meses. Especialistas garantem que regimesmuito severos não funcionam à longo prazo, o que quer dizer que as pessoas tendem a voltar a engordar, já que não conseguem aguentar a “rigidez alimentar” por muito tempo. A verdade é que para emagrecer, as pessoas precisam adotar bons hábitos e aprender a comer de forma saudável.

#ProjetoVerão: em ESPECIAL, o que você precisa saber para chegar com o corpo em forma na estação

Além de seguir a boa e velha regra de optar por alimentos saudáveis, naturais, integrais, comer a cada três horas e fazer todas as refeições do dia, dando preferência a carboidratos complexos, proteínas, verduras, legumes e frutas e evitando frituras e doces, existem algumas dicas que podem auxiliar e otimizar a perda de peso. Confira:

Leia também: Phytophen Anvisa

1. Concentre-se na mastigação

De acordo com uma pesquisa recente, quanto mais tempo você passar mastigando os alimentos, menos calorias você vai ingerir. O estudo constatou que as pessoas que mastigavam cerca de 40 vezes cada garfada comeram 12% menos do que aqueles que mastigavam apenas 15 vezes. Este resultado significa que quanto mais rápido você come, mais quantidade de alimentos vai consumir. A explicação para isso é que o organismo demora 20 minutos após o início da refeição para sinalizar que está satisfeito. Como a mastigação é a primeira etapa da digestão, é importante triturar bem os alimentos para que ocorra a absorção correta dos nutrientes e produza a sensação de saciedade. E lembre-se, o estômago não tem dentes para triturar os alimentos, portanto, mastigue-os bem antes de engolir.

2. Coma sempre dentro de uma hora depois de acordar

Sabe aquela história de que você não consegue tomar café da manhã porque vive na correria? Para quem quer emagrecer, este hábito tem o efeito oposto. Isto porque é a refeição mais importante do dia e é comprovado que as pessoas que comem pela manhã são mais magras do que aquelas que pulam esta refeição. O ideal é comer dentro de uma hora depois de acordar, afinal ficamos horas seguidas sem comer enquanto dormimos.

— Durante a noite nosso corpo continua trabalhando, mas em jejum e é de manhã que nós vamos repor todos os nutrientes necessários para iniciar o dia —, diz a nutricionista Eliane Romantini.

Além disso, de acordo com a especialista, a exclusão do café da manhã faz com que a pessoa fique com muita fome durante o dia e tenha descontrole na velocidade de comer, na quantidade e qualidade da alimentação, optando por comidas mais calóricas, como frituras, alimentos açucarados e gordurosos.

Outro motivo que prova que tomar café da manhã pode ajudar na perda de peso, segundo os nutrólogos Luís Carlos Silveira e Mariela de Oliveira Silveira, do Kurotel Centro de Longevidade e SPA, é que pelo fato da pessoa estar de estômago vazio, os nutrientes que forem ingeridos serão melhores absorvidos.

— Um dos momentos do dia que estatisticamente as pessoas comem mais frutas, é no café da manha. Se isso ocorrer, vitaminas e minerais importantes no processo metabólico saudável (como cromo e zinco, por exemplo) poderão ser melhores absorvidos. Isso possibilitará melhor síntese de açúcares e gorduras, reduzindo o depósito adiposo excessivo —, afirmam.

Portanto se você quer emagrecer nada de ficar pulando refeições importantes como o café da manhã, caso contrário já sabe: aumento de peso na certa! O importante é fechar a boca para alimentos gordurosos.

— O que deve ser evitado, mas muitas pessoas costumam ingerir de manhã, são alimentos com baixo valor nutricional e alto teor calórico, como refrigerante, salgadinhos, produtos a base de gordura vegetal hidrogenada, como croissant, bolacha recheada, frios gordurosos, como salame, mortadela —, explica Eliane.

A nutricionista dá dicas para um café da manhã reforçado, saudável e indispensável para o dia a dia de quem se preocupa com o corpo e com a saúde.

— O ideal é que a alimentação seja equilibrada e que a pessoa consuma pelo menos uma fonte de proteína, como leite, queijo, iogurte, ovos. Pelo menos uma fonte de carboidrato, de preferência pães, torradas e cereais integrais e uma fonte de alimentos que fornecem vitaminas e minerais, como sucos e frutas —, indica.

:: Dieta sem glúten emagrece? Tire as principais dúvidas
:: Picolé de whey protein: será que a moda pega?

3. Mantenha o foco no que você está comendo

Não prestar atenção e não se concentrar na comida é outro erro bastante comum que as pessoas costumam cometer. Assistir TV, falar ao telefone ou ouvir música enquanto come pode dificultar a perda de peso. Isso porque o cérebro das pessoas que se alimentam distraídas com outra coisa pára de receber sinais de que está comendo. Um estudo da Universidade de Bristol apontou que as pessoas que comiam enquanto faziam outras atividades, ingeriam o dobro de alimentos do que aquelas que se concentravam na alimentação.

:: Perigo! Efeito sanfona pode prejudicar a saúde; saiba como fugir
:: Detox funciona? E eliminar carboidratos? 12 verdades nuas e cruas sobre as dietas

4. Prefira consumir alimentos crus

Cozinhar demais a comida pode reduzir muito a quantidade de nutrientes dos alimentos e quando nosso organismo não tem nutriente suficiente, não se sente satisfeito e a pessoa começa a sentir fome mais rápido. Por isso, é importante comer alimentos crus, como peixe, legumes e verduras. Para quem tem um sistema digestivo sensível e não pode comer alimentos crus, a dica é cozinhá-los por menos tempo possível. Lembre-se: quanto menos você cozinhá-los, mais nutrientes restarão nos alimentos.

5. Não coma alimentos gordurosos à noite

Quem é que nunca acordou com “ressaca alimentar”? É aquela sensação desconfortável no dia seguinte em que você comeu demais à noite. E já que a comida é um combustível, pense na seguinte teoria: o corpo precisa que você gaste a energia que consumiu com o combustível, ou seja, o alimento. Isso quer dizer que comer em grandes quantidades à noite, quando o corpo está relaxado e prestes a descansar não faz sentido.

Portanto, evite comer alimentos gordurosos e calóricos, como frituras e doces. No jantar, o ideal é optar por alimentos mais leves, por isso as carnes brancas são boa pedida. “Esse tipo de carne, em especial o peixe, tem digestão mais rápida e fácil, ou seja, não pesa no estômago, fator que prejudica o sono”, explica a nutricionista Adriana Ávila da clínica Vitay Medicina de Emagrecimento e Estética. À noite, dê preferência às carnes brancas grelhadas ou cozidas. Também invista em alimentos integrais, folhas e frutas.

Leia também: Kifina funciona

6. Coma em pequena quantidade e muitas vezes por dia

Nunca passe mais de três horas sem comer. Isso porque, de acordo com a nutricionista Eliane Romantini, ficar muito tempo sem se alimentar faz com que o organismo libere cortisol, hormônio do estresse, que aumenta a glicemia (açúcar no sangue). Com isso, há excesso na produção de insulina, hormônio relacionado ao acúmulo de gordura abdominal. Além disso, quem passa muito tempo sem comer, fica com muita fome e exagera na quantidade de alimentos da próxima refeição. Também aumenta as chances de escolher alimentos gordurosos e muito calóricos.

Por isso, o ideal é comer de 3 em 3 horas, pequenas quantidades de comida, ficando atenta à qualidade dos alimentos que escolher ao longo do dia.

Não beba durante as refeições

Leia também: Kifina Anvisa

Evite beber líquidos durante as refeições. Ingerir bebidas enquanto come dificulta a digestão, porque dilui o ácido do estômago e a absorção de nutrientes fica mais difícil. Isso resulta em fermentação, inchaço e gases. Por isso, o indicado é beber água 15 minutos antes ou depois das refeições.

Além disso, de acordo com uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, beber dois copos de água 30 minutos antes de se alimentar pode ajudar a emagrecer.

— Quando estamos de estômago vazio, nosso organismo libera hormônios que facilitam absorção de carboidratos, por exemplo. Se a pessoa bebe água antes das refeições, esses hormônios são diluídos, o que impede a absorção rápida dos nutrientes —, explica o nutrólogo Hélio Osmo.

Colágeno: emagrece, deixa a pele firme e protege os ossos

Colágeno: emagrece, deixa a pele firme e protege os ossos

Saiba como tirar proveito dos inúmeros benefícios dessa substância

O sucesso do colágeno hidrolisado não é de hoje. Há pelo menos três anos ele conquistou o público feminino com a promessa de firmar a pele e amenizar a fome. De lá para cá, a procura por essa substância – até então encontrada apenas em cápsula, sachê e bala manipulada -, triplicou. E, para acompanhar a demanda, as opções de produtos prontos com colágeno hidrolisado também aumentaram bastante. É só dar uma olhada na prateleira das farmácias e supermercados: além de balas e bombons de diferentes formatos, ele pode ser encontrado em águas aromatizadas, barrinha de cereais e até granola.

E as mulheres, claro, são as maiores consumidoras. Mas será que funciona mesmo? Ainda há poucas pesquisas científicas sobre o assunto, mas a maioria delas afirma que, sim, o colágeno ajuda a combater os quilinhos extras e a adiar o envelhecimento precoce.

O segredo dessa substância está no fato de ser uma proteína que o próprio organismo é capaz de produzir. Uma de suas principais funções é formar as fibras que dão sustentação à pele. Cabelo, unhas, ossos e cartilagens (tecidos que amortecem as articulações) também são beneficiados. Ou seja, ela garante que o corpo funcione bem por dentro e fique bonito por fora.

Confira também: Quer reforçar seu colágeno? Vá de chá de hibisco e vitamina C. O que é colágeno em pó

Porém, pesquisas mostram que, a partir dos 30 anos, mesmo com uma alimentação balanceada, há uma perda anual em torno de 1%. Dos 50 anos em diante, a queda é bem mais drástica. A produção de colágeno cai para apenas 35%, em média. “O que as mulheres mais sentem é a redução da elasticidade e a hidratação da pele”, alerta a nutricionista Tatiana Pimentel, de Santos (SP). Daí para aparecer rugas, celulite e flacidez é um pulo. É por isso que muitos nutricionistas, nutrólogos e dermatologistas consideram a suplementação com o colágeno hidrolisado importante a partir dos 30 anos e essencial depois dos 50.

Colágeno na dose certa
Extraído do osso e da cartilagem do boi, o colágeno presente nos suplementos deve ser hidrolisado – ou seja, passar pelo processo de hidrólise (quebra pela água das moléculas de proteína) para que possa ser absorvido facilmente pelo organismo. Nesse formato, ele é considerado alimento pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, portanto, você pode comprá-lo sem prescrição médica.

Leia também: Skin renov

Mas, para obter os efeitos esperados, precisa acertar na dose. Em uma avaliação da Clínica Medcin Instituto da Pele, em São Paulo, os pesquisadores observaram que o consumo de 5 gramas de colágeno por dia, durante seis meses, foi capaz de melhorar a pele das pacientes entre 35 e 60 anos. Houve um aumento de 5,5% na firmeza e 10% na elasticidade. Mas a maioria dos especialistas recomenda uma dose um pouco maior: de 8 a 10 gramas de colágeno por dia.

Amigo da perda de peso
Quem está na faixa dos 20 pode ficar tranquila: ainda não é hora de aderir a doses extras dessa proteína. Uma dieta caprichada em alimentos que estimulam o organismo a produzir colágeno é suficiente.

Leia também: comprar Colágeno em pó

Agora, se você vive estressada, fuma, abusa do sol e dos doces, ele começa a falhar mais cedo. Resultado: “A elasticidade da pele fica comprometida, surgindo flacidez e até estrias”, diz a dermatologista Carmem Durazzo, da Clínica Cliniderm, em São Paulo. E, sozinha, a dieta pode não dar conta. A suplementação pode ser indicada antes dos 30 anos para auxiliar na perda de peso, pois ameniza e adia a fome.

E mais: Colágeno: por que o suplemento é bom para a saúde e ajuda no esporte

“Diluído na água ou no suco, o colágeno em pó preenche o estômago rapidamente e faz com que o processo de esvaziamento aconteça mais devagar, prolongando a sensação de saciedade”, explica a nutricionista Sheila Mustafá, da Clínica Sheila Mustafá Nutrição e Estética, em São Paulo. Com isso, você consome menos calorias e emagrece e, ainda, diminui o risco de ficar flácida.

“O colágeno ajuda a manter a pele hidratada, melhorando a qualidade das fibras de sustentação”, complementa Sheila. Se você tiver oportunidade, consulte um profissional que possa prescrever o suplemento de acordo com suas necessidades. O resultado, com certeza, vai ser ainda melhor!

Dieta com colágeno
O suplemento não diminui a importância de uma dieta rica em alimentos que estimulam a produção de colágeno no organismo. Essa lista inclui carne magra, frango, peixe e ovo (especialmente a clara). Invista também em legumes, verduras, frutas e castanhas. “Eles têm os nutrientes (vitaminas A, C e E, selênio e zinco) que garantem a absorção do colágeno”, avisa o nutrólogo Mohamad Barakat, de São Paulo.

E a gelatina de caixinha? A proteína usada na composição não é hidrolisada (ou seja, é difícil de ser absorvida). Mas não deixa de ser uma boa opção de sobremesa leve. Apenas tenha o cuidado de escolher um tipo sem corantes artificiais, pois são substâncias que prejudicam a pele.

Bom para quem malha
Se você malha, tem mais um bom motivo para adotar o suplemento: ele é aliado das articulações. Em 2006, durante o encontro do American College of Sports Medicine, em Indianápolis, nos Estados Unidos, a apresentação de um estudo alemão com 100 atletas, de 15 a 80 anos, mostrou que o consumo de colágeno hidrolisado traz uma melhora importante nas articulações. Após 12 semanas consumindo 10 gramas do suplemento por dia, 79% dos participantes apresentaram maior mobilidade dos joelhos e dos quadris. A maioria relatou menos dor nessas articulações ao realizar exercícios de esforço e ao subir escada. Uma parte dos atletas também teve menos desconforto nos ombros.

Diferentes formas do suplemento
Sachê: é a versão mais indicada para diminuir a fome e prolongar a saciedade. O conteúdo de um sachê costuma ter o colágeno hidrolisado na dose diária recomendada – ou seja, de 8 a 10 gramas. Há ainda a opção de você mandar manipular o pó, que pode ser diluído na água, no suco ou no iogurte.

Cápsula: atende a quem não gosta do sabor adocicado do pó. Mas, para atingir a dose diária, você tem de consumir de 10 a 12 cápsulas por dia. E não traz a mesma saciedade da primeira versão.

Água aromatizada: algumas marcas concentram na garrafinha, geralmente entre 300 e 360 mililitros, a dose diária recomendada de 10 gramas de colágeno.

Bala: essa opção costuma oferecer em torno de 1,5 grama de colágeno por unidade. É bem pouco, mas vale para complementar o consumo diário da proteína. A bala também tem a vantagem de estimular a mastigação, além de enganar a vontade de comer um docinho.

Bombom: assim como a bala, tem pouco colágeno. Consuma-o como opção de um docinho que traz um benefício extra.

Granola, barra de cereais & cia.: optar por esses produtos também ajuda a complementar a dose diária de colágeno. Mas cuidado com os produtos carregados de açúcar e corantes – substâncias com fama de prejudicar a qualidade da pele.

Tratamento diário para a disfunção erétil chega ao Brasil

Tratamento diário para a disfunção erétil chega ao Brasil

Sem tratamento, a disfunção erétil compromete não só a vida sexual do homem, como também a qualidade de vida (Foto: Divulgação)
No Brasil, mais de 40% dos homens com mais de 40 anos convivem com a disfunção erétil, caracterizada como a incapacidade em obter ou manter uma ereção satisfatória para uma relação sexual. Essa é uma estimativa da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), que ainda mostra como esse percentual sobe com o avançar da idade: cerca de 60% dos homens a partir de 60 anos apresentam algum grau de dificuldade de ereção, que aumenta progressivamente nos anos seguintes.

Em alguns casos, é necessário o uso de medicações para tratar o problema. Em linhas gerais, esses remédios devem ser tomados quando o homem sabe que terá uma relação sexual. E até a próxima quarta-feira (15/9), mais uma opção terapêutica estará disponível nas farmácias. Trata-se de uma medicação que deve ser tomada diariamente, capaz de driblar a impotência sexual dos homens. Remédio para impotência

Pois é, a ala masculina que convive com o problema terá como opção tomar um comprimido todos os dias e, dessa maneira, poderão manter relações sexuais em qualquer momento do dia ou da noite, quando o casal decidir, sem se preocupar com a disfunção erétil.

O fármaco que chega nessa versão é a tadalafila, que faz parte do grupo dos medicamentos que são realmente efetivos. Eles são os inibidores de uma enzima que existe no pênis (a fosfodiesterase tipo 5) e, por isso, promovem um relaxamento da musculatura lisa do órgão sexual masculino.

Sobre a tadalafila diária, conversei com o gerente médico Luiz André Magno, da Eli Lilly, farmacêutica que produz o remédio. Ele me disse que os estudos com o intuito de avaliar a eficácia da medicação nessa versão começaram entre 2003. “Enquanto o paciente tiver impotência sexual, ele poderá usar a tadalafila de forma contínua, desde que exista recomendação médica”, informou Magno.

A versão diária do medicamento chega com 5 mg, diferentemente da opção com o mesmo princípio ativo que chegou primeiro no mercado, na dose de 20 mg, usada quando o homem programa (sabe que vai ter) a relação sexual. É importante destacar que a tadalafila e os seus concorrentes (sildenafila e vardenafila) só promovem a ereção peniana se o homem tiver desejo e estímulo sexual.

Antes de prescrever qualquer fármaco, a medida inicial do médico é orientar o paciente e a sua parceira sobre a sexualidade do casal (Foto: Divulgação)
Ainda para conhecer mais a tadalafila diária e trazer detalhes para o Casa Saudável, entrevistei também o urologista Misael Wanderley Júnior. Ele me explicou que o remédio em questão, na dosagem de 20 mg (ou seja, não é o de uso diário), já pode ser prescrito para o tratamento da impotência da seguinte maneira: o paciente toma um comprimido na quarta e outro no sábado. Ou seja, em dois dias da semana.

“Isso é possível porque a tadalafila tem uma meia-vida longa. Em outras palavras, é um fármaco que demora mais tempo circulando no organismo”, explicou Misael, que acrescentou: “Só a prática clínica vai nos dizer se é melhor prescrever a dose diária de 5 mg ou a dose de 20 mg em dois dias na semana”. O especialista ainda frisa que, ao analisar a equação custo/benefício, é possível saber se o comprimido de tadalafila diário será a primeira escolha quando o paciente precisar fazer uso de remédio para controlar a disfunção erétil.

Nesse sentido, vale informar que, antes de prescrever qualquer fármaco, a medida inicial é orientar o paciente e sua parceira, já que muitas das vezes o desconhecimento da própria sexualidade e o conflito do casal podem ser o agravante do problema.

A segunda medida a ser tomada são as modificações do estilo de vida, que fazem o paciente ter hábitos mais saudáveis, como realizar atividade física regular, cessar o tabagismo, reduzir a ingestão de bebida alcoólica, reorganizar a dieta e adotar um peso ideal, assim como rever as medicações que estão em uso para tratar outros problemas de saúde.

É fundamental ainda orientar o homem com impotência sexual a não fazer uso da automedicação, o que pode piorar o problema. “Uma vez iniciado um tratamento à base de tadalafila de uso diário com recomendação médica, o paciente só deve parar quando o especialista achar viável”, informou Luiz André Magno, que complementa: “Mesmo se o homem viajar e passar um período longe da parceira, não pode deixar de tomar o remédio”. Essa continuidade, por exemplo, faz com que ele fique coberto quando chegar de viagem e permaneça a ter relações sexuais sem problemas.

A outra dosagem de 20 mg de tadalafila também não deve ser tomada sem que o homem converse antes com um médico, já que existem efeitos colaterais. Além disso, o fármaco não pode ser usado conjuntamente com os nitratos, que são medicamentos utilizados para tratar a angina do peito. Essa recomendação ainda vale para os concorrentes da tadalafila: a sildenafila e a vardenafila.

Disfunção erétil pode ser um importante marcador

O diagnóstico da disfunção erétil é clínico – ou seja, o paciente conta para o médico que tem o problema. Hoje, para a investigação básica da impotência, preconiza-se dosar a testosterona (hormônio masculino), a glicose e o colesterol. Dependendo da situação, outros exames são solicitados.

Segundo Dr. Ricardo Meirelles, os médicos devem ficar atentos para o fato de que a impotência sexual pode ser um prenúncio de problemas cardíacos (Foto: Celso Pupo / Divulgação – DC Press)
“Aos 50 anos, cerca de 25% dos homens apresentam algum déficit de deficiência hormonal. E o conjunto de sinais que indica o problema é a perda da libido ou diminuição do interesse sexual”, salientou o endocrinologista Ricardo Meirelles, presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), durante o Endócrino 2010.

“Esse cenário nos leva a uma preocupação em relação ao elo entre disfunção erétil e doenças cardiovasculares. Afinal, a impotência sexual pode ser um prenúncio de problemas cardíacos”, argumentou o endocrinologista. Ele exemplifica que há casos em que a disfunção erétil aparece e, após três anos, vêm o infarto e a angina.

“Nesse sentido, as medicações para tratar a impotência sexual podem ter também efeito positivo diante do controle das doenças cardiovasculares”, continuou Ricardo Meirelles, que acredita ser absolutamente necessário o médico de qualquer especialidade investigar a presença de disfunção erétil entre os pacientes, mesmo que a consulta não tenha o objetivo de analisar a saúde sexual.

“Já fizemos uma enquete entre os sócios da SBEM sobre essa questão. Infelizmente, na época, aproximadamente 30% deles admitiram que nunca questionaram os pacientes sobre impotência sexual. Acredito que esse cenário esteja mudando por causa dos cursos de atualização que a sociedade tem promovido”, disse o presidente da SBEM.

Informações importantes

– No Brasil, a utilização da tadalafila diariamente foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em 25 de janeiro deste ano, mas só agora começa a chegar nas farmácias.

– Segundo a fabricante Ely Lilly, o tratamento com um comprimido diário deixa o homem apto para o sexo dia e noite, quando for o melhor momento para ele e sua parceira, fazendo com que ambos esqueçam a disfunção erétil e retomem a vida sexual. O resultado disso é a espontaneidade.

– Estudos clínicos realizados com 472 homens em vários países, incluindo o Brasil, com até dois anos de acompanhamento, comprovaram a tolerância e a eficácia da terapêutica diária para o tratamento de pacientes com o problema. Os resultados obtidos demonstraram que homens com impotência sexual tratados diariamente com 5 mg de tadalafila durante um e dois anos relataram uma baixa incidência de reações adversas, bem como a melhora da função erétil. Em alguns pacientes, a eficácia tem sido observada no segundo dia de administração diária. Embora, uma dosagem contínua do medicamento no organismo seja obtida em cerca de cinco dias.

Dados sobre disfunção erétil

– Especialistas acreditam que até 90% dos casos de disfunção erétil estão relacionados a uma condição física ou médica como diabete, doenças cardiovasculares e tratamento de câncer de próstata.

– E até 20% da impotência sexual podem ser predominantemente por causa de condições psicológicas. Em muitos casos, entretanto, fatores psicológicos e físicos contribuem para a condição.

– Em recente levantamento feito com 5.653 homens atendidos em 12 cidades (incluindo o Recife), entre março e junho de 2010, pelo Movimento pela Saúde Masculina, projeto itinerante da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) apoiado pela Eli Lilly, foi possível concluir que 1.971 (35%) alegaram sofrer com algum grau de disfunção erétil. Desses, 2% tinham entre 18 a 30 anos; 19% entre 31 a 45 anos; 48% entre 46 a 60 anos e 31% tinham 61 ou mais.