Categoria: Emagrecimento

GEL CORPS HINODE FUNCIONA? REDUTOR DE MEDIDAS, CELULITE E ESTRIAS!

GEL CORPS HINODE FUNCIONA? REDUTOR DE MEDIDAS, CELULITE E ESTRIAS!

GEL CORPS HINODE FUNCIONA? REDUTOR DE MEDIDAS, CELULITE E ESTRIAS! – OLÁ MENINAS, tenho certeza que muitas de vocês estavam curiosas sobre esse produto e os milagres que ele ta fazendo néh?! Haha afinal, como que só um gel pode reduzir medidas, melhorar as estrias e tratar celulite?

Leia também: Womax Gel Lipo funciona

GEL CORPS HINODE FUNCIONA?

GEL CORPS HINODE REDUTOR DE MEDIDAS, CELULITE E ESTRIAS!

O QUE É ?
Primeiramente, ele é um gel redutor de medidas exclusivo da empresa HINODE, desenvolvido para auxiliar na queima de gordura localizada. Sua fórmula é feita com cânfora e mentol, o que causa uma grande sensação de frescor e de calor ao mesmo tempo. Indicado também para tratar estrias e celulite! O que é marah!

Leia também: Kifina é bom

BENEFÍCIOS DO GEL CORPS HINODE:
Auxilia na firmeza da pele e na queima de gordura localizada
Faz a crioterapia, o tratamento a frio
Esquenta e esfria ao mesmo tempo causando a vasodilatação superficial, ajudando a combater a gordura localizada. Relaxa a temperatura da pele, mantendo o equilíbrio térmico.
Trata e melhora o aspecto das celulites e estrias

COMO USAR O GEL CORPS HINODE?
Dependendo da região do corpo, o gel pede massagens específicas para que o efeito seja maior. Especificando por partes do corpo:

Leia também: Phytophen é bom

Barriga: movimentos circulares em sentido horário
Pernas: movimentos amplos, circulares e ascendentes
Braços: movimentos circulares e ascendentes
Bumbum: movimento circulares e de levantamento

Leia também: Phytophen é bom

RECOMENDAÇÃO DA FABRICANTE – Deixar agir por mais ou menos 30 minutos, e não colocar por cima da aplicação do produto manta térmica, plástico ou roupa apertada.

OPCIONAL – Após os 30 minutos de ação você pode remover o gel e usar uma cinta para ajudar a modelar.

NUNCA – Nunca use o produto e exponha ao sol.

ANTES E DEPOIS GEL HINODE – 1 MÊS
Fernanda!! Vai ter antes e depois do gel? CLARO que vai meninas! O antes e depois do gel eu vou colocar aqui atualizando os resultados a cada mês como sempre faço. E também os dados da minha avaliação física, porque o que importa é reduzir medidas e percentual de gordura.

Antes e depois dos primeiros 30 dias usando o Gel da Hinode . Nesse mês melhorei a minha alimentação (em casa mesmo, não fui em uma nutri) e usei os produtos não cheguei a fazer atividades físicas. Mas agora já comecei a academia pra ter resultados ainda melhores!

COMO USEI: Aplicava na pele e deixava agir (sem usar cinta! porque não é recomendado abafar o gel)

Gel Corps Hinode (AQUI) usando o cupom “FERNANDABELEZA” fica por 44,90

MINHA AVALIAÇÃO FÍSICA – ANTES
Como eu falei pra vocês (aqui) no post sobre o meu emagrecimento eu nunca fui uma pessoa fitness, mas chega uma hora que você tem que dar uma atenção especial para o corpo, principalmente quando o seu percentual de gordura está alto. Por isso eu acho muito importante ter os dados da avaliação.

RECOMENDAÇÕES E DICAS!
É bom reduzir o consumo de sal e de alimentos gordurosos. O sal ajuda a reter água no organismo;
Das preferência às verduras, legumes e frutas, pois elas causam sensação de saciedade e eliminam toxinas e líquidos.
Evitar também refrigerantes (o grande amigo da celulite mulherada), eles contém muito sódio e açúcar que costumam se acumular em forma de gordura no nosso corpo.
Beber muita água!

DICA: Como todo e qualquer produto que auxilia em queima de gordura, emagrecimento, melhora da pele e tudo mais, tendem a ter melhores resultados quando associados a uma dieta balanceada e a atividades físicas. Afinal de nada adianta usar um gel redutor de celulite e continuar comendo batata frita dia sim dia não né meninas? Kkkk todas sabemos disso.

ONDE COMPRAR O GEL CORPS DA HINODE?
E agora, onde eu encontro esse gel poderoso? Então meninas o meu como sempre eu comprei online, no site da MaisemCasa vocês encontram o gel e todos os outros produtos da Hinode. Muito legal! Eu vou deixar aqui abaixo o link do gel pra vocês conferirem!

Como a massagem modeladora pode reduzir suas medidas

Como a massagem modeladora pode reduzir suas medidas

Está cansada de se matar na academia ou fazer dietas que não diminuem consideravelmente a sua gordura localizada? Talvez isso seja um problema para ser resolvido com a ajuda dos procedimentos estéticos, como a massagem modeladora.

Isso porque, na maioria das vezes, a utilização dessa massagem modeladora pode ser uma poderosa aliada para combater a gordura localizada.

Perder peso já é difícil, mas algumas gordurinhas parecem insistir em não sair, não é mesmo? Nós te mostramos um pouco mais do procedimento de massagem para acabar com elas!

Você pode tanto procurar um profissional para sessões de massagem como também fazer em casa com a ajuda do Gel Redux. O procedimento é simples e traz grandes resultados com poucos minutos de prática.

Quais os benefícios de uma boa massagem modeladora?
Além de resolver o seu principal problema, que é a gordura localizada, a massagem ajuda na melhora da circulação, evitando que novas gorduras se acumulem.

Com a alta oxigenação do local, também é possível ver uma diminuição nas celulites e o aumento do metabolismo.

Uma boa massagem modeladora, de apenas cinco minutos por dia, pode trazer uma nova forma ao seu corpo. Você só precisa saber a maneira certa de fazer, pesando um pouco a mão para que o resultado realmente apareça.

Potencializando os resultados da sua massagem modeladora
Vale a pena lembrar que a massagem não vai te ajudar a emagrecer totalmente, mas vai te auxiliar na redução de medidas.

Sendo assim, para potencializar os resultados é recomendada a prática de exercícios (mesmo que básicos) e uma dieta equilibrada.

Depois, você pode entrar na nossa seção fitness e ter dicas de exercícios e alimentação para ter o corpo dos sonhos.

Como é feita a massagem modeladora para gordura localizada

Leia também: Kifina reclame aqui
O passo a passo da massagem modeladora é bem simples. Primeiramente você deverá escolher um gel redutor de medidas para utilizar como aliado.

Leia também: massagem modeladora

O Gel Redux é uma ótima opção, e até mesmo sem massagem já ajuda a reduzir medidas se utilizado com frequência.

Leia também: Farinha seca barriga reclame aqui

Massagem modeladora na barriga
Para trabalhar a região do abdômen você deve fazer os movimentos com as mãos bem abertas. Utilizando o creme redutor, faça movimentos circulares no sentido horário.

Leia também: Phytophen reclame aqui

É importante lembrar que os movimentos devem ser feitos com certa pressão para que a região seja realmente modelada.

É possível que surja alguns hematomas ou que a área massageada fique vermelha, mas isso passa com o tempo, além de ser totalmente normal.

O movimento do papel rasgado
Utilize as duas mãos fazendo movimentos contrários. Você vai segurar a pele da região como se estivesse rasgando um papel. Aperte bastante e também não deixe de utilizar o gel para auxiliar na massagem.

Este movimento pode ser feito em todas as regiões de gordura localizada. No entanto, é preciso que você tome cuidado para não machucar, então procure entender a sensibilidade da região ao apertar o local.

Como tocar a pele para uma massagem modeladora
Nós já mostramos que é preciso de força para eliminar a gordura localizada através de massagens. Para reforçar, entenda um pouco mais sobre os movimentos a serem feitos para cada situação.

Na gordura localizada os movimentos devem ser mais firmes e lentos, pois assim a circulação no local aumenta e a gordura encontra o seu lugar, sendo eliminada após entrar em quebra.

As pressões mais leves e rápidas são mais indicadas para flacidez e celulite, pois também ajudam a circulação de sua maneira específica agindo de outra forma e com outros resultados.

Pratique a massagem modeladora todos os dias para resultados mais rápidos
Para fazer sessões com um profissional, é recomendado que sejam pelo menos duas vezes na semana por pelo menos uma hora. Em casa a prática é um pouco diferente e mais fácil.

Com a ajuda de um bom gel redutor você pode fazer os movimentos todos os dias por cerca de cinco a dez minutos. Deixe o gel agir durante um período maior, dessa vez sem massagear seu corpo.

20 alimentos e remédios naturais que ajudam a emagrecer

20 alimentos e remédios naturais que ajudam a emagrecer

Confira alguns alimentos e remédios naturais que podem ser grandes aliados no processo de emagrecimento

Leia também: Phytophen funciona

Os alimentos que ajudam a emagrecer são aqueles que melhoram o trânsito intestinal, combatem a retenção de líquidos, aceleram o metabolismo, enganam a fome e auxiliam na queima de gordura.

Se o objetivo é emagrecer e reduzir medidas, os alimentos a seguir devem ser consumidos… Mas de nada vai adiantar se não houver prática de atividade física regular. Também não se deve exagerar: uma alimentação saudável pobre em açúcar, doces, gordura, frituras e alimentos processados deve ser seguida se o objetivo é o emagrecimento.

Chá verde
Vários estudos confirmam os benefícios do chá verde para o emagrecimento. Rico em catequinas, antioxidantes que estimulam o metabolismo, o chá pode ajudar a queimar mais calorias.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

O chá verde é capaz de atuar no corpo evitando a degradação de noradrenalina, um neurotransmissor essencial que, entre outras coisas, promove a lipólise, a decomposição e eliminação de gorduras.

Gengibre

Raiz com ação antioxidante, baixo valor calórico e rico em vitaminas B3, B6 e C, o gengibre é um termogênico natural que acelera nosso metabolismo e aumenta a queima de gordura do corpo.

Ele ainda facilita a digestão de alimentos gordurosos e melhora o funcionamento do intestino, sendo um bom remédio natural contra desconfortos estomacais, enjoos e indigestão. Você pode usar o gengibre em chás, sucos ou comê-lo em pedaços.

É importante lembrar que, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o uso do gengibre é contraindicado para pessoas com hipertensão.

Aveia
Cereal rico em fibras solúveis e insolúveis, a aveia auxilia na perda de peso pois suas fibras aumentam a sensação de saciedade, auxiliando no controle glicêmico e ajudando a regular o intestino.

Assim, descongestionam nosso corpo de toxinas e gorduras que nos fazem engordar e, inclusive, adoecer. Se quisermos obter uma maior quantidade de nutrientes, devemos consumir a aveia crua.

Pepino
Devido ao seu alto teor de água e baixo teor calórico, o pepino é a fonte ideal para as pessoas que estão querendo perder peso.

Refrescante e diurético, elimina toxinas e ajuda na hidratação. Pode ser consumido em saladas, sanduíches ou como petisco.

Quinoa
Apesar de não conter poucas calorias, a quinoa é riquíssima em proteínas, nutrientes e fibras, promovendo saciedade e ajudando a controlar a fome.

É uma ótima alternativa para substituir o arroz com feijão. Em formato de farinha, ela pode ser misturada no suco ou na comida. Já em forma de grãos, pode ser cozida junto com legumes ou salada.

Ameixa seca
A ameixa seca ajuda a melhorar o trânsito intestinal, combatendo a prisão de ventre e mantendo o corpo saciado por mais tempo. De novo, o mérito é de suas fibras, que, além de estimularem o funcionamento do intestino, saciam a fome com facilidade, auxiliando na perda de peso.

Pouco calórica e prática para carregar, a ameixa seca substitui o doce e pode ser consumida em lanches intermediários ou como sobremesa.

Leia também: Kifina funciona

Mamão
Diurético e rico em fibras, o mamão combate o inchaço na barriga e é indicado para todas as pessoas que sofrem de problemas digestivos, como diarreias, gases, prisão de ventre, gastrite, etc.

Trata-se de uma fruta muito nutritiva, que também é responsável pelo funcionamento correto do metabolismo e por eliminar o excesso de gordura do nosso corpo.

Folhas verdes
Elas são sempre são muito indicadas para quem quer perder peso pois, além de possuírem pouquíssimas calorias e um alto valor nutritivo, elas contêm um alto índice de fibras, as quais promovem saciedade e auxiliam no bom funcionamento de nosso intestino, consequentemente eliminando todas as toxinas desagradáveis e maléficas do nosso corpo.

Goji berry
O goji berry se destaca por ser rico em vitamina C, nutriente que melhora o sistema imunológico, o humor, evita problemas oftalmológicos, derrames e ajuda a emagrecer.

Uma pesquisa publicada em 2011 mostrou que a ingestão diária de suco de goji berry durante 14 dias foi capaz de reduzir a circunferência da cintura e aumentar as taxas metabólicas em seres humanos em relação ao grupo controle que tomou um suco placebo.

Parecidos com uvas passas vermelhinhas, os gojis têm um gosto doce com um toque azedinho, e podem ser acrescentados a sucos, iogurtes, cereais, etc. Compre-os sempre orgânicos.

Nuts
Os nuts (amêndoas, nozes, avelãs, castanhas, macadâmias, pistaches, etc.) são importantíssimos para aumentar os níveis de HDL, o colesterol bom, prevenindo doenças cardíacas. A gordura boa encontrada nos nuts também é ótima para quem está tentando emagrecer porque dá um efeito de saciedade.

Leia também: Remédio caseiro para emagrecer funciona

Os ácidos graxos ajudam a deixar a silhueta mais fina, ativando o metabolismo da queima de gorduras e eliminando o tecido gorduroso que se acumula na região abdominal.

Uma boa dica é ingerir as oleaginosas antes das refeições, pois como as gorduras demoram mais para ser digeridas pelo organismo, a tendência é consumir porções menores.

Grão-de-bico
Grão-de-bico, como a maioria dos legumes, é valioso devido à sua quantidade de fibras – duas xícaras oferecem a quantidade diária completa. Por conta disso e por possuir baixo valor calórico, ele ajuda a emagrecer de forma mais eficiente, diminuindo o apetite.

Chia
Por ser super rica em fibras solúveis, que ajudam na sensação de saciedade, a semente diminui a absorção de colesterol e ajuda a regular a glicemia do sangue. Tem um gosto neutro e é super fácil de ser adicionada a praticamente qualquer alimento, como frutas, saladas ou iogurtes.

Abacaxi
O abacaxi ajuda a emagrecer pois é rico em água e em vitamina C. Com poucas calorias, combate a retenção de líquidos e, por ser ácido e diurético, ajuda na digestão. Não se esqueça de beber muita água e outros líquidos para não sofrer desidratação.

Limão
O limão é diurético, rico em vitamina C e um potente antioxidante, que elimina as toxinas e ajuda na digestão, colaborando para o emagrecimento.

A parte branca do limão e a casca contém pectina, que quando é dissolvida em água, produz uma massa viscosa que auxilia no trânsito intestinal e na saciedade, retardando a absorção dos açúcares.

Linhaça
Contém substâncias bioativas que têm ação na modulação do processo inflamatório devido ao ômega 3, presente no alimento. As sementes de linhaça são antioxidantes e ricas em fibras.

Ajuda na digestão e pode contribuir com a manutenção da boa forma. Elas ajudam a diminuir os níveis de colesterol e açúcar no sangue. Polvilhe uma colher de sopa de linhaça triturada diariamente nos cereais no café da manhã ou nas saladas.

Maçã
A maçã ajuda a emagrecer, pois é rica em antioxidantes, regula os níveis de colesterol e de triglicerídeos e ajuda na digestão, sendo altamente recomendada para casos de obesidade e intestino preso.

Também conta com a presença de pectina e boa quantidade de potássio, nutriente que elimina o sódio extra do corpo, reduzindo a retenção de líquidos e, com ele, parte do inchaço. Contém fibras insolúveis na casca, que ficam no estômago por mais tempo e retardam a fome.

Chocolate amargo
Comer chocolate emagrece porque pequenas doses de chocolate no organismo favorecem o metabolismo, mantendo-o mais acelerado e ajudando a diminuir a quantidade de gordura no corpo. Além disso, alguns antioxidantes presentes no chocolate amargo interferem na produção de um hormônio chamado de leptina, que regula a saciedade ajudando a emagrecer.

As propriedades que estão no chocolate e ajudam a emagrecer estão presentes no cacau do chocolate, por isso, o ideal é comer chocolate amargo ou meio amargo.

Alimentos integrais
O alimento integral é aquele que não teve a sua estrutura alterada durante o processo de industrialização, mantendo a integridade das vitaminas, minerais e fibras. Por sua vez, todos estes nutrientes prolongam a saciedade, diminuindo a fome e, consequentemente, a quantidade de comida ingerida.

Comer pelo menos 20 gramas de fibras diariamente, provenientes de grãos integrais, frutas e verduras, ajuda a aumentar a sensação de saciedade. Um estudo publicado no ano passado mostrou que mulheres que comem mais fibras engordam menos à medida em que envelhecem.

Proteínas magras
Em um estudo feito em 2009 nos Estados Unidos, as pessoas que comiam mais proteínas no café da manhã (como ovos, por exemplo), sentiam menos fome e comiam menos calorias ao longo do dia do que aquelas que comiam pouca proteína na primeira refeição.

Além disso, comer três porções diárias de alimentos ricos em cálcio e vitamina D, como os laticínios magros (leite desnatado e queijos brancos), ajuda a diminuir a perda de massa muscular e facilita a manutenção do peso, indica um estudo.

Água
A água pode te ajudar a perder alguns quilos evitando que você coma mais. Além de ser vital para o bom funcionamento dos sistemas do corpo, tomar um copo de água antes das principais refeições e antes dos lanches é uma forma de comer menos – como o estômago já está parcialmente cheio de água, a sensação de saciedade não demorará a chegar e a tendência é comer menos do que o habitual.

Em vez de nos preocuparmos apenas com o emagrecimento, precisamos também sempre optar por dietas que mantenham e melhorem nosso estado de saúde. Diante de qualquer dúvida, procure a ajuda de um nutricionista, que indicará o melhor tipo de dieta para você.

5 mitos da musculação que você precisa parar de acreditar o quanto antes

5 mitos da musculação que você precisa parar de acreditar o quanto antes

As academias estão cheias de gente que gosta de falar com propriedade sobre um monte de assuntos. Mas a verdade é que muitas coisas que eles falam são mitos. Confira!

Numa academia, quase todo mundo se acha especialista no assunto. E, assim, boatos e mitos ganham o mundo.

Obviamente, a grande maioria dessas lendas de academia, criadas por falsos especialistas, não passam de conversa mole, porque não há embasamento e a maioria é fundamentada em experiências pessoais e instinto.

Só que isso não funciona, e ainda pode fazer mal, porque muita gente acaba levando a sério e prejudicando seu treino e seus resultados – e isso quando não termina em lesão ou acidente.

Por isso, separamos alguns mitos de academia que até podem funcionar para uma ou outra pessoa, mas que não são verdades absolutas e você deveria parar de acreditar e seguir o mais rapidamente possível.

Se liga:

5 mitos da musculação que você precisa parar de acreditar o quanto antes
1 – “Quanto mais você treina, mais você cresce”

Esse é um dos mitos e erros mais cometidos pelas pessoas que gostam de musculação. Acham que pra crescer tem que treinar todo o dia. E não é assim.

Quando você treina de maneira correta, com a intensidade adequada e o peso também, você tem que dar um descanso para seu músculo.

Porque do contrário o que acontecerá se você sobrecarregá-lo será o famoso overtraining.

Até bodybuilders consagrados descansam e você não vai descansar? Não pode ser teimoso.

O ideal de um treino é fazer os exercícios até a falha, não importa o grupo muscular. Agora pense…

Você treinou desta maneira e no dia seguinte está lá na academia exigindo mais de seu corpo.

Você precisa descansar o corpo, pois se não ao invés de obter resultados, você irá perder o que havia ganhando.

2 – “Se você parar de treinar seu músculo virará gordura”

Não, não tem como um músculo virar gordura, pois são coisas distintas. Os músculos é feito de células vivas, que passam por diversos processos metabólicos.

Leia também: Phytophen funciona

As células da gordura apenas armazenam lipídeos. Não tem como uma coisa virar outra.

O que acontece com o músculo quando você deixa de treinar é que ele atrofia, acaba encolhendo.

Imagine só se todos os bodybuilders deixassem de treinar. Com aquele tanto de músculo.

Leia também: melhor Exercício para queimar calorias

Eles iam ficar obesos!

3 – “Treino instintivo é o melhor para se obter bons resultados”

Bom, não é bem assim. Este princípio foi criado por Joe Weider, criador do Mr. Olympia.

O Treino Instintivo é baseado em como a pessoa se sente durante a sessão de treino. Ou seja, a intensidade do treinamento vai de acordo com seu “feeling”.

Leia também: Kifina funciona

Se você se sente bem, vai pra cima, do contrário, dê uma segurada.

Mas muitos bodybuilders consagrados não seguiram isso, partindo para um princípio mais científico, onde o treino deveria seguir uma periodização.

Ou seja, o cara vai pegando pesado conforme o seu organismo vai respondendo aos estímulos de cada treino. Isso se chama evolução, não dá pra ir pelo “feeling”.

4 – O treino feminino deve ser diferente do masculino

Não há motivo algum para o treino de uma mulher ser diferente de um homem a não ser o objetivo.

Por exemplo, uma mulher pode querer treinar os glúteos para aumentá-los, enquanto um homem quer um treino insano de costas para ficar monstrão.

Se uma mulher quer pegar pesado num treino de hipertrofia ela pode. Claro que, às vezes na questão do peso a quantidade pode ser diferente.

Mas olha que tem muita mulher que pega pesado no Leg Press mais que muito marmanjo por aí, viu…

A verdade é que não pode haver distinção por sexos. O que tem que ser feito é o que cada um quer para o seu corpo, seja homem ou mulher.

5 – “Treinos de Bodybuilders valem para todo mundo”

Tente fazer o Heavy Duty com apenas 3 meses de academia. Você não irá aguentar e, provavelmente, irá lesionar-se.

Não é assim que as coisas funcionam. Você não pode chegar na academia e fazer o treino de algum fisiculturista ou daquele seu amigo gigante que treina há um tempão.

Você tem que seguir o seu ritmo, a sua adaptação e evolução. Sem querer passar por cima das fases.

Você pode sim ter os bodybuilders como inspiração, mas não ainda fazer o treino deles. Para isso, você precisará elevar seus níveis de treino ao deles para assim fazer seus treinos.

Se seu objetivo na academia é apenas por estética e não competição, muita calma, vá na boa e sem querer apressar as coisas.

10 dietas para emagrecer com saúde: veja o cardápio

10 dietas para emagrecer com saúde: veja o cardápio

Mudanças simples na alimentação podem fazer você perder barriga

Para conseguir uma perda de peso saudável e duradoura é importante investir em bons hábitos alimentares. Para isso, existem diferentes tipos de dietas para emagrecer e cada uma utiliza seu próprio método, de acordo com a finalidade desejada.

Fazer uma dieta para emagrecer é adquirir hábitos alimentares com o intuito de perder, manter ou ganhar peso. Para perder peso com saúde, é necessário que o corpo gaste mais calorias do que consome. Por isso, normalmente, dietas são usadas em conjunto com a prática de exercícios físicos para emagrecer.

Leia também: Phytophen funciona

Dicas simples para uma dieta de sucesso
Não fique mais do que 4 horas sem se alimentar
Durma bem. Durante o sono, nosso organismo produz a leptina, hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade durante todo o dia
Beba pelo menos 2 litros por dia
Invista na salada. Ela ajuda a enganar o estômago e comer menos nas refeições. Procure verduras e legumes que você goste e não sejam muito calóricos
Prefira os alimentos integrais. Eles contêm mais nutrientes e fibras, que fazem um bem danado para o seu organismo
Evite a ingestão de sal e alimentos com muito sódio, que favorecem a retenção de líquidos
Prefira preparações menos calóricas, como assados, cozidos ou a vapor. Alimentos gratinados, fritos, à parmegiana ou à milanesa devem ser evitados
Procure ajuda de nutricionistas ou nutrólogos
Se exagerar em algum dia, não desista. Recomece novamente no dia seguinte.
Saiba mais: Está pensando em desistir? Temos 20 dicas para você persistir na dieta
Sugestões de cardápio para emagrecimento saudável
Abaixo vemos a distribuição calórica por refeição baseada em uma dieta de 2000 kcal, composta por 6 refeições diárias.

Refeição Sugestão
Café da manhã Invista em frutas, cereais, pães integrais e oleaginosas. Para beber: sucos naturais, água de coco, chás, leite ou café. Um café da manhã ideal pode ter 20% do consumo diário, cerca de 400 kcal.
Lanche da manhã Esta refeição deve ser leve e rápida, com alimentos de baixo índice glicêmico (devagar absorção). Invista em frutas, oleaginosas, alimentos naturais e integrais. Para beber: sucos naturais, chás ou água de coco. O lanche da manhã ideal pode ter 5% do consumo diário, cerca de 100 kcal.
Almoço O prato recomendado para o almoço é dividido em quatro partes: duas partes preenchidas com saladas e legumes, uma parte com fontes de carboidrato e uma parte com fontes de proteína. Para beber: sucos naturais ou chás. O almoço ideal pode ter 30% do consumo diário, cerca de 600 kcal.
Lanche da tarde Faça lanches que contenham carboidrato, proteína e gordura boa. Dê preferência aos alimentos naturais e integrais. Outras boas sugestões são as frutas secas, cereais ou castanhas. Para beber: café, chás ou iogurtes. O lanche da tarde pode ter 15% do consumo diário, cerca de 300 kcal
Jantar Carboidratos, proteínas (de digestão simples), gorduras, vitaminas e minerais devem ser fornecidos adequadamente. Frutas e legumes são bons alimentos para essa refeição. Para beber: sucos naturais e chás. A janta pode ter 25% do consumo diário, 500 kcal
Ceia Escolha um lanche rico em proteína. se quiser, pode adicionar uma fruta, que é um carboidrato leve ou, no máximo, 1 torrada integral. A ceia pode ter 5% do consumo diário, 100 kcal
Este exemplo pode variar de acordo com os hábitos alimentares e necessidades de cada indivíduo, mas a partir dele podemos observar que não se deve restringir a alimentação comendo muito pouco em alguns períodos e exagerando em outros.

Leia também: Dietas de emergência

Receitas para emagrecer

Receita de suco de limão, com chá verde e couve

14 receitas fit (deliciosas) da nutricionista da Bruna Marquezine
4 receitas deliciosas de frango com batata doce
20 receitas de doces para você comer sem culpa
Banana: 14 receitas saudáveis, deliciosas e com poucas calorias
15 melhores receitas para emagrecer que você PRECISA conhecer
Dietas para emagrecer

Leia também: Kifina funciona
Confira as dietas mais populares que podem ajudar no emagrecimento. Ao clicar no conteúdo, você também pode ver seus benefícios, cardápios e receitas:

Dieta low carb
Dieta dos pontos
Dieta Dukan
Dieta da proteína
Dieta da USP
Dieta paleolítica
Dieta cetogênica
Dieta Detox
Dieta do ovo cozido
Dieta mediterrânea
Saiba mais: Receita para emagrecer: Suco detox
Em nosso site, você ainda pode descobrir seu peso ideal e a dieta mais adequada para você.

Lembrando que ao pensar em aderir uma dieta, o melhor a fazer é procurar ajuda de um profissional, como nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista.

Saiba mais: Jejum intermitente: como funciona e benefícios da dieta
Lanche fácil e com poucas calorias para emagrecer

Pipoca sem óleo no micro-ondas: aprenda esta receita fácil e saudável

Uso de medicamentos aliado a dieta para emagrecer
O uso da medicação apenas pode facilitar a perda de peso, mas, se não houver mudanças do estilo de vida há chances de retomada do peso perdido.

Saiba mais: Remédio para emagrecer: os mais usados para perder peso
Todos os tipos de medicamentos para emagrecer só devem ser usados quando a adoção de uma alimentação mais saudável e a prática de exercícios físicos não mostraram resultado na perda de peso.

Quando o índice de massa corpórea (IMC) continua superior a 29,9 após o tratamento com reeducação alimentar, é indicado o uso de remédios para ajudar no processo de emagrecimento. Todo processo deve ser acompanhado de um profissional, como nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista.

 

Emagrecer Saudável e Rápido: Emagrecer 8kg em 30 Dias

É POSSÍVEL EMAGRECER COM SAÚDE?
Emagrecer rápido é um plano completo para perder peso e inteligente com alimentos, receitas e ainda um programa com ciclos e pausas para que você conseguir emagrecer, manter e ter mais saúde.
# Logo Abaixo você Tira Suas Dúvidas tais como:
– Dieta pode comer pipoca?
– Dieta pode comer cuscuz?
– Dieta pode comer batata doce?
– Dieta pode comer feijão?
– Dieta pode comer gelatina?
→ PARE Agora e Escolha!
Qual Alternativa Você Precisa?
→ Abaixo Você Encontra as Informações Simples e Fáceis de Colocar em Prática O Momento é Esse Escolha uma

Veja Também: Kifina

Blogueira EMAGRECE 43KG em 6 Meses com metodo de emagrecimento a Prova de Falhas

Leia também: Phytophen é bom

Cardápio Passo a Passo SECA até 10KG em 14 Dias, Testado e Aprovado por mais de 10.197 Pessoas
Você, provavelmente, já conversou com alguém qual é a melhor dieta para emagrecer, já pesquisou na internet e vasculhou milhares de sites para descobrir o tão cobiçado segredo para emagrecer.

Confira abaixo algumas dicas para emagrecer saudavelmente:
Você não, necessariamente, precisa comer somente os alimentos, de vez em quando pode comer alguns doces, pizzas, massas, entre outros.

Mas sempre que for possível, substitui ingredientes pouco saudáveis por mais saudáveis em uma dieta para perder peso.

Também sempre se pergunte “O que quero para mim?”, desse jeito você consegue manter um equilíbrio maior nas suas escolhas.

E sempre pratique exercícios.

Sempre seja organizada e planejada, se você sempre comer fora, as escolhas saudáveis vão ser poucas, então sempre organize suas refeições. Sempre lembre se de suas metas e objetivos.

E tenha perseverança, pois a mudança nunca acontece de um dia para noite, sempre insista e nunca desista.

→ CARDÁPIO COMPLETO FINAL DO ARTIGO

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ »
→ Sintomas de Gravidez
→ Hemorroida
→ Pilula do Dia Seguinte
→ Ibuprofeno
→ Chá de Hibisco
→ Dieta do Ovo
→ Dieta Dukan

Quer ver depoimentos e dicas para Emagrecer
Deixe seu comentário no vídeo abaixo!

Trabalhamos com amor e dentro do possível seu comentário será respondido!

Este conteúdo não substitui uma consulta medica!

#dietablogbr

(VÍDEO) Como Emagrecer Rápido Perca 8kg em Uma Semana sem Passar Fome

As melhores formas de lidar com a fome em uma dieta:
Não se desespere quando sentir fome durante a dieta, se comer tudo o que ver pela frente seu esforço para emagrecer e ter uma vida saudável vai por água abaixo.

Você não deveria sentir fome no início de uma dieta para perder barriga bem elaborada e mantenha sua dieta flexível, pois um regime alimentar rígido pode levar a compulsão alimentar.

É normal sentir fome, pois a perda de gordura aumenta a fome.

Confira abaixo algumas dicas para manter a fome sob controle:
01) Consumir uma colher de whey protein antes das refeições – esse suplemente pode suprimir o apetite.

02) Criar refeições com bastante proteínas, mas não com muitas calorias, faça uma salada com peito de frango ou um parfait de proteína, caso estiver com vontade de comer doce.

03) Coma metade de sua comida, faça um intervalo de 20 minutos, e depois coma o resto.

04) Pratique meditação, caso a dieta para emagrecer rápido esteja proporcionando compulsão alimentar, ela ajudará a lutar contra a vontade de sair da dieta e fome.

>> CARDÁPIO PARA EMAGRECIMENTO SAUDÁVEL
Café da Manhã

Opção 1: 1 copo de leite de soja batido com 1 fruta (mamão, maçã ou goiaba), 2 fatias de pão integral,1 colher de sopa de requeijão light
Opção 2: 1 xícara de cereal em flocos sem açúcar integral,1 iogurte natural com adoçante, 1 goiaba
Opção 3: 1 ovo mexido, 1 torrada de pão de forma integral, 1 copo de polpa de morango batida com leite desnatado
Opção 4: 1 banana fatiada , 1 iogurte natural, 1 colher de sopa de mel, 1 colher de sopa de granola

Lanche da Manhã

Opção 1: 1 fatia de melão
Opção 2: 4 damascos secos
Opção 3: 1 copo de água de coco
Opção 4: 1 picolé de fruta

Almoço

Opção 1: 1 pires de salada de folhas com tomate-cereja, milho, trigo em grão e azeite, omelete de 3 claras e 1 gema com legumes e peito de peru, 2 colheres de arroz integral
Opção 2: 1 pires de alface, cenoura, cogumelos, 1 filé de peixe assado com tomate, cebola e pimentões, 2 colheres de batata sauté
Opção 3: 1 pires de salada de alface, manga, palmito, tomate seco e mostarda, 1 bifinho acebolado, 2 colheres de sopa de arroz, 1 colher de feijão preto, 2 colheres de sopa de couve refogada
Opção 4: 1 pires de salada de soja com legumes (chuchu, cenoura, abobrinha, vagem), 1 filé de peito de frango ao forno coberto com molho de tomate e manjericão, 2 colheres de purê de mandioquinha

Café da Tarde

Opção 1: 1 banana-prata, 1 iogurte
Opção 2: 1 fatia de pão integral com patê de atum e maionese, 1 copo de limonada com adoçante
Opção 3: 1 copo de iogurte,2 colheres de sopa de granola
Opção 4: 1 copo de leite desnatado com morango e banana

Jantar

Opção 1: 1 pires de folhas verdes mistas, cenoura, beterraba e molho de iogurte ,1 sobrecoxa de frango assada com ervas finas ,2 colheres de abobrinha grelhada
Opção 2: 1 pires de salada de alface-roxa, palmito em pedaços e um fio de azeite, 1 fatia de carne vermelha ou branca assada, 2 colheres de brócolis com um toque de requeijão light
Opção 3: 1 pires de alface-americana com lascas de maçã, cenoura e molho de mostarda, 2 colheres de atum em lata light refogado com cenoura, ervilha e milho, 2 unidades de torrada integral
Opção 4: 1 pires de pepino com tomatinhos, 2 xícaras de picadinho de cenoura, 2 colheres de purê de abóbora

Ceia

Opção 1: 1 fruta com casca
Opção 2: 1 xícara de chá de erva cidreira,1 fatia de abacaxi
Opção 3: 1 copo de suco light
Opção 4: 1 iogurte light

Uma Dieta Saudável e Equilibrada
Boa nutrição é comer bem é importante para sua saúde

Comer bem é importante para se manter saudável e prolongar a sua vida.

Nossa comida é como a essência de um carro, isso é o que nos dá energia para nossas atividades diárias.

Se você não consumir produtos diferentes necessárias para o bom funcionamento do seu corpo, como o seu carro, você tem que ir para a garagem.

Uma boa dieta é importante para o seu corpo ter o que precisa para funcionar bem. Por exemplo, uma deficiência de cálcio irá participar na diminuição da resistência do osso.

Uma dieta desequilibrada ou muito rigorosa você irá remover a maior parte da energia que você precisa para funcionar normalmente.

Se você consumir muita gordura e não se exercitar o suficiente, você vai ganhar um peso extra que com o tempo, pode ser difícil de eliminar.

O que é necessário é uma dieta equilibrada e saudável, a fim de obter os nutrientes de que precisamos, mas também para não engordar e ter que perder o peso extra.

Muitas vezes, pular uma refeição terá um bom efeito sobre a sua alimentação ou atuar como uma dieta.

O corpo acredita que sim a uma falta de disponibilidade de alimentos e faz mais reservas.

Você tem que ter três refeições principais, tente comer legumes, frutas, produtos lácteos por dia. Guloseimas tão pouco quanto possível entre as refeições para comer melhor para eles.

Leia também: Comprimido para emagrecer anvisa

Não há problema em comer um pouco de alguma coisa durante a pausa para apoiá-lo até a próxima refeição, mas em quantidades razoáveis.

É normal se a sua dieta não é correta, você pode fertilizar, não tem energia, estar muitas vezes cansado, ter má digestão e outros sintomas.

Comida é a essência do seu corpo e se não for, pelo menos, aceitável, as consequências podem ser desagradáveis.

Muitas vezes, basta ajustar sua dieta para resolver muitos problemas de saúde.

10 dietas para emagrecer com saúde: veja o cardápio

10 dietas para emagrecer com saúde: veja o cardápio

Mudanças simples na alimentação podem fazer você perder barriga

Leia também: Como emagrecer de verdade

Para conseguir uma perda de peso saudável e duradoura é importante investir em bons hábitos alimentares. Para isso, existem diferentes tipos de dietas para emagrecer e cada uma utiliza seu próprio método, de acordo com a finalidade desejada.

Leia também: Phytophen bula

Fazer uma dieta para emagrecer é adquirir hábitos alimentares com o intuito de perder, manter ou ganhar peso. Para perder peso com saúde, é necessário que o corpo gaste mais calorias do que consome. Por isso, normalmente, dietas são usadas em conjunto com a prática de exercícios físicos para emagrecer.

Dicas simples para uma dieta de sucesso
Não fique mais do que 4 horas sem se alimentar
Durma bem. Durante o sono, nosso organismo produz a leptina, hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade durante todo o dia
Beba pelo menos 2 litros por dia
Invista na salada. Ela ajuda a enganar o estômago e comer menos nas refeições. Procure verduras e legumes que você goste e não sejam muito calóricos
Prefira os alimentos integrais. Eles contêm mais nutrientes e fibras, que fazem um bem danado para o seu organismo
Evite a ingestão de sal e alimentos com muito sódio, que favorecem a retenção de líquidos
Prefira preparações menos calóricas, como assados, cozidos ou a vapor. Alimentos gratinados, fritos, à parmegiana ou à milanesa devem ser evitados
Procure ajuda de nutricionistas ou nutrólogos
Se exagerar em algum dia, não desista. Recomece novamente no dia seguinte.
Saiba mais: Está pensando em desistir? Temos 20 dicas para você persistir na dieta
Sugestões de cardápio para emagrecimento saudável
Abaixo vemos a distribuição calórica por refeição baseada em uma dieta de 2000 kcal, composta por 6 refeições diárias.

Leia também: Kifina

Refeição Sugestão
Café da manhã Invista em frutas, cereais, pães integrais e oleaginosas. Para beber: sucos naturais, água de coco, chás, leite ou café. Um café da manhã ideal pode ter 20% do consumo diário, cerca de 400 kcal.
Lanche da manhã Esta refeição deve ser leve e rápida, com alimentos de baixo índice glicêmico (devagar absorção). Invista em frutas, oleaginosas, alimentos naturais e integrais. Para beber: sucos naturais, chás ou água de coco. O lanche da manhã ideal pode ter 5% do consumo diário, cerca de 100 kcal.
Almoço O prato recomendado para o almoço é dividido em quatro partes: duas partes preenchidas com saladas e legumes, uma parte com fontes de carboidrato e uma parte com fontes de proteína. Para beber: sucos naturais ou chás. O almoço ideal pode ter 30% do consumo diário, cerca de 600 kcal.
Lanche da tarde Faça lanches que contenham carboidrato, proteína e gordura boa. Dê preferência aos alimentos naturais e integrais. Outras boas sugestões são as frutas secas, cereais ou castanhas. Para beber: café, chás ou iogurtes. O lanche da tarde pode ter 15% do consumo diário, cerca de 300 kcal
Jantar Carboidratos, proteínas (de digestão simples), gorduras, vitaminas e minerais devem ser fornecidos adequadamente. Frutas e legumes são bons alimentos para essa refeição. Para beber: sucos naturais e chás. A janta pode ter 25% do consumo diário, 500 kcal
Ceia Escolha um lanche rico em proteína. se quiser, pode adicionar uma fruta, que é um carboidrato leve ou, no máximo, 1 torrada integral. A ceia pode ter 5% do consumo diário, 100 kcal
Este exemplo pode variar de acordo com os hábitos alimentares e necessidades de cada indivíduo, mas a partir dele podemos observar que não se deve restringir a alimentação comendo muito pouco em alguns períodos e exagerando em outros.

Receitas para emagrecer

Receita de suco de limão, com chá verde e couve

14 receitas fit (deliciosas) da nutricionista da Bruna Marquezine
4 receitas deliciosas de frango com batata doce
20 receitas de doces para você comer sem culpa
Banana: 14 receitas saudáveis, deliciosas e com poucas calorias
15 melhores receitas para emagrecer que você PRECISA conhecer
Dietas para emagrecer
Confira as dietas mais populares que podem ajudar no emagrecimento. Ao clicar no conteúdo, você também pode ver seus benefícios, cardápios e receitas:

Dieta low carb
Dieta dos pontos
Dieta Dukan
Dieta da proteína
Dieta da USP
Dieta paleolítica
Dieta cetogênica
Dieta Detox
Dieta do ovo cozido
Dieta mediterrânea
Saiba mais: Receita para emagrecer: Suco detox
Em nosso site, você ainda pode descobrir seu peso ideal e a dieta mais adequada para você.

Lembrando que ao pensar em aderir uma dieta, o melhor a fazer é procurar ajuda de um profissional, como nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista.

Saiba mais: Jejum intermitente: como funciona e benefícios da dieta
Lanche fácil e com poucas calorias para emagrecer

Pipoca sem óleo no micro-ondas: aprenda esta receita fácil e saudável

Leia também: Como emagrecer rapido

Uso de medicamentos aliado a dieta para emagrecer
O uso da medicação apenas pode facilitar a perda de peso, mas, se não houver mudanças do estilo de vida há chances de retomada do peso perdido.

Saiba mais: Remédio para emagrecer: os mais usados para perder peso
Todos os tipos de medicamentos para emagrecer só devem ser usados quando a adoção de uma alimentação mais saudável e a prática de exercícios físicos não mostraram resultado na perda de peso.

Quando o índice de massa corpórea (IMC) continua superior a 29,9 após o tratamento com reeducação alimentar, é indicado o uso de remédios para ajudar no processo de emagrecimento. Todo processo deve ser acompanhado de um profissional, como nutricionista, nutrólogo ou endocrinologista.

Produtos Para Emagrecer: conheça os que funcionam mesmo!

Produtos Para Emagrecer: conheça os que funcionam mesmo!

Quer perder peso, mas está cansada de levar gato por lebre? Conheça os produtos para emagrecer que funcionam de verdade!

Olha o verão aí gente! Já estamos em contagem regressiva para a estação mais amada no ano entre os brasileiros. Logo, verão lembra praia, que lembra biquíni e pra você usar aquela peça maravilhosa é bom estar com o corpinho em cima. Pensando nisso o corpo & estética selecionou os produtos para emagrecer que realmente funcionam para você perder peso rápido e bombar nesse verão. Alguns deles nós já até abordamos em artigos anteriores de forma mais completa, caso deseje se aprofundar na leitura, basta clicar nos links abaixo.

Leia também: comprar Phytophen

Produtos naturais que emagrecem
Óleo de cártamo: Produzido a partir das sementes da planta carthamus, rica em ácidos graxos e ômega 6, o óleo de cártamo é perfeito para eliminar aquela gordura localizada e ideal para te ajudar chapar a barriga. Tudo isso é possível, pois o óleo de cártamo consegue inibir a ação de uma enzima que leva a gordura do sangue para o interior das células adiposas. Ingerir duas capsulas ao dia antes das refeições.

Óleo de coco: Esse poderoso óleo tem a ação de gerar calor e queimar gordura, consequentemente diminuindo as medidas. Além de aumentar a sensação de saciedade ele atua na redução do colesterol ruim. Os nutricionistas recomendam o uso de sua forma líquida, que pode ser adicionada à saladas, shakes e torradas. Consumir de 2 a 4 colheres por dia.

Chá verde: Preparada a partir de um mix de várias ervas ele é muitíssimo recomendando para quem precisa emagrecer rapidamente. O chá verde acelera o metabolismo e estimula a queima calórica. Seu consumo pode ser feito com o chá preparado em casa ou em capsulas. Consuma de 4 a 10 xícaras do chá e se for em capsulas seguir a recomendação da embalagem.

Shakes: Perfeito também para quem precisa perder peso urgente. A função dos shakes é de substituir até duas refeições do seu dia. Dessa forma você irá ingerir menos calorias e não passará fome. Seu uso não é recomendando por mais de um mês, pois eles não possuem os nutrientes necessários para uma dieta saudável. Bata o shake com leite desnatado e uma fruta.

Remédios para emagrecer

Quando o assunto é remédio precisamos ficar mais atentas. Além de ser perigoso se automedicar, os riscos de você engordar após o término do medicamente são imensos. A lista dos remédios para emagrecer que selecionamos foi baseada nos mais consumidos no Brasil. Antes de ingerir qualquer um consulte um médico ou nutricionista, já escrevemos artigos sobre eles, basta clicar no nome, confira:

Sibutramina: Grande inibidor de apetite. Ele age mandando mensagens para o cérebro do tipo: “Não estou com fome” o que leva o sujeito a comer menos.

Leia também: Comprar Fit Mzt

Xenical: Atua no organismo impedindo que nosso corpo absorva à gordura dos alimentos. Além disso, ele ajuda eliminar grande parte dessa gordura nas fezes.

Fluoxetina: Age controlando a ansiedade. Esse remédio leva o individuo a comer menos, pois muita gente engorda por pura ansiedade.

Leia também: Kifina

Onde comprar mais barato?
Para você fugir do efeito sanfona procure junto com o consumo desses produtos para emagrecer, praticar uma reeducação alimentar, dessa forma você além de ter uma alimentação mais saudável irá emagrecer com saúde e ficará linda todas as estações do ano.

Remédios para Emagrecer: naturais, caseiros e vendidos em farmácias

Remédios para Emagrecer: naturais, caseiros e vendidos em farmácias

O que são remédios para emagrecer?
Os remédios para emagrecer são comumente indicados para tratar pacientes com obesidade ou sobrepeso relacionados a outras condições, como diabetes e problemas cardíacos. Em sua maioria, necessitam de prescrição médica e possuem diversos riscos associados ao seu uso.

Eles não devem ser usados por pessoas que não apresentam sobrepeso, pois, nesses casos, seus riscos são maiores que seus benefícios.

Não se tratam de pílulas mágicas. Os remédios para emagrecer não possuem efeitos sozinhos. Seu uso deve ser aliado à mudanças de vida, como prática de exercícios e reeducação alimentar. Caso esses fatores sejam ignorados, os pacientes sofrem um grande risco de voltar a engordar depois de usar o medicamento.

Leia também: Phytophen bula

Esses remédios normalmente possuem efeito de curta duração, promovendo o emagrecimento por um período que não costuma passar de 6 meses. Depois disso, acredita-se que o corpo crie uma espécie de tolerância e o remédio passa a não fazer mais o mesmo efeito, em alguns casos levando ao ganho de peso inclusive.

Muitos desses medicamentos também são antidepressivos, por isso o seu uso deve ser controlado, com retenção de receita e deve ser feito com acompanhamento médico — Nunca se automedique. Esses medicamentos podem trazer riscos à saúde.

Normalmente, eles são tomados em pílulas ou cápsulas que devem ser ingeridas de 1 a 2 vezes por dia.

Eles se dividem em três categorias:

Os supressores de apetite interferem diretamente nas funções cerebrais, aumentando a saciedade, facilitando o processo de reeducação alimentar;
Os bloqueadores de gordura, por outro lado, agem diretamente na gordura ingerida, impedindo que ela seja absorvida e estocada pelo organismo, sendo eliminada diretamente pelas fezes;
Os anorexígenos, por sua vez, reduzem, de maneira artificial, a vontade de comer, induzindo, como o próprio nome sugere, a anorexia.
Entenda mais sobre os remédios para emagrecer e seus riscos no texto a seguir!

PUBLICIDADE
Índice – neste artigo você vai encontrar as seguintes informações:

O que são remédios para emagrecer?
Tipos
Remédios que precisam de receita
Remédios que não precisam de receita
Quando podem ser usados?
Como usar?
Contraindicações
Efeitos colaterais
Preço e onde encontrar
Alternativas naturais
Perguntas frequentes
Tipos
Existem, de modo geral, 3 tipos de medicamentos para emagrecer: os supressores de apetite, os anorexígenos e os bloqueadores de gordura. Nem todos são comercializados no Brasil e alguns são até mesmos proibidos pela Anvisa devido aos seus efeitos colaterais. Confira:

Supressores de apetite
Esses medicamentos atuam diretamente no sistema nervoso aumentando a liberação de dopamina e noradrenalina. Isso tem como consequência a redução do sono e do apetite. Dentre seus efeitos colaterais, eles podem deixar o paciente mais agitado e podem causar dependência.

Confira alguns exemplos dessa classe de remédios:

Sibutramina;
Bupropiona;
Victoza;
Belviq;
Lorcaserina;
Qnexa;
Tesofensina;
Hoodia Gordonii;
Naltrex.
Anorexígenos
Como o nome indica, essa classe de medicamentos busca induzir a anorexia, além de aumentar o metabolismo.

Entretanto, eles são muito perigosos, pois seus efeitos colaterais sãos similares aos de algumas drogas como a cocaína e o crack.

Confira alguns exemplos:

Femproporex;
Mazindol;
Anfepramona;
Fenfluramina;
Fenilpropanolamina.
Bloqueadores de gordura
Esses medicamentos impedem a ação das enzimas lipases, que são responsáveis pela quebra de gordura. Eles impedem que a gordura seja absorvida, fazendo com que elas sejam eliminadas diretamente pelas fezes.

Confira alguns desses medicamentos:

Xenical;
Orlistat;
Lipiblock.
Remédios que precisam de receita
Fluoxetina
Na realidade, a fluoxetina é um tratamento para depressão. Entretanto, ela pode ser usada para o emagrecimento, já que ajuda a diminuir a compulsão alimentar.

O uso da fluoxetina é restrito à pacientes que possuem obesidade aliada à depressão, ou então para pacientes que possuem obesidade relacionada a uma condição médica chamada Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Por isso, o paciente deve ter IMC (Índice de Massa Corporal) maior que 30 e um diagnóstico de depressão ou TAG feito por um psiquiatra. O medicamento pode ajudar a diminuir a compulsão alimentar, mas normalmente deve ser utilizado em conjunto a tratamentos de reeducação alimentar.

Efeitos colaterais
Dentre os efeitos colaterais que a fluoxetina pode provocar se encontram diarreia, náusea, cansaço (fadiga), dor de cabeça e insônia. Além disso, estudos mostram que após 6 meses de tratamento, a perda de peso provocada pela substância pode ser revertida com facilidade, ou seja, o paciente tem grandes chances de voltar a engordar.

Sertralina
A sertralina é um medicamento antidepressivo e sua ação é semelhante à fluoxetina. Esse remédio é muito pouco utilizado com propósitos de emagrecimento, pois pode causar compulsão alimentar quando ingerido em grandes quantidades.

Por se tratar de um antidepressivo, deve ser prescrito somente para pessoas que sofrem de obesidade associada à depressão, ou então em casos de obesidade relacionados ao Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Efeitos colaterais
Os efeitos colaterais mais comuns do consumo de sertralina incluem insônia, sonolência, tontura, dor de cabeça, diarreia, boca seca, náusea (enjoo), distúrbios da ejaculação e fadiga (cansaço).

Bupropiona
A bupropiona é o antidepressivo mais utilizado para tratar da obesidade, pois ajuda a controlar a compulsão. Ela atua de forma similar com fumantes que desejam parar de fumar. Só pode ser utilizado sob expressa indicação médica.

É um medicamento de uso controlado com retenção de receita. Só pode ser indicada para pacientes que possuem algum tipo de problema psiquiátrico, como a depressão ou a compulsão alimentar.

Se o paciente não se esforça tentando adotar dieta e exercícios físicos na sua rotina, este medicamento é contraindicado.

Efeitos colaterais
A bupropiona pode causar insônia, boca seca, cefaleia e, em casos mais graves, convulsões, taquicardia, hipertensão, urticária e manchas na pele.

Sibutramina
A sibutramina atua em alguns neurotransmissores como serotonina, noradrenalina e dopamina, para reduzir o apetite.

Ela é indicada, principalmente, para pacientes com o IMC superior a 30 e atua reduzindo o apetite e aumentando o metabolismo.

Efeitos colaterais
Este medicamento é especialmente contraindicado para pessoas com diabetes, hipertensão ou risco aumentado para doenças cardiovasculares. Seus efeitos colaterais incluem boca seca, constipação, dor de cabeça e insônia.

Saxenda
A Saxenda possui como princípio ativo a liraglutide, uma substância usada também para tratar a diabetes. Acontece que pesquisas recentes constataram que esse princípio ativo atua reduzindo a sensação de fome, além de melhorar os níveis de glicose no sangue.

Foi aprovado pela Anvisa em 2016 e seu uso é um pouco mais complicado que os demais. Ao invés de ser usado pela via oral, a Saxenda deve ser injetada diretamente sobre a pele.

Este medicamento só pode ser utilizado sob a expressa indicação médica.

É indicado para ser utilizado em conjunto com dieta e exercícios em pacientes adultos que possuem um IMC acima de 30 ou IMC acima de 27 com alguma condição relacionada ao excesso de peso, como a hipertensão, diabetes tipo 2 ou alterações no colesterol.

Pessoas com distúrbios metabólicos podem aceitar melhor esse medicamento, pois ele não afeta o pâncreas. Além disso, não causa alterações no estado de humor dos pacientes, ao contrário de outros remédios para emagrecer.

Efeitos colaterais
Pode causar o desenvolvimento de pancreatite, cálculos na vesícula biliar e risco de hipoglicemia, especialmente em pacientes com diabetes tipo 2.

Cloridrato de lorcaserina
O cloridrato de lorcaserina atua no cérebro inibindo o apetite e aumentando a saciedade, além de acelerar o metabolismo e só pode ser utilizado sob orientação médica.

É indicado para adultos obesos, com IMC igual ou superior a 30. Pessoas com IMC 27 ou superior e que apresentem algum problema de saúde causado pela obesidade também podem receber a indicação do remédio.

Efeitos colaterais
Pode causar dor de cabeça, aumento na frequência cardíaca, infecções respiratórias, sinusite, nasofaringite, náuseas, depressão, ansiedade e propensão ao suicídio. Também foram observados casos de inchaço de mama, em mulheres e homens, secreção mamilar ou ereção do pênis com duração superior a 4 horas (priapismo).

Anfetaminas (Anfepramona, Femproporex e Mazindol)
As anfetaminas são drogas muito perigosas e fazem parte de uma classe de medicamentos denominados anorexígenos, pois agem diretamente na redução do apetite.

Sua comercialização foi proibida pela Anvisa em 2011, pois não existem estudos suficientes que comprovem sua segurança e eficácia e também porque possuem muitos efeitos colaterais perigosos, sendo semelhantes ao de outras drogas como a cocaína e o crack.

Efeitos colaterais
Elas não melhoram o metabolismo do paciente e nem mesmo promovem a reeducação alimentar. Além disso, elas podem causar alterações comportamentais como ansiedade, insônia, irritabilidade, tremores e depressão.

Curiosidade: as anfetaminas agem também como estimulantes e foram muito utilizados durante a Segunda Guerra Mundial pelos soldados nazistas, no intuito de que eles ficassem mais alertas no campo de batalha.

Xenical
O xenical tua inibindo as enzimas lipases, que são produzidas no pâncreas e são responsáveis pela quebra das moléculas de gordura. Dessa forma, ele faz com que aproximadamente 30% da gordura que seria absorvida pelo organismo seja eliminada diretamente nas fezes.

Hoje em dia só pode ser comprado com retenção de receita médica e só é indicado para pacientes obesos.

O produto pode ajudar a reduzir o LDL e, por não interferir com o metabolismo ou com a saciedade, não tem efeitos colaterais tão severos quanto os outros medicamentos.

Efeitos colaterais
Pode causar incontinência e fezes moles, além de flatulência e dores intestinais. Além disso, vitaminas lipossolúveis, como a A, D, E e K, podem deixar de ser absorvidas, ocasionando uma deficiência vitamínica.

Remédios que não precisam de receita
Quitosana
A quitosana é uma fibra natural de origem animal encontrada na carapaça de crustáceos como camarão, lagosta e caranguejo. Ela é muito utilizada para fins emagrecedores, pois é capaz de se agrupar a um volume de gordura até 8 vezes maior do que seu peso.

Esse conjunto de fibras e gorduras é eliminado naturalmente pelo organismo através do trato digestivo, sem que a gordura seja absorvida pelo corpo.

É indicado para pessoas que querem emagrecer de maneira mais “natural”, sem o uso de medicamentos que interfiram no apetite e em outras funções neurológicas.

Efeitos colaterais
Ainda que seja uma opção mais “natural”, seus efeitos são bastante indesejáveis, como náuseas e visão borrada, além de desconforto ocular, tontura, dermatite, enfraquecimento das unhas, queda capilar, cansaço muscular, distúrbios digestivos e, em idosos, pode causar alucinação.

Por isso, não é indicada para pessoas hemofílicas, pois pode ocasionar hemorragias devido à alta concentração de atropina. Em diabéticos, pode alterar o funcionamento do pâncreas e a produção de insulina. Em mulheres grávidas, pode afetar a formação do feto devido à grande concentração de selênio.

Orlistat
O Orlistat não atua na saciedade, na fome e nem em outros mecanismos metabólicos. Tudo que faz é interferir na absorção de gordura pelo organismo, inibindo que até 30% dela seja metabolizada.

Assim como na Quitosana, os excessos de gordura são eliminados através das fezes. Por conta disso, esse medicamento é usado majoritariamente como um coadjuvante junto a outros remédios para emagrecer.

É comumente indicado para pessoas com dieta rica em gordura e que tem dificuldade em controlar a alimentação.

Efeitos colaterais
Ele pode causar diarréias, caso a pessoa ingira muita gordura em uso concomitante ao medicamento.

Quando podem ser usados?

Os remédios para emagrecer podem ser usados somente no tratamento para obesidade e por pessoas que apresentem algum problema de saúde causado pelo sobrepeso, como pressão alta, diabetes tipo 2 ou propensão à problemas cardíacos.

É recomendado que só se faça o uso com expressa indicação médica, pois esses medicamentos possuem diversos efeitos colaterais e podem ser prejudiciais para saúde se usados sem controle e por muito tempo.

Por isso, a maioria só é vendida com a prescrição médica. Em todos os casos, seu uso deve ser aliado à exercícios físicos e reeducação alimentar, se não, seu efeito prático perde o sentido e o paciente pode voltar a ganhar peso e, muitas vezes, isso pode servir de trampolim para que a pessoa engorde ainda mais.

Como usar?
Os métodos de tomar cada medicamento vão variar de acordo com o tipo de remédio prescrito. Confira:

Fluoxetina:recomenda-se a ingestão de 1 dose de 60mg por dia;
Sertralina: os médicos normalmente vão recomendar 1 comprimido ao dia;
Bupropiona: normalmente será aconselhado o uso de 1 comprimido por dia;
Sibutramina:os médicos normalmente recomendam tomar 1 cápsula de manhã, em jejum;
Saxenda:é aconselhado 1 injeção de Saxenda por dia;
Cloridrato de lorcaserina:os médicos normalmente indicam a ingestão de 2 comprimidos por dia, um antes do almoço e outro antes do jantar;
Xenical: é aconselhado tomar 1 comprimido antes da refeição;
Quitosana: recomenda-se a ingestão de um comprimido antes do almoço e 1 comprimido antes do jantar;
Orlistat: é aconselhado tomar 1 comprimido antes da refeição.
Contraindicações
Como são muitos os remédios para emagrecer, dividimos as contraindicações para cada um deles. Confira:

Fluoxetina
A fluoxetina é contraindicada para pessoas com hipersensibilidade conhecida à substância. Também não deve ser usada em combinação com Inibidores de Monoaminoxidase (IMAOs) e tioridazina.

Não deve ser utilizado em mulheres grávidas ou amamentando sem a expressa indicação médica. Em pacientes portadores de diabetes, seu uso deve ser controlado e supervisionado de perto pelos especialistas.

Sertralina
No intuito de emagrecimento, o remédio é contraindicado para menores de 18 anos, pacientes com hipersensibilidade conhecida à substância e o uso concomitante com IMAOs e pimozida está proibido.

Mulheres que amamentam só devem fazer uso da medicação depois que a avaliação médica concluir que os benefícios superam os riscos.

Bupropiona
A bupropiona é contraindicado para pacientes com hipersensibilidade conhecida à substância ou qualquer componente da fórmula, pacientes com histórico de epilepsia ou transtornos convulsivos e em processo de descontinuação de abrupta do uso de sedativos ou álcool.

Pacientes com diagnóstico atual ou prévio de bulimia ou anorexia nervosa não devem utilizar o medicamento. Também é contraindicado para pacientes que fazem uso de qualquer outro medicamento que contenha bupropiona, pois o risco de convulsões aumenta com a dosagem.

Pessoas que se submetem a tratamentos com IMAOs também não devem fazer uso da bupropiona.

Sibutramina
A sibutramina é contraindicada para:

Pacientes com histórico de diabetes tipo 2 com pelo menos 1 outro fator de risco, como hipertensão controlada por medicação, dislipidemia, prática atual do tabagismo ou nefropatia diabética com evidência de microalbuminúria;
Pacientes com histórico de doença arterial coronariana, insuficiência cardíaca congestiva, taquicardia, doença arterial obstrutiva periférica, arritmia ou doença cerebrovascular, como AVC;
Pacientes com hipertensão controlada inadequadamente;
Pacientes com histórico ou presença de transtornos alimentares, como anorexia ou bulimia;
Pacientes fazendo tratamento com IMAOs.
Xenical
É contraindicado para pessoas com hipersensibilidade à qualquer um dos componentes da fórmula e portadores de problemas crônicos de absorção intestinal ou de problemas na vesícula biliar.

Saxenda
A saxenda é contraindicada para mulheres grávidas e pessoas com hipersensibilidade à qualquer componente da fórmula.

Orlistat
É contraindicado para pessoas com síndrome de má absorção crônica, colestase e pacientes com hipersensibilidade à qualquer um dos componentes da fórmula.

Efeitos colaterais
Os remédios para emagrecer contém riscos e por isso só podem ser tomados com acompanhamento médico. Entenda os riscos relacionados ao uso desses medicamentos:

Vício
Como a maior parte dos medicamentos para emagrecer são controlados, eles podem ocasionar em vício. Por isso, os médicos devem ser muito cuidadosos na hora de prescrevê-los e no tempo de duração do tratamento.

Desenvolvimento de tolerância
De fato, os medicamentos para emagrecer podem funcionar. Entretanto, após mais ou menos 6 meses de tratamento, a maioria deles começa a perder o efeito. Algumas pesquisas ainda suportam a hipótese de que esses medicamentos podem causar ganho de peso com o uso continuado.

Complacência
Muitos pacientes acreditam que os remédios para emagrecer são pílulas mágicas que vão ter efeito por conta própria e por isso não adaptam seu estilo de vida. Não param de comer tanto e não aderem à prática de exercícios físicos.

O que deve ser sempre levado em conta é que esses medicamentos só vão ter efeito de verdade se utilizados com acompanhamento médico e com mudanças no estilo de vida, como uma reeducação alimentar.

Uso indiscriminado
Os medicamentos para emagrecer não devem ser usados por pessoas que não são obesas ou que só desejam uma boa aparência. Como dito anteriormente, eles são para pessoas com IMC acima de 30 ou que têm IMC 27 ou superior aliado à problemas relacionados ao sobrepeso, como diabetes tipo 2 e problemas no coração.

Deficiência vitamínica
Os bloqueadores de gordura percebem todas as gorduras como sendo ruins. Entretanto, se a gordura não for absorvida da maneira correta, isso pode ocasionar problemas como deficiência vitamínica, já que muitas delas são lipossolúveis.

Problemas psiquiátricos e no metabolismo
Embora muitos dos efeitos colaterais sejam brandos, muitos deles incluem aumento da pressão arterial e batimentos cardíacos, dores de cabeça, prisão de ventre, diarréia, insônia, nervosismo boca seca, irritabilidade, entre outros.

Os medicamentos que também são antidepressivos possuem riscos associados ainda maiores, pois podem trazer uma série de problemas psiquiátricos e até aumentar as chances de suicídio.

Preço e onde encontrar
Como existem diversas alternativas de remédios para emagrecer, seus preços variam bastante entre si. Confira:

Fluoxetina: Varia de R$9,00 até R$60,00;
Sertralina: De R$24,00 até R$80,00;
Bupropiona: O preço pode variar de R$50,00 até R$140,00;
Sibutramina: Entre R$50,00 e R$130,00.
Xenical:A caixa com 42 cápsulas varia de R$109,00 a R$154,00, enquanto a caixa com 84 cápsulas custa entre R$120,00 a R$265,00;
Saxenda:De R$550,00 a R$860,00;
Orlistat:De R$90,00 até R$190,00;
Cloridrato de lorcaserina: Aproximadamente R$450,00;
Quitosana: Entre R$40,00 e R$60,00.
Esses medicamentos podem ser encontrados em farmácias por todo o Brasil. No Consulta Remédios é possível comparar os preços e encontrar as principais lojas que entregam em sua região. Lá você também pode ler a bula completa!

Alternativas naturais

É importante ressaltar que essas alternativas trazem resultados efetivos e mais evidentes e duradouros quando aliados a uma alimentação saudável e à prática regular de exercícios.

Remédios naturais
Os remédios naturais normalmente são feitos à base de produtos que melhoram o funcionamento do organismo como um todo.

Entretanto, esses medicamentos são contraindicados para mulheres grávidas ou que amamentam, crianças e pessoas com pressão alta ou problemas cardíacos. O ideal é que sejam prescritos pelo médico ou nutricionista.

Chá verde
Acredita-se que o chá verde possui a propriedade de acelerar o metabolismo e favorecer a queima de gordura, podendo ser consumido em cápsulas ou então em forma de chá.

É um grande aliado dos exercícios físicos. Deve-se consumir de 3 a 4 xícaras de chá por dia ou então tomar 2 cápsulas pela manhã ou pela tarde. Entretanto, é contraindicado para pessoas com sensibilidade à cafeína ou com problemas cardíacos.

MaxBurn
Trata-se de um suplemento feito à base de chá verde e açaí. Pode aumentar o metabolismo e diminuir o apetite. Deve-se tomar uma cápsula antes do almoço e do jantar. A venda deste medicamento, entretanto, é proibida pela Anvisa.

Goji Berry em cápsulas
Este medicamento é feito a partir do fruto fresco e pode atuar no organismo como um antioxidante e anti-inflamatório, devendo-se tomar 1 cápsula antes do almoço e do jantar.

Remédios caseiros
Os remédios caseiros podem ser uma opção para pessoas que querem emagrecer sem fazer uso de medicamentos. São considerados mais seguros que os demais por conta dos menores efeitos colaterais.

Entretanto, antes de iniciar qualquer tratamento caseiro, consulte um médico ou nutricionista.

Água de berinjela
Corte 1 berinjela em cubos e deixe em molho em 1 litro de água durante a noite. Pela manhã, bata tudo no liquidificador e consuma ao longo do dia, sem adicionar açúcar.

Água de gengibre
Adicione de 4 a 5 rodelas ou 2 colheres de sopa de raspas de gengibre em 1 litro de água gelada, bebendo a mistura ao longo do dia. Para obter resultados mais efetivos, o gengibre deve ser trocado diariamente.

Chá diurético de ervas
Para prepará-lo, adicione 10g de alcachofra, cavalinha, sabugueiro, louro e anis em 1 litro de água fervente. Desligue o fogo e abafe a panela, deixando descansar por 5 minutos. Beba o chá ao longo do dia e siga o tratamento durante um período de 2 semanas.

Extrato de faseolamina
Esta opção pode neutralizar o amido, uma substância presente em alimentos como batatas, pão e arroz, que é facilmente transformado em glicose e armazenado no fígado e células de gordura.

Recomenda-se uma dose diária de 1.500mg por dia.

Hidroxicitrato
Acredita-se que este medicamento é capaz de reduzir o apetite de maneira natural. São recomendadas doses diárias de aproximadamente 4.500mg.

Leia também: Kifina funciona

EGCG
Este componente está presente no chá verde e acredita-se que ele auxilia bastante na queima calórica. Se o chá possuir pelo menos 50% de EGCG, o que equivale a aproximadamente 300mg, já será possível aproveitar seus benefícios.

Picolinato de cromo
O picolinato de cromo pode ter um grande efeito sobre a gordura corporal, além de aumentar a massa magra, o que contribui bastante para a perda de peso. Entretanto, seus efeitos ainda levantam dúvidas entre muitos pesquisadores, então pode ser que os resultados não sejam de fato reais.

Recomenda-se a ingestão de uma dose diária de 200mcg por dia.

Outras dicas sobre como emagrecer você pode encontrar em “Como perder barriga”.

Perguntas frequentes
Os remédios para emagrecer podem ser usados em quem não tem obesidade?
Não! A indicação para os remédios para emagrecer é exclusiva para pessoas que estão com obesidade ou sobrepeso relacionado à outras doenças, como diabetes e problemas no coração.

Pessoas que não apresentam nem obesidade nem sobrepeso não devem tomar os remédios, pois muitas vezes seus malefícios superam os possíveis benefícios.

Além disso, muitos dos remédios para emagrecer são também remédios para ansiedade e depressão. Nesses casos, eles só devem ser tomados por pacientes obesos e que também apresentem quadros depressivos.

Crianças podem tomar?
Depende. Para a maioria das crianças, uma simples reeducação alimentar e a prática de exercícios físicos são suficientes para garantir a perda de peso.

Entretanto, quando a obesidade se torna um fator de risco para o surgimento de outras doenças, o uso de remédios pode ser considerado. Todavia, remédios que tem efeito no sistema nervoso central não são os indicados nesses casos. O que pode ser receitado para crianças, quando for necessário, são remédios bloqueadores de gordura.

Leia também: Kifina Comprar

O uso prolongado pode causar dependência?
Mesmo que o grau de dependência desses medicamentos seja baixo, eles podem sim causar dependência física e psicológica.

Os remédios para emagrecer devem ser utilizados apenas em último caso e em conjunto da prática da reeducação alimentar e prática de exercícios físicos, para que seu uso seja descontinuado depois de os objetivos serem atingidos.

Eles causam sudorese excessiva?
Especialmente os medicamentos termogênicos, isto é, que interferem com o gasto calórico e com o metabolismo, podem ter esse efeito. Entretanto, esses medicamentos têm sido pouco utilizados por conta dos seus efeitos colaterais.

Existe perda de massa magra?
Se o uso desses medicamentos não for feito em conjunto com a prática de exercícios físicos, a perda de massa magra tende a acontecer, sim.

Os remédios para emagrecer possuem muitos riscos. Apesar de uma variedade deles serem usados em outros países, muitos são proibidos no Brasil por conta dos seus efeitos colaterais. Eles devem ser usados somente por pessoas que possuem indicação médica, já que muitas vezes os riscos superam os benefícios.

7 dicas de como emagrecer sem fazer dieta

7 dicas de como emagrecer sem fazer dieta

Dieta da proteína, do glúten, da sopa e todas as outras que viram moda podem até funcionar, mas não mais do que um ou dois meses. Especialistas garantem que regimesmuito severos não funcionam à longo prazo, o que quer dizer que as pessoas tendem a voltar a engordar, já que não conseguem aguentar a “rigidez alimentar” por muito tempo. A verdade é que para emagrecer, as pessoas precisam adotar bons hábitos e aprender a comer de forma saudável.

#ProjetoVerão: em ESPECIAL, o que você precisa saber para chegar com o corpo em forma na estação

Além de seguir a boa e velha regra de optar por alimentos saudáveis, naturais, integrais, comer a cada três horas e fazer todas as refeições do dia, dando preferência a carboidratos complexos, proteínas, verduras, legumes e frutas e evitando frituras e doces, existem algumas dicas que podem auxiliar e otimizar a perda de peso. Confira:

Leia também: Phytophen Anvisa

1. Concentre-se na mastigação

De acordo com uma pesquisa recente, quanto mais tempo você passar mastigando os alimentos, menos calorias você vai ingerir. O estudo constatou que as pessoas que mastigavam cerca de 40 vezes cada garfada comeram 12% menos do que aqueles que mastigavam apenas 15 vezes. Este resultado significa que quanto mais rápido você come, mais quantidade de alimentos vai consumir. A explicação para isso é que o organismo demora 20 minutos após o início da refeição para sinalizar que está satisfeito. Como a mastigação é a primeira etapa da digestão, é importante triturar bem os alimentos para que ocorra a absorção correta dos nutrientes e produza a sensação de saciedade. E lembre-se, o estômago não tem dentes para triturar os alimentos, portanto, mastigue-os bem antes de engolir.

2. Coma sempre dentro de uma hora depois de acordar

Sabe aquela história de que você não consegue tomar café da manhã porque vive na correria? Para quem quer emagrecer, este hábito tem o efeito oposto. Isto porque é a refeição mais importante do dia e é comprovado que as pessoas que comem pela manhã são mais magras do que aquelas que pulam esta refeição. O ideal é comer dentro de uma hora depois de acordar, afinal ficamos horas seguidas sem comer enquanto dormimos.

— Durante a noite nosso corpo continua trabalhando, mas em jejum e é de manhã que nós vamos repor todos os nutrientes necessários para iniciar o dia —, diz a nutricionista Eliane Romantini.

Além disso, de acordo com a especialista, a exclusão do café da manhã faz com que a pessoa fique com muita fome durante o dia e tenha descontrole na velocidade de comer, na quantidade e qualidade da alimentação, optando por comidas mais calóricas, como frituras, alimentos açucarados e gordurosos.

Outro motivo que prova que tomar café da manhã pode ajudar na perda de peso, segundo os nutrólogos Luís Carlos Silveira e Mariela de Oliveira Silveira, do Kurotel Centro de Longevidade e SPA, é que pelo fato da pessoa estar de estômago vazio, os nutrientes que forem ingeridos serão melhores absorvidos.

— Um dos momentos do dia que estatisticamente as pessoas comem mais frutas, é no café da manha. Se isso ocorrer, vitaminas e minerais importantes no processo metabólico saudável (como cromo e zinco, por exemplo) poderão ser melhores absorvidos. Isso possibilitará melhor síntese de açúcares e gorduras, reduzindo o depósito adiposo excessivo —, afirmam.

Portanto se você quer emagrecer nada de ficar pulando refeições importantes como o café da manhã, caso contrário já sabe: aumento de peso na certa! O importante é fechar a boca para alimentos gordurosos.

— O que deve ser evitado, mas muitas pessoas costumam ingerir de manhã, são alimentos com baixo valor nutricional e alto teor calórico, como refrigerante, salgadinhos, produtos a base de gordura vegetal hidrogenada, como croissant, bolacha recheada, frios gordurosos, como salame, mortadela —, explica Eliane.

A nutricionista dá dicas para um café da manhã reforçado, saudável e indispensável para o dia a dia de quem se preocupa com o corpo e com a saúde.

— O ideal é que a alimentação seja equilibrada e que a pessoa consuma pelo menos uma fonte de proteína, como leite, queijo, iogurte, ovos. Pelo menos uma fonte de carboidrato, de preferência pães, torradas e cereais integrais e uma fonte de alimentos que fornecem vitaminas e minerais, como sucos e frutas —, indica.

:: Dieta sem glúten emagrece? Tire as principais dúvidas
:: Picolé de whey protein: será que a moda pega?

3. Mantenha o foco no que você está comendo

Não prestar atenção e não se concentrar na comida é outro erro bastante comum que as pessoas costumam cometer. Assistir TV, falar ao telefone ou ouvir música enquanto come pode dificultar a perda de peso. Isso porque o cérebro das pessoas que se alimentam distraídas com outra coisa pára de receber sinais de que está comendo. Um estudo da Universidade de Bristol apontou que as pessoas que comiam enquanto faziam outras atividades, ingeriam o dobro de alimentos do que aquelas que se concentravam na alimentação.

:: Perigo! Efeito sanfona pode prejudicar a saúde; saiba como fugir
:: Detox funciona? E eliminar carboidratos? 12 verdades nuas e cruas sobre as dietas

4. Prefira consumir alimentos crus

Cozinhar demais a comida pode reduzir muito a quantidade de nutrientes dos alimentos e quando nosso organismo não tem nutriente suficiente, não se sente satisfeito e a pessoa começa a sentir fome mais rápido. Por isso, é importante comer alimentos crus, como peixe, legumes e verduras. Para quem tem um sistema digestivo sensível e não pode comer alimentos crus, a dica é cozinhá-los por menos tempo possível. Lembre-se: quanto menos você cozinhá-los, mais nutrientes restarão nos alimentos.

5. Não coma alimentos gordurosos à noite

Quem é que nunca acordou com “ressaca alimentar”? É aquela sensação desconfortável no dia seguinte em que você comeu demais à noite. E já que a comida é um combustível, pense na seguinte teoria: o corpo precisa que você gaste a energia que consumiu com o combustível, ou seja, o alimento. Isso quer dizer que comer em grandes quantidades à noite, quando o corpo está relaxado e prestes a descansar não faz sentido.

Portanto, evite comer alimentos gordurosos e calóricos, como frituras e doces. No jantar, o ideal é optar por alimentos mais leves, por isso as carnes brancas são boa pedida. “Esse tipo de carne, em especial o peixe, tem digestão mais rápida e fácil, ou seja, não pesa no estômago, fator que prejudica o sono”, explica a nutricionista Adriana Ávila da clínica Vitay Medicina de Emagrecimento e Estética. À noite, dê preferência às carnes brancas grelhadas ou cozidas. Também invista em alimentos integrais, folhas e frutas.

Leia também: Kifina funciona

6. Coma em pequena quantidade e muitas vezes por dia

Nunca passe mais de três horas sem comer. Isso porque, de acordo com a nutricionista Eliane Romantini, ficar muito tempo sem se alimentar faz com que o organismo libere cortisol, hormônio do estresse, que aumenta a glicemia (açúcar no sangue). Com isso, há excesso na produção de insulina, hormônio relacionado ao acúmulo de gordura abdominal. Além disso, quem passa muito tempo sem comer, fica com muita fome e exagera na quantidade de alimentos da próxima refeição. Também aumenta as chances de escolher alimentos gordurosos e muito calóricos.

Por isso, o ideal é comer de 3 em 3 horas, pequenas quantidades de comida, ficando atenta à qualidade dos alimentos que escolher ao longo do dia.

Não beba durante as refeições

Leia também: Kifina Anvisa

Evite beber líquidos durante as refeições. Ingerir bebidas enquanto come dificulta a digestão, porque dilui o ácido do estômago e a absorção de nutrientes fica mais difícil. Isso resulta em fermentação, inchaço e gases. Por isso, o indicado é beber água 15 minutos antes ou depois das refeições.

Além disso, de acordo com uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, beber dois copos de água 30 minutos antes de se alimentar pode ajudar a emagrecer.

— Quando estamos de estômago vazio, nosso organismo libera hormônios que facilitam absorção de carboidratos, por exemplo. Se a pessoa bebe água antes das refeições, esses hormônios são diluídos, o que impede a absorção rápida dos nutrientes —, explica o nutrólogo Hélio Osmo.